Loading
 
 
 
Loading
 
Migrantes e refugiados necessitam de compreensão e bondade, diz Papa à Pastoral dos Migrantes e Itinerantes
Loading
 
24 de Maio de 2013 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 24-05-2013, Gaudium Press) - A Plenária do Pontifício Conselho para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes foi aberta hoje, 24.

papa_francisco_2.jpg
FOTO GUSTAVO KRALJ - Gaudium Press

Durante toda a semana um grupo de membros, consultores e oficiais deste organismo da Santa Sé reuniu-se no Vaticano tratar de uma temática pré-estabelecida: "A solicitude pastoral da Igreja no contexto das migrações forçadas". Este tema está dentro do contexto de um documento publicado pelo mesmo dicastério: "Acolher Cristo nos refugiados e nas pessoas deslocadas à força".

No discurso que abriu os trabalhos da Plenária, o Santo Padre afirmou logo no início: "O tráfico de pessoas é uma atividade ignóbil, uma vergonha para as nossas sociedades que se dizem civilizadas! Aproveitadores e clientes deveriam fazer um sério exame de consciência consigo mesmo e diante de Deus!".

O Papa referiu-se aos esforços do Conselho:

"Somos uma só família humana que, na multiplicidade de suas diferenças, caminha rumo à unidade valorizando a solidariedade e o diálogo entre os povos. A compaixão - ‘sofrer com' - se expressa, sobretudo, no esforço em conhecer as razões que obrigam a deixar forçadamente um país, e em dar voz aos que não podem fazer ouvir seu grito de dor e de opressão"

O Pontífice transmitiu uma mensagem de otimismo: convidou todos a buscar nos olhos e corações dos refugiados e deslocados a luz da esperança:

Uma "esperança que se expressa nas expectativas pelo futuro, no desejo de fazer amizades, de participar da sociedade que os acolhe, de aprender a língua, de ter acesso a um trabalho e de dar a chance de estudar aos menores. Admiro a coragem de quem espera gradualmente recomeçar uma vida normal, à espera que satisfações e amor voltem a alegrar sua existência. Todos nós podemos, e devemos, nutrir esta esperança!".

Estas pessoas, segundo Francisco, precisam de ajudas urgentes, mas principalmente da nossa compreensão e bondade. Ele pediu aos pastores e à comunidade cristã que dediquem atenção especial ao caminho de fé dos cristãos refugiados e erradicados de suas realidades, e também dos migrantes.

"Eles requerem uma atenção pastoral especial, que respeite suas tradições e os acompanhe numa harmônica integração nas novas realidades eclesiais em que se encontram. Que nossas comunidades cristãs sejam realmente lugares de acolhimento, de escuta e de comunhão!".

No final do encontro o Santo Padre invocou proteção maternal de Maria Santíssima para que ilumine a reflexão e a ação de todos e concedeu a todos a bênção papal. (JSG)

Com informações Radio Vaticano

Loading
Migrantes e refugiados necessitam de compreensão e bondade, diz Papa à Pastoral dos Migrantes e Itinerantes

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 24-05-2013, Gaudium Press) - A Plenária do Pontifício Conselho para a Pastoral dos Migrantes e Itinerantes foi aberta hoje, 24.

papa_francisco_2.jpg
FOTO GUSTAVO KRALJ - Gaudium Press

Durante toda a semana um grupo de membros, consultores e oficiais deste organismo da Santa Sé reuniu-se no Vaticano tratar de uma temática pré-estabelecida: "A solicitude pastoral da Igreja no contexto das migrações forçadas". Este tema está dentro do contexto de um documento publicado pelo mesmo dicastério: "Acolher Cristo nos refugiados e nas pessoas deslocadas à força".

No discurso que abriu os trabalhos da Plenária, o Santo Padre afirmou logo no início: "O tráfico de pessoas é uma atividade ignóbil, uma vergonha para as nossas sociedades que se dizem civilizadas! Aproveitadores e clientes deveriam fazer um sério exame de consciência consigo mesmo e diante de Deus!".

O Papa referiu-se aos esforços do Conselho:

"Somos uma só família humana que, na multiplicidade de suas diferenças, caminha rumo à unidade valorizando a solidariedade e o diálogo entre os povos. A compaixão - ‘sofrer com' - se expressa, sobretudo, no esforço em conhecer as razões que obrigam a deixar forçadamente um país, e em dar voz aos que não podem fazer ouvir seu grito de dor e de opressão"

O Pontífice transmitiu uma mensagem de otimismo: convidou todos a buscar nos olhos e corações dos refugiados e deslocados a luz da esperança:

Uma "esperança que se expressa nas expectativas pelo futuro, no desejo de fazer amizades, de participar da sociedade que os acolhe, de aprender a língua, de ter acesso a um trabalho e de dar a chance de estudar aos menores. Admiro a coragem de quem espera gradualmente recomeçar uma vida normal, à espera que satisfações e amor voltem a alegrar sua existência. Todos nós podemos, e devemos, nutrir esta esperança!".

Estas pessoas, segundo Francisco, precisam de ajudas urgentes, mas principalmente da nossa compreensão e bondade. Ele pediu aos pastores e à comunidade cristã que dediquem atenção especial ao caminho de fé dos cristãos refugiados e erradicados de suas realidades, e também dos migrantes.

"Eles requerem uma atenção pastoral especial, que respeite suas tradições e os acompanhe numa harmônica integração nas novas realidades eclesiais em que se encontram. Que nossas comunidades cristãs sejam realmente lugares de acolhimento, de escuta e de comunhão!".

No final do encontro o Santo Padre invocou proteção maternal de Maria Santíssima para que ilumine a reflexão e a ação de todos e concedeu a todos a bênção papal. (JSG)

Com informações Radio Vaticano


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Essa é a primeira vez em 900 anos que as relíquias de São Nicolau deixam a capital da Puglia para ...
 
Em pouco tempo, por toda a Urbe, comentava-se a santidade desse peregrino de vida edificante que dif ...
 
Um numeroso grupo de mulheres procedentes de 58 países, especialmente da Itália, se reuniram em Va ...
 
Essas palavras foram ditas em audiência às Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade, de Dom Orion ...
 
A celebração eucarística foi presidida pelo Arcebispo Dom Sergio Castriani. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading