Loading
 
 
 
Loading
 
Justiça sem misericórdia se torna dúvida, misericórdia sem justiça é mórbida, afirma o Cardeal Schönborn
Loading
 
9 de Agosto de 2013 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Bogotá - Colômbia (Sexta-feira, 09-08-2013, Gaudium Press) O Cardeal Arcebispo de Viena, Dom Christoph Schönborn, encontra-se na capital colombiana, promovendo o próximo Congresso Mundial da Divina Misericórdia, que será realizado em Bogotá entre os dias 15 e 19 de agosto de 2014. Este será o Terceiro Congresso Mundial, que já teve edições em Roma (2008) e em Cracóvia (2011).

ENTREVISTA Cardeal Schönborn_.jpg
Foto: Sonia Trujillo / Gaudium Press
A Gaudium Press aproveitou a ocasião para perguntar ao purpurado sobre dois temas pontuais. Leia abaixo a entrevista na íntegra.

Gaudium Press - Na Colômbia as famílias estão passando por uma situação de crise muito grande. Este é um país de grande tradição católica, de grande sentimento católico, mas atualmente está enfrentando uma grande crise no sacramento do matrimônio. Como um congresso, como o da Divina Misericórdia, incidirá sobre esta realidade?

Cardeal Schönborn - Eu não conheço a situação da Colômbia. Mas posso dizer que na Áustria, em nossa Arquidiocese de Viena, mais de 60% dos matrimônios chegam ao divórcio. Isso é um drama, é um desastre para a sociedade, para a economia também, para a educação, por tudo, mas acima de tudo é um drama das crianças. São as primeras vítimas desta situação.

Um chamado a viver a misericórdia, é primeiramente um chamado a mudar de olhar. É assumir o olhar de Jesus que diz: "Deixai que as crianças venham a mim". Olhem as crianças, os efeitos da separação dos pais, os efeitos que isso causa nas crianças. Convidar à misericórdia para com as crianças é um dos possíveis caminhos para sanar essa situação. Se os pais, os casais vivem o mistério da Divina Misericórdia entre eles, eles chegam inevitavelmente ao perdão, à reconciliação; pelo menos que não se faça sentir o peso dos conflitos sobre os ombros de suas crianças.

É o drama que nós vemos tantas vezes em nossos países, na Europa. Os pais tem conflitos dramáticos entre eles e fazem pesar esses conflitos sobre os ombros de seus filhos. É uma falta de misericórdia com seus filhos. Não é culpa dos filhos mas dos pais que não podem viver juntos.

É este olhar muito concreto que nos ensina Jesus, que nos ensina o Evangelho, ao qual pode ajudar o Apostolado da Misericórdia.

Gaudium Press - Como se reúne, no marco das revelações de Santa Faustina Kowalska, a misericórdia com a justiça?

Cardenal Schönborn - Não há misericórdia sem verdade. Não há justiça sem verdade. Mas a justiça sem misericórdia se torna dúvida. Misericórdia sem justiça se torna frouxa; mórbida, como se diz em italiano. Por isso, a verdadeira justiça é dar a cada um o que necessita, definição clássica da justiça distributiva. (...) O chamado à misericórdia é sempre um chamado mais de justiça. A uma justiça autêntica, verdadeira. Não se pode viver o compromisso da misericórdia sem um chamado forte à justiça. Penso que o Papa Francisco nos fala muito claramente disso. (GPE/EPC)

 

Loading
Justiça sem misericórdia se torna dúvida, misericórdia sem justiça é mórbida, afirma o Cardeal Schönborn

Bogotá - Colômbia (Sexta-feira, 09-08-2013, Gaudium Press) O Cardeal Arcebispo de Viena, Dom Christoph Schönborn, encontra-se na capital colombiana, promovendo o próximo Congresso Mundial da Divina Misericórdia, que será realizado em Bogotá entre os dias 15 e 19 de agosto de 2014. Este será o Terceiro Congresso Mundial, que já teve edições em Roma (2008) e em Cracóvia (2011).

ENTREVISTA Cardeal Schönborn_.jpg
Foto: Sonia Trujillo / Gaudium Press
A Gaudium Press aproveitou a ocasião para perguntar ao purpurado sobre dois temas pontuais. Leia abaixo a entrevista na íntegra.

Gaudium Press - Na Colômbia as famílias estão passando por uma situação de crise muito grande. Este é um país de grande tradição católica, de grande sentimento católico, mas atualmente está enfrentando uma grande crise no sacramento do matrimônio. Como um congresso, como o da Divina Misericórdia, incidirá sobre esta realidade?

Cardeal Schönborn - Eu não conheço a situação da Colômbia. Mas posso dizer que na Áustria, em nossa Arquidiocese de Viena, mais de 60% dos matrimônios chegam ao divórcio. Isso é um drama, é um desastre para a sociedade, para a economia também, para a educação, por tudo, mas acima de tudo é um drama das crianças. São as primeras vítimas desta situação.

Um chamado a viver a misericórdia, é primeiramente um chamado a mudar de olhar. É assumir o olhar de Jesus que diz: "Deixai que as crianças venham a mim". Olhem as crianças, os efeitos da separação dos pais, os efeitos que isso causa nas crianças. Convidar à misericórdia para com as crianças é um dos possíveis caminhos para sanar essa situação. Se os pais, os casais vivem o mistério da Divina Misericórdia entre eles, eles chegam inevitavelmente ao perdão, à reconciliação; pelo menos que não se faça sentir o peso dos conflitos sobre os ombros de suas crianças.

É o drama que nós vemos tantas vezes em nossos países, na Europa. Os pais tem conflitos dramáticos entre eles e fazem pesar esses conflitos sobre os ombros de seus filhos. É uma falta de misericórdia com seus filhos. Não é culpa dos filhos mas dos pais que não podem viver juntos.

É este olhar muito concreto que nos ensina Jesus, que nos ensina o Evangelho, ao qual pode ajudar o Apostolado da Misericórdia.

Gaudium Press - Como se reúne, no marco das revelações de Santa Faustina Kowalska, a misericórdia com a justiça?

Cardenal Schönborn - Não há misericórdia sem verdade. Não há justiça sem verdade. Mas a justiça sem misericórdia se torna dúvida. Misericórdia sem justiça se torna frouxa; mórbida, como se diz em italiano. Por isso, a verdadeira justiça é dar a cada um o que necessita, definição clássica da justiça distributiva. (...) O chamado à misericórdia é sempre um chamado mais de justiça. A uma justiça autêntica, verdadeira. Não se pode viver o compromisso da misericórdia sem um chamado forte à justiça. Penso que o Papa Francisco nos fala muito claramente disso. (GPE/EPC)

 


 

Deixe seu comentario
O seu endereco de email nao sera publicado Campos obrigatorios sao marcados *




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Dom Orani João Tempesta ressaltou que “a Igreja do Rio de Janeiro tem uma grande responsabilidade ...
 
Dom Urbano Allgayer, Bispo Emérito de Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, escreveu um artigo sobre o ...
 
A governante também teve um encontro com o Secretário para as Relações com os Estado, Dom Domini ...
 
O Arcebispo de Singapura, Dom William Goh, advertiu que a Consagração de Singapura à Santíssima ...
 
O purpurado esteve presente na abertura do Núcleo de Estudos de Doutrina Social. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading