Loading
 
 
 
Loading
 
Pontos para meditação reparadora dos primeiros sábados do mês
Loading
 
6 de Julho de 2012 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

arauto10.jpg

São Paulo (Sexta-feira, 06-07-2012, Gaudium Press)
Amanhã será o primeiro sábado do mês de julho, Nossa Senhora de Fátima prometeu assistir com graças necessárias à salvação aos que praticarem a comunhão reparadora durante cinco primeiros sábados seguidos. "Eu prometo assisti-los na hora da morte com todas as graças necessárias para a salvação dessas almas".

Afim de auxiliar a todos que pretendem praticar essa devoção, publicamos aqui alguns pontos que podem servir para a meditação que foi pedida por Nossa Senhora para essa ocasião.
O tema da Meditação é um dos mistérios do Santo Rosário, concretamente, o quinto dos mistérios luminosos.

I - Antecedentes: Reflexões do Beato João Paulo II

Maria foi por excelência "eucarística" na totalidade da sua vida. A Igreja, vendo em Maria o seu modelo, é chamada a imitá-La também na sua relação com este mistério santíssimo.

"De certo modo, Maria praticou a fé eucarística ainda antes de ser instituída a Eucaristia, quando aceitou o convite divino e o Verbo n'Ela se fez carne, antecipando o que se realiza conosco quando comungamos o Corpo e Sangue, a alma e divindade de Jesus.

Existe, pois, uma grande analogia entre o "Sim" pronunciado por Maria, em resposta às palavras do Anjo, e o "amém" que cada fiel pronuncia quando recebe o corpo do Senhor.

view.jpg
Nossa Senhora de Fátima
 
"É-nos impossível imaginar os sentimentos de Maria, ao ouvir dos lábios de Pedro, João e restantes apóstolos as palavras da Última Ceia: "Isto é o meu corpo que vai ser entregue por vós"(Lc 22, 19). Aquele corpo, entregue em sacrifício e presente agora no pão e no vinho, é o mesmo corpo concebido no seu ventre. Receber a Eucaristia era acolher de novo aquele coração que batera em uníssono com o d'Ela!" (Cf. Encíclica ‘Ecclesia de Eucharistia', Cap.VI; 17/4/2003).

Meu Deus! Eu creio, adoro, espero e amo-Vos! Peço -Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam. (Oração ditada pelo Anjo da Paz, aos Três Pastorinhos de Fátima).

I - Deus Criador: A Grandeza do Dom

Deus nos deu o ser, criando-nos.

Deus criou o Céu para a felicidade eterna dos homens.

Deus criou a terra para o homem pela Encarnação do Verbo, se fez carne para nos salvar. É um dom enorme ter consentido em tornar-se homem para nos salvar. Fazendo-se homem, passou 30 anos na vida terrena com Nossa Senhora para glorificar Deus e rezar por nós.

Depois de ter dado os Ensinamentos, o exemplo de Paciência, Perdão e Carinho, ainda fez mais: nos deu a Sagrada Eucaristia.

Pela Sagrada Eucaristia Ele adquiriu uma união mais íntima conosco do que pelo fato de se ter encarnado.

1. Como Ele se dá a nós na Eucaristia

De um modo como ninguém poderia inventar. É um modo tão admirável que se os serafins pensassem no assunto por toda a eternidade não poderiam excogitar essa ideia; de Deus se dar ao homem pela espécie de pão e vinho.

2. Quais são os Dons que Ele nos dá na Eucaristia

Todos os Seus méritos infinitos e todas as Suas virtudes vêm à nós. Ele vêm com toda sua santidade, nos toca e nos contagia com Ela. Ora, a santidade dEle é infinita e condescende vir a mim na Sagrada Eucaristia. Que Dom formidável é Ele ficar trancado no Sacrário até a hora em que nos apresentamos para recebê-Lo. Aí, visita intimamente.

Todas as coisas da terra - inteligência, riqueza, glória e saúde - não podem se comparar a uma comunhão. tanto mais, os que forem chamados para recebê-Lo diariamente...

Quantos dons acumulados nas nossas Comunhões diárias, é algo de admirável. Esta é a amplitude do dom que Deus nos dá.

3. Pontos de Reflexão:

"Tens feito resistência a outros dons, mas poderás ainda resistir a um Deus que se da a Si Mesmo? " É uma pergunta admirável...

"Tu estas recebendo este Dom. Tu tens resistido a outras graças, tu resistirás a esta? Deus te dá a Si Mesmo e tu não te dás a Ele? Que propósito tem não te ofereceres inteiro a Ele nessa Comunhão?"

"Ele não precisa mas nós precisamos d'Ele!" Isso não nos leva a nos oferecermos a Ele? O corolário de uma Comunhão é, portanto, o oferecimento.

PASSAGEM-332.jpg
O oferecimento: "Senhor, eu não sou digno de Vos receber, mas já que entrais em minha alma, dai-me a graça de desejar dar-me a Vós e dai-me a graça de que um dia o mais breve possível eu me dê a Vós inteiramente. Quer dizer, eu abandone o pecado, eu deixe de Vos ofender, eu pratique inteiramente a virtude e eu seja um perfeito soldado de Vossa Causa por meio de Maria, eu Vos suplico".

4. Pensamentos para durante o dia

Hoje, Nosso Senhor Se deu a mim, vou pedir-Lhe que eu me entregue a Ele inteiramente em tal ponto e farei tal sacrifício, entregando-Lhe tal coisa que me custa, e etc.

Sei que hoje eu Vou ter uma aflição muito grande... Mas se Ele Se deu a mim hoje e vai Se dar novamente amanhã, será que eu não vou confiar n´Ele? Já que me deu tanto, não vai me dar mais um pouco, uma ajuda em tal ocasião, um sorriso em oportunidade?... Não é possível. Vou viver este dia com confiança de que Ele me ajudará.

Estas são atitudes de alma normais, de quem tem uma vida em função da Comunhão que fez hoje e fará amanhã. É assim que preparamos em nós uma alma verdadeiramente eucarística...

Estes raciocínios pedem seriedade e são a própria lógica.

Senão formos sérios nesta vida, ao morrermos, teremos o maior choque que se possa imaginar, porque vamos nos defrontar com a infinita Seriedade de Deus. E Ele nos dirá: "Eu o visitei durante tantos anos, diariamente. Diariamente eu lhe dei esta graça de desejar a Minha visita; diariamente você correspondeu a essa graça e foi Me visitar, mas não foi sério nas visita. Não refletiu no que significava e não tirou as conseqüências..."

5- Os Anjos não podem comungar!

Nem os anjos mais altos do Céu têm com Nosso Senhor a forma de união que temos ao receber a Eucaristia. Os anjos não podem comungar, não têm corpo. Eles estão inundados de todas as graças, vêem Deus face a face,mas eles não têm a Sagrada Eucaristia. Eles nos olham como que invejando esta graça. Não deveríamos receber esta graça com maior respeito, meditação e consideração prévia?

Os senhores querem uma coisa mais alentadora do que esta: na hora que recebemos a Eucaristia, o Céu inteiro está olhando para nós e está nos ajudando. Que beleza! Que alegria! Se antes da Comunhão pensássemos nisso, nós receberíamos a Sagrada Hóstia com mais Confiança, com mais Esperança, com mais Alegria. É evidente. Devemos pensar nisso antes da Comunhão.

Confunde-te de tua ingratidão e lembra-te da medida dos benefícios e se abusares deles, serás castigado. Procura dar tudo a Quem te dá tudo, sem reservas... Pensarmos na Comunhão e ficarmos confundidos diante da nossa ingratidão. O ficar confundido é não saber o que dizer, não ter palavras para dizer. É um confundido com confiança: "Sei que andei mal, mas eu confio em Vós, porque Vós sois o Caminho, a Verdade e a Vida, me prostro aos Vossos pés com os meus pecados, como Santa Maria Madalena, e com confiança sei que Vós não me repelireis nem me abandonareis, com confiança Vos peço: mudai-me. Vós sois o que cura a todos, curai-me e mudai-me a mim também. Estou aqui como o paralítico e leproso do Evangelho, curai-me de minhas doenças de alma, como Vós curastes aqueles corpos. Por Vossa Mãe, a quem Vós nunca negais nada, eu Vos suplico, curai-me". É assim que devemos comungar.

Pedirmos a Deus que Ele mude o nosso espírito: se cada dia pedirmos a Ele na Comunhão, que nos corrija, nos mude, um belo dia Ele nos mudará! A Eucaristia é a Alma de nossa vida espiritual, é o centro e o foco de nossa vida espiritual.

II - O afeto de Jesus Eucarístico

É preciso considerar antes de tudo o amor com que Ele se deu..."Na noite em que Ele foi traído, nesta noite é que Ele nos deu o Pão". É a maravilha que Ele engenhou para estar no meio dos homens o tempo inteiro.

Na hora em que os homens traíram-No, Ele arranja um jeito de dar-lhes o supremo Dom.

Ele quis estar conosco sob a forma de alimento. Ele, a não ser que recusemos, não separa mais de nós, está entranhado em nós. E foi o que Ele quis: estabelecer uma união super-íntima.

1 - Dificuldade para instituir a Eucaristia

Nosso Senhor conhece o passado,o presente e o futuro. Tinha Ele uma dificuldade em instituir a Eucaristia: "a previsão de todos os sacrilégios cometidos até o fim do mundo contra o Santíssimo Sacramento". Pois bem, nem todos esses sacrilégios foram capazes de evitar que Ele instituísse o Santíssimo Sacramento. Estas foram as dificuldades que Ele quis vencer para Se dar aos católicos neste Sacramento. Aceitou tudo isso para chegar até nós na Eucaristia. O Amor e a Bondade dEle são tão grandes que Ele deseja chegar a nós por esta forma. É de uma beleza estupenda! A confiança e o respeito que isto nos deve dar na hora da Santa Comunhão!

Hostia.jpg
Quanto Ele é Bom! Imaginarmos Ele entrando em nossa alma com afeto correspondente. Entra em nossa alma como na casa do doente que Ele quer curar, com afeto e vontade de curar. Que confiança nos deve inspirar imaginarmos Nosso Senhor transbordando desta bondade!

Sempre por meio de Nossa Senhora dizer: "Minha Mãe, esse dom é grande demais para eu compreender inteiramente. Mas, Vós quando comungáveis, Vós a compreendíeis. Eu Vos peço que adoreis a Deus por mim, porque não sou suficientemente grande para adorá-Lo. Vinde espiritualmente a minha alma e tratai-O como Vós o trataríeis na terra, pois eu não sou capaz de tratá-Lo devidamente". E recebê-Lo alegre, com confiança, porque Nossa Senhora está recebendo-O por mim, e, então, está sendo explendidamente recebido em minha alma. Estou oferecendo a Ele uma festa régia.

III - Os tesouros do Dom da Eucaristia

Todos os méritos de Nosso Senhor Jesus Cristo são oferecidos por mim para apagarem os meus pecados. Portanto, devo ir confiante comungar. Porque estes méritos obtém o perdão de meus pecados, lavam a minha alma. Estou recebendo a solução para todos os problemas e o remédio para todos os males.

Pedir a Nossa Senhora: "Minha Mãe, fazei com que estes méritos se apliquem a mim de um modo semelhante àquele com que se aplicaram a Vós, para que minha alma se entranhe continuamente nestes méritos. Eu vou ficar milionário de méritos com uma simples comunhão".

Se um homem passasse numa gruta fazendo penitência a vida inteira, sozinho, rezando, não adquiriria tantos méritos como em uma Comunhão. Este é o valor d'Ela. O Dom inapreciável que isto representa!

Termina Santo Inácio: "Ó Deus, depois de ver isto, o que é que eu poderia Vos negar? Depois de ver tão grandes DONS que Vós me fazeis, eu posso recusar-Vos alguma coisa?"

1 - Ação de Graça

Uma oração que devemos fazer a Nosso Senhor por intermédio de Nossa Senhora: "Que Ele nos dê de Seus enumeráveis dons, mais este: o dom de darmos tudo a Ele". Terminar toda Comunhão assim: "Meu Deus, daí-me tudo que me une a Vós e afastai de mim tudo que me afasta de Vós".

Alma de Cristo ... Sangue de Cristo, inebria-me!

Sangue de Cristo, dai-nos uma lucidez por onde a nossa alma fique elevada muito além das realidades comuns. A embriaguez do Espírito Santo nos leva para o auge do conhecimento da verdade revelada. Esta é a casta embriaguez do Espírito Santo. Água de Cristo, lava-me... é a água que correu do lado d´Ele na Paixão, caia sobre mim para me lavar.

"Eu sou quase cego para as coisas de Deus, eu ouço as coisas de Deus e não sei bem o que dizer a respeito delas. Não as vejo bem. Meu Deus! Que a água de Vosso lado que está em mim neste momento, que me tire as escamas de minha vista. Por meio de Nossa Senhora eu Vos peço esta graça".

Conclusão: a dimensão e intimidade do Coração de Jesus

São considerações de Santo Inácio muito altas, sérias e maiores do que nós. Nós nos sentimos formigas... Não estamos habituados a ver a verdadeira dimensão da religião Católica. Como ficamos pequenos diante disso! Não estamos habituados a grandes bondades como esta: devemos nos dar a perder de vista. Nós não sabemos o que é perdão, o que é confiança, o que é a Bondade extrema com que Ele fecha os olhos diante de tantos pecados nossos, para assim O recebermos de novo.

308656_294532940580207_100000705117629_1002063_1209220159_n3.jpg

Ele nos dá com alegria, Nosso Senhor está com grande desejo de ser recebido por minha alma, mesmo com todas as suas imperfeições.

Com que confiança devo ir para a Comunhão! Que festa será para mim poder pensar durante todo o dia: Nosso Senhor está me esperando para o dia seguinte!

Tomem a mais santa comunhão que houve na terra: a de Nossa Senhora. Ela estava abrasada de amor pela Comunhão. Pois bem, o desejo d´Ela de receber a Nosso Senhor era infinitamente menor do que o desejo de Nosso Senhor de recebê-La. De tal maneira o amor d´Ele é maior do que o nosso. Aí vemos o desejo que Ele tem de nos receber.

Dentro do sacrário Ele está a minha espera com um sorriso e na minha alma indigna Ele entra com verdadeira delícia. A delícia d´Ele é estar com os filhos dos homens. São palavras do Espírito Santo. Por isso que na Quinta-feira Santa a Igreja faz festa com flores, paramentos brancos e etc.

É para esta intimidade que Ele nos convida. Nunca seremos íntimos de ninguém como podemos ser de Nosso Senhor na Sagrada Eucaristia.

Loading
Pontos para meditação reparadora dos primeiros sábados do mês

arauto10.jpg

São Paulo (Sexta-feira, 06-07-2012, Gaudium Press)
Amanhã será o primeiro sábado do mês de julho, Nossa Senhora de Fátima prometeu assistir com graças necessárias à salvação aos que praticarem a comunhão reparadora durante cinco primeiros sábados seguidos. "Eu prometo assisti-los na hora da morte com todas as graças necessárias para a salvação dessas almas".

Afim de auxiliar a todos que pretendem praticar essa devoção, publicamos aqui alguns pontos que podem servir para a meditação que foi pedida por Nossa Senhora para essa ocasião.
O tema da Meditação é um dos mistérios do Santo Rosário, concretamente, o quinto dos mistérios luminosos.

I - Antecedentes: Reflexões do Beato João Paulo II

Maria foi por excelência "eucarística" na totalidade da sua vida. A Igreja, vendo em Maria o seu modelo, é chamada a imitá-La também na sua relação com este mistério santíssimo.

"De certo modo, Maria praticou a fé eucarística ainda antes de ser instituída a Eucaristia, quando aceitou o convite divino e o Verbo n'Ela se fez carne, antecipando o que se realiza conosco quando comungamos o Corpo e Sangue, a alma e divindade de Jesus.

Existe, pois, uma grande analogia entre o "Sim" pronunciado por Maria, em resposta às palavras do Anjo, e o "amém" que cada fiel pronuncia quando recebe o corpo do Senhor.

view.jpg
Nossa Senhora de Fátima
 
"É-nos impossível imaginar os sentimentos de Maria, ao ouvir dos lábios de Pedro, João e restantes apóstolos as palavras da Última Ceia: "Isto é o meu corpo que vai ser entregue por vós"(Lc 22, 19). Aquele corpo, entregue em sacrifício e presente agora no pão e no vinho, é o mesmo corpo concebido no seu ventre. Receber a Eucaristia era acolher de novo aquele coração que batera em uníssono com o d'Ela!" (Cf. Encíclica ‘Ecclesia de Eucharistia', Cap.VI; 17/4/2003).

Meu Deus! Eu creio, adoro, espero e amo-Vos! Peço -Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam. (Oração ditada pelo Anjo da Paz, aos Três Pastorinhos de Fátima).

I - Deus Criador: A Grandeza do Dom

Deus nos deu o ser, criando-nos.

Deus criou o Céu para a felicidade eterna dos homens.

Deus criou a terra para o homem pela Encarnação do Verbo, se fez carne para nos salvar. É um dom enorme ter consentido em tornar-se homem para nos salvar. Fazendo-se homem, passou 30 anos na vida terrena com Nossa Senhora para glorificar Deus e rezar por nós.

Depois de ter dado os Ensinamentos, o exemplo de Paciência, Perdão e Carinho, ainda fez mais: nos deu a Sagrada Eucaristia.

Pela Sagrada Eucaristia Ele adquiriu uma união mais íntima conosco do que pelo fato de se ter encarnado.

1. Como Ele se dá a nós na Eucaristia

De um modo como ninguém poderia inventar. É um modo tão admirável que se os serafins pensassem no assunto por toda a eternidade não poderiam excogitar essa ideia; de Deus se dar ao homem pela espécie de pão e vinho.

2. Quais são os Dons que Ele nos dá na Eucaristia

Todos os Seus méritos infinitos e todas as Suas virtudes vêm à nós. Ele vêm com toda sua santidade, nos toca e nos contagia com Ela. Ora, a santidade dEle é infinita e condescende vir a mim na Sagrada Eucaristia. Que Dom formidável é Ele ficar trancado no Sacrário até a hora em que nos apresentamos para recebê-Lo. Aí, visita intimamente.

Todas as coisas da terra - inteligência, riqueza, glória e saúde - não podem se comparar a uma comunhão. tanto mais, os que forem chamados para recebê-Lo diariamente...

Quantos dons acumulados nas nossas Comunhões diárias, é algo de admirável. Esta é a amplitude do dom que Deus nos dá.

3. Pontos de Reflexão:

"Tens feito resistência a outros dons, mas poderás ainda resistir a um Deus que se da a Si Mesmo? " É uma pergunta admirável...

"Tu estas recebendo este Dom. Tu tens resistido a outras graças, tu resistirás a esta? Deus te dá a Si Mesmo e tu não te dás a Ele? Que propósito tem não te ofereceres inteiro a Ele nessa Comunhão?"

"Ele não precisa mas nós precisamos d'Ele!" Isso não nos leva a nos oferecermos a Ele? O corolário de uma Comunhão é, portanto, o oferecimento.

PASSAGEM-332.jpg
O oferecimento: "Senhor, eu não sou digno de Vos receber, mas já que entrais em minha alma, dai-me a graça de desejar dar-me a Vós e dai-me a graça de que um dia o mais breve possível eu me dê a Vós inteiramente. Quer dizer, eu abandone o pecado, eu deixe de Vos ofender, eu pratique inteiramente a virtude e eu seja um perfeito soldado de Vossa Causa por meio de Maria, eu Vos suplico".

4. Pensamentos para durante o dia

Hoje, Nosso Senhor Se deu a mim, vou pedir-Lhe que eu me entregue a Ele inteiramente em tal ponto e farei tal sacrifício, entregando-Lhe tal coisa que me custa, e etc.

Sei que hoje eu Vou ter uma aflição muito grande... Mas se Ele Se deu a mim hoje e vai Se dar novamente amanhã, será que eu não vou confiar n´Ele? Já que me deu tanto, não vai me dar mais um pouco, uma ajuda em tal ocasião, um sorriso em oportunidade?... Não é possível. Vou viver este dia com confiança de que Ele me ajudará.

Estas são atitudes de alma normais, de quem tem uma vida em função da Comunhão que fez hoje e fará amanhã. É assim que preparamos em nós uma alma verdadeiramente eucarística...

Estes raciocínios pedem seriedade e são a própria lógica.

Senão formos sérios nesta vida, ao morrermos, teremos o maior choque que se possa imaginar, porque vamos nos defrontar com a infinita Seriedade de Deus. E Ele nos dirá: "Eu o visitei durante tantos anos, diariamente. Diariamente eu lhe dei esta graça de desejar a Minha visita; diariamente você correspondeu a essa graça e foi Me visitar, mas não foi sério nas visita. Não refletiu no que significava e não tirou as conseqüências..."

5- Os Anjos não podem comungar!

Nem os anjos mais altos do Céu têm com Nosso Senhor a forma de união que temos ao receber a Eucaristia. Os anjos não podem comungar, não têm corpo. Eles estão inundados de todas as graças, vêem Deus face a face,mas eles não têm a Sagrada Eucaristia. Eles nos olham como que invejando esta graça. Não deveríamos receber esta graça com maior respeito, meditação e consideração prévia?

Os senhores querem uma coisa mais alentadora do que esta: na hora que recebemos a Eucaristia, o Céu inteiro está olhando para nós e está nos ajudando. Que beleza! Que alegria! Se antes da Comunhão pensássemos nisso, nós receberíamos a Sagrada Hóstia com mais Confiança, com mais Esperança, com mais Alegria. É evidente. Devemos pensar nisso antes da Comunhão.

Confunde-te de tua ingratidão e lembra-te da medida dos benefícios e se abusares deles, serás castigado. Procura dar tudo a Quem te dá tudo, sem reservas... Pensarmos na Comunhão e ficarmos confundidos diante da nossa ingratidão. O ficar confundido é não saber o que dizer, não ter palavras para dizer. É um confundido com confiança: "Sei que andei mal, mas eu confio em Vós, porque Vós sois o Caminho, a Verdade e a Vida, me prostro aos Vossos pés com os meus pecados, como Santa Maria Madalena, e com confiança sei que Vós não me repelireis nem me abandonareis, com confiança Vos peço: mudai-me. Vós sois o que cura a todos, curai-me e mudai-me a mim também. Estou aqui como o paralítico e leproso do Evangelho, curai-me de minhas doenças de alma, como Vós curastes aqueles corpos. Por Vossa Mãe, a quem Vós nunca negais nada, eu Vos suplico, curai-me". É assim que devemos comungar.

Pedirmos a Deus que Ele mude o nosso espírito: se cada dia pedirmos a Ele na Comunhão, que nos corrija, nos mude, um belo dia Ele nos mudará! A Eucaristia é a Alma de nossa vida espiritual, é o centro e o foco de nossa vida espiritual.

II - O afeto de Jesus Eucarístico

É preciso considerar antes de tudo o amor com que Ele se deu..."Na noite em que Ele foi traído, nesta noite é que Ele nos deu o Pão". É a maravilha que Ele engenhou para estar no meio dos homens o tempo inteiro.

Na hora em que os homens traíram-No, Ele arranja um jeito de dar-lhes o supremo Dom.

Ele quis estar conosco sob a forma de alimento. Ele, a não ser que recusemos, não separa mais de nós, está entranhado em nós. E foi o que Ele quis: estabelecer uma união super-íntima.

1 - Dificuldade para instituir a Eucaristia

Nosso Senhor conhece o passado,o presente e o futuro. Tinha Ele uma dificuldade em instituir a Eucaristia: "a previsão de todos os sacrilégios cometidos até o fim do mundo contra o Santíssimo Sacramento". Pois bem, nem todos esses sacrilégios foram capazes de evitar que Ele instituísse o Santíssimo Sacramento. Estas foram as dificuldades que Ele quis vencer para Se dar aos católicos neste Sacramento. Aceitou tudo isso para chegar até nós na Eucaristia. O Amor e a Bondade dEle são tão grandes que Ele deseja chegar a nós por esta forma. É de uma beleza estupenda! A confiança e o respeito que isto nos deve dar na hora da Santa Comunhão!

Hostia.jpg
Quanto Ele é Bom! Imaginarmos Ele entrando em nossa alma com afeto correspondente. Entra em nossa alma como na casa do doente que Ele quer curar, com afeto e vontade de curar. Que confiança nos deve inspirar imaginarmos Nosso Senhor transbordando desta bondade!

Sempre por meio de Nossa Senhora dizer: "Minha Mãe, esse dom é grande demais para eu compreender inteiramente. Mas, Vós quando comungáveis, Vós a compreendíeis. Eu Vos peço que adoreis a Deus por mim, porque não sou suficientemente grande para adorá-Lo. Vinde espiritualmente a minha alma e tratai-O como Vós o trataríeis na terra, pois eu não sou capaz de tratá-Lo devidamente". E recebê-Lo alegre, com confiança, porque Nossa Senhora está recebendo-O por mim, e, então, está sendo explendidamente recebido em minha alma. Estou oferecendo a Ele uma festa régia.

III - Os tesouros do Dom da Eucaristia

Todos os méritos de Nosso Senhor Jesus Cristo são oferecidos por mim para apagarem os meus pecados. Portanto, devo ir confiante comungar. Porque estes méritos obtém o perdão de meus pecados, lavam a minha alma. Estou recebendo a solução para todos os problemas e o remédio para todos os males.

Pedir a Nossa Senhora: "Minha Mãe, fazei com que estes méritos se apliquem a mim de um modo semelhante àquele com que se aplicaram a Vós, para que minha alma se entranhe continuamente nestes méritos. Eu vou ficar milionário de méritos com uma simples comunhão".

Se um homem passasse numa gruta fazendo penitência a vida inteira, sozinho, rezando, não adquiriria tantos méritos como em uma Comunhão. Este é o valor d'Ela. O Dom inapreciável que isto representa!

Termina Santo Inácio: "Ó Deus, depois de ver isto, o que é que eu poderia Vos negar? Depois de ver tão grandes DONS que Vós me fazeis, eu posso recusar-Vos alguma coisa?"

1 - Ação de Graça

Uma oração que devemos fazer a Nosso Senhor por intermédio de Nossa Senhora: "Que Ele nos dê de Seus enumeráveis dons, mais este: o dom de darmos tudo a Ele". Terminar toda Comunhão assim: "Meu Deus, daí-me tudo que me une a Vós e afastai de mim tudo que me afasta de Vós".

Alma de Cristo ... Sangue de Cristo, inebria-me!

Sangue de Cristo, dai-nos uma lucidez por onde a nossa alma fique elevada muito além das realidades comuns. A embriaguez do Espírito Santo nos leva para o auge do conhecimento da verdade revelada. Esta é a casta embriaguez do Espírito Santo. Água de Cristo, lava-me... é a água que correu do lado d´Ele na Paixão, caia sobre mim para me lavar.

"Eu sou quase cego para as coisas de Deus, eu ouço as coisas de Deus e não sei bem o que dizer a respeito delas. Não as vejo bem. Meu Deus! Que a água de Vosso lado que está em mim neste momento, que me tire as escamas de minha vista. Por meio de Nossa Senhora eu Vos peço esta graça".

Conclusão: a dimensão e intimidade do Coração de Jesus

São considerações de Santo Inácio muito altas, sérias e maiores do que nós. Nós nos sentimos formigas... Não estamos habituados a ver a verdadeira dimensão da religião Católica. Como ficamos pequenos diante disso! Não estamos habituados a grandes bondades como esta: devemos nos dar a perder de vista. Nós não sabemos o que é perdão, o que é confiança, o que é a Bondade extrema com que Ele fecha os olhos diante de tantos pecados nossos, para assim O recebermos de novo.

308656_294532940580207_100000705117629_1002063_1209220159_n3.jpg

Ele nos dá com alegria, Nosso Senhor está com grande desejo de ser recebido por minha alma, mesmo com todas as suas imperfeições.

Com que confiança devo ir para a Comunhão! Que festa será para mim poder pensar durante todo o dia: Nosso Senhor está me esperando para o dia seguinte!

Tomem a mais santa comunhão que houve na terra: a de Nossa Senhora. Ela estava abrasada de amor pela Comunhão. Pois bem, o desejo d´Ela de receber a Nosso Senhor era infinitamente menor do que o desejo de Nosso Senhor de recebê-La. De tal maneira o amor d´Ele é maior do que o nosso. Aí vemos o desejo que Ele tem de nos receber.

Dentro do sacrário Ele está a minha espera com um sorriso e na minha alma indigna Ele entra com verdadeira delícia. A delícia d´Ele é estar com os filhos dos homens. São palavras do Espírito Santo. Por isso que na Quinta-feira Santa a Igreja faz festa com flores, paramentos brancos e etc.

É para esta intimidade que Ele nos convida. Nunca seremos íntimos de ninguém como podemos ser de Nosso Senhor na Sagrada Eucaristia.

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/38430-Pontos-para-meditacao-reparadora-dos-primeiros-sabados-do-mes. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentario
O seu endereco de email nao sera publicado Campos obrigatorios sao marcados *




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Por que celebrar Nossa Senhora no tempo pascal? ...
 
Com a procissão do Senhor dos Tremores, instituída desde 1741 para toda Segunda-feira Santa, se ma ...
 
A Cruz dos Estudantes é uma iniciativa que convoca a viver uma experiência espiritual no caminho a ...
 
Nova Veneza (SC), celebrou a abertura do Bicentenário da Fundadora das Irmãs Beneditinas da Divina ...
 
No dia 27 de abril Arquidiocese de Curitiba promove celebração em ação de graças pela canoniza ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading