Loading
 
 
 
Loading
 
“Nossa espiritualidade se fundamenta e se alicerça na leitura orante do Texto Sagrado”, diz Bispo de Campos (RJ)
Loading
 
4 de Setembro de 2013 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Campos - Rio de Janeiro (Quarta-feira, 04-09-2013, Gaudium Press) Por ocasião ao Mês da Bíblia, celebrado pela Igreja no Brasil durante o mês setembro, o Bispo da Diocese de Campos, no Rio de Janeiro, Dom Roberto Francisco Ferreira Paz, publicou um artigo a respeito da importância do estudo bíblico e o incentivo à leitura das Sagradas Escrituras.pe_roberto.jpg

Dom Roberto afirmou que neste mês, a Igreja Católica "assume o desafio e a inspiração de estudar um livro da Bíblia, e assim incentivar a leitura das Sagradas Escrituras", visando o crescimento da Fé.

Ao abordar sobre a Primeira Carta de São Pedro, o Bispo disse que nela encontramos "as razões da nossa esperança", a "prática salutar e sábia"' que nos faz destacar a Bíblia como "fonte da espiritualidade cristã, da catequese, do ensino, e da própria missão de testemunhar a Cristo".

Ressaltando o significado do estudo bíblico para a formação do homem, Dom Roberto constatou: "Um cristão que não lê a Bíblia e a põe em prática, é como aquele homem que se olha no espelho e não se reconhece", conforme citação do Apóstolo São Tiago.

"É importante frisar que a Bíblia, mais que uma coleção de livros, é uma pessoa, que nos fala, nos interpela e nos instrui. O Senhor Jesus Cristo que é o esperado no Primeiro Testamento e revelado plenamente no Novo. Somos um povo que caminha sob a luz e a bússola da Palavra de Deus, norma não normada, a qual deve se ajustar a nossa vida e trabalho", destacou.

O Bispo de Campos ainda escreveu que a Bíblia é um instrumento que deve ser lido em comunidade "e sempre em sintonia com o Magistério", pois a comunidade eclesial "é constantemente reinventada e edificada pela Palavra de Deus, e a animação bíblica de toda pastoral, deve conduzir e iluminar as práticas, atividades e projetos, de todos os grupos, serviços e associações eclesiais."

"Nossa espiritualidade se fundamenta e se alicerça na leitura orante do Texto Sagrado, pois, a partir desta conexão profunda com a Palavra, nossa vida é transformada, nosso coração é convertido e nosso agir se configura cada vez mais com a mensagem e vida do Mestre Divino", concluiu.

Finalizando seu artigo, Dom Roberto ponderou que "é de suma relevância insistir que não haverá Nova Evangelização ou uma Igreja em estado permanente de missão se não nos deixarmos guiar, alimentar e converter pela Palavra de Vida Eterna, pela Sabedoria Divina que encontramos na Bíblia Sagrada, pois, como afirma São Jerônimo, desconhecer a Bíblia é ignorar o próprio Cristo." (LMI)

Loading
“Nossa espiritualidade se fundamenta e se alicerça na leitura orante do Texto Sagrado”, diz Bispo de Campos (RJ)

Campos - Rio de Janeiro (Quarta-feira, 04-09-2013, Gaudium Press) Por ocasião ao Mês da Bíblia, celebrado pela Igreja no Brasil durante o mês setembro, o Bispo da Diocese de Campos, no Rio de Janeiro, Dom Roberto Francisco Ferreira Paz, publicou um artigo a respeito da importância do estudo bíblico e o incentivo à leitura das Sagradas Escrituras.pe_roberto.jpg

Dom Roberto afirmou que neste mês, a Igreja Católica "assume o desafio e a inspiração de estudar um livro da Bíblia, e assim incentivar a leitura das Sagradas Escrituras", visando o crescimento da Fé.

Ao abordar sobre a Primeira Carta de São Pedro, o Bispo disse que nela encontramos "as razões da nossa esperança", a "prática salutar e sábia"' que nos faz destacar a Bíblia como "fonte da espiritualidade cristã, da catequese, do ensino, e da própria missão de testemunhar a Cristo".

Ressaltando o significado do estudo bíblico para a formação do homem, Dom Roberto constatou: "Um cristão que não lê a Bíblia e a põe em prática, é como aquele homem que se olha no espelho e não se reconhece", conforme citação do Apóstolo São Tiago.

"É importante frisar que a Bíblia, mais que uma coleção de livros, é uma pessoa, que nos fala, nos interpela e nos instrui. O Senhor Jesus Cristo que é o esperado no Primeiro Testamento e revelado plenamente no Novo. Somos um povo que caminha sob a luz e a bússola da Palavra de Deus, norma não normada, a qual deve se ajustar a nossa vida e trabalho", destacou.

O Bispo de Campos ainda escreveu que a Bíblia é um instrumento que deve ser lido em comunidade "e sempre em sintonia com o Magistério", pois a comunidade eclesial "é constantemente reinventada e edificada pela Palavra de Deus, e a animação bíblica de toda pastoral, deve conduzir e iluminar as práticas, atividades e projetos, de todos os grupos, serviços e associações eclesiais."

"Nossa espiritualidade se fundamenta e se alicerça na leitura orante do Texto Sagrado, pois, a partir desta conexão profunda com a Palavra, nossa vida é transformada, nosso coração é convertido e nosso agir se configura cada vez mais com a mensagem e vida do Mestre Divino", concluiu.

Finalizando seu artigo, Dom Roberto ponderou que "é de suma relevância insistir que não haverá Nova Evangelização ou uma Igreja em estado permanente de missão se não nos deixarmos guiar, alimentar e converter pela Palavra de Vida Eterna, pela Sabedoria Divina que encontramos na Bíblia Sagrada, pois, como afirma São Jerônimo, desconhecer a Bíblia é ignorar o próprio Cristo." (LMI)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O documento é uma continuação da Carta Pastoral que escreveu no ano passado, quando foi posto em ...
 
“Estamos no Ano da Misericórdia e celebrar Nossa Senhora das Mercês esse ano tem um gosto muito ...
 
O Simpósio Internacional será em Roma, de 24 a 26 de novembro, na Pontifícia Universidade Santa C ...
 
Com quase dois séculos de antiguidade, os ladrilhos se romperam e o teto do templo ameaçava vir ab ...
 
O bispado alagoano celebra uma nova página de sua história, ainda mais em meio à Festa de Nossa S ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading