Loading
 
 
 
Loading
 
“Com a Festa do Batismo do Senhor, cumprimos o tempo do Natal”, diz Cardeal do Rio
Loading
 
11 de Janeiro de 2016 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Rio de Janeiro (Segunda-feira, 11-01-2016, Gaudium Press) A Trezena de São Sebastião, no Rio de Janeiro, chegou ao seu quarto dia neste domingo, 10. Logo pela manhã, houve a partida do cortejo da Catedral Metropolitana, no Centro do Rio, com destino à capela dedicada ao Santo, localizada no Morro do Salgueiro, na Tijuca. Lá, o comboio foi recebido pelos fiéis que aguardavam ansiosos pela visita da imagem do Padroeiro.

Gaudium Press.jpg

O pároco, padre Paulo Romão, afirmou que a visita da imagem é uma oportunidade de experimentar a misericórdia divina e assim, repassá-la aos demais.

"Sempre recebemos a imagem peregrina de São Sebastião, e é sempre uma grande alegria porque essa é uma oportunidade de renovar a nossa fé, esperança e, de modo particular nesse Ano da Misericórdia, abrir ainda mais o nosso coração para a misericórdia do Senhor e estende-la aos demais", disse o sacerdote.

A segunda capela de São Sebastião, no Cachambi, visitada pelo cortejo, contou ainda com uma breve celebração presidida pelo Cardeal Arcebispo Orani João Tempesta.

Logo após, foi a vez da Capela São Sebastião, no Morro da Cachoeira Grande, pertencente à Paróquia Nossa Senhora da Guia, no bairro Lins de Vasconcelos, de receber a imagem do Santo.

"Essa é a quinta vez que recebemos a imagem. É gratificante poder participar. A situação em nossa comunidade é difícil, muitas vezes pedimos para o padre não vir celebrar na capela por conta da violência, mas com a graça de Deus e a intercessão de São Sebastião conseguimos levar a vida", declarou a paroquiana Lucineide Vicente, ao site da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

A Santa Missa na Paróquia São Sebastião, em Quintino, também foi presidida pelo Cardeal Tempesta, e concelebrada pelo pároco, Padre Alex Sandro Irineu.

Em sua homilia, Dom Orani destacou o exemplo de Jesus ao se batizar para manifestar aos demais a Sua misericórdia.

"Com a Festa do Batismo do Senhor, cumprimos o tempo do Natal. No Evangelho, vimos que Jesus se coloca na fila para ser batizado, sem ter necessidade, uma vez que não tinha pecado nem precisava se preparar para a vinda do Messias, porque Ele era o próprio. Mas Cristo quis se manifestar como Filho de Deus. Hoje Ele manifesta a misericórdia por cada um de nós", lembrou.

O Arcebispo ainda ressaltou que, através do batismo, todos se tornam parte do corpo de Cristo, que é a Igreja, uma vez que cada membro deve se sentir atuante neste meio.

"Hoje contemplamos nosso batismo o que, além de nos purificar, também nos faz retornar a casa de Deus. Somos Corpo Místico de Cristo, Ele se faz presente no mundo através de nós, Igreja. Ao recordar o batismo, vale a pena nos perguntarmos se nos sentimos parte da Igreja. Temos muitos cristãos católicos que não se sentem Igreja e por isso apontam, porém eles se esquecem de que são também parte dela. Ao sermos batizados, precisamos ser sinais da graça de Deus. A cada situação, devemos nos sentir Igreja: sofrer e se alegrar com ela", concluiu. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese do Rio de Janeiro

Loading
“Com a Festa do Batismo do Senhor, cumprimos o tempo do Natal”, diz Cardeal do Rio

Rio de Janeiro (Segunda-feira, 11-01-2016, Gaudium Press) A Trezena de São Sebastião, no Rio de Janeiro, chegou ao seu quarto dia neste domingo, 10. Logo pela manhã, houve a partida do cortejo da Catedral Metropolitana, no Centro do Rio, com destino à capela dedicada ao Santo, localizada no Morro do Salgueiro, na Tijuca. Lá, o comboio foi recebido pelos fiéis que aguardavam ansiosos pela visita da imagem do Padroeiro.

Gaudium Press.jpg

O pároco, padre Paulo Romão, afirmou que a visita da imagem é uma oportunidade de experimentar a misericórdia divina e assim, repassá-la aos demais.

"Sempre recebemos a imagem peregrina de São Sebastião, e é sempre uma grande alegria porque essa é uma oportunidade de renovar a nossa fé, esperança e, de modo particular nesse Ano da Misericórdia, abrir ainda mais o nosso coração para a misericórdia do Senhor e estende-la aos demais", disse o sacerdote.

A segunda capela de São Sebastião, no Cachambi, visitada pelo cortejo, contou ainda com uma breve celebração presidida pelo Cardeal Arcebispo Orani João Tempesta.

Logo após, foi a vez da Capela São Sebastião, no Morro da Cachoeira Grande, pertencente à Paróquia Nossa Senhora da Guia, no bairro Lins de Vasconcelos, de receber a imagem do Santo.

"Essa é a quinta vez que recebemos a imagem. É gratificante poder participar. A situação em nossa comunidade é difícil, muitas vezes pedimos para o padre não vir celebrar na capela por conta da violência, mas com a graça de Deus e a intercessão de São Sebastião conseguimos levar a vida", declarou a paroquiana Lucineide Vicente, ao site da Arquidiocese do Rio de Janeiro.

A Santa Missa na Paróquia São Sebastião, em Quintino, também foi presidida pelo Cardeal Tempesta, e concelebrada pelo pároco, Padre Alex Sandro Irineu.

Em sua homilia, Dom Orani destacou o exemplo de Jesus ao se batizar para manifestar aos demais a Sua misericórdia.

"Com a Festa do Batismo do Senhor, cumprimos o tempo do Natal. No Evangelho, vimos que Jesus se coloca na fila para ser batizado, sem ter necessidade, uma vez que não tinha pecado nem precisava se preparar para a vinda do Messias, porque Ele era o próprio. Mas Cristo quis se manifestar como Filho de Deus. Hoje Ele manifesta a misericórdia por cada um de nós", lembrou.

O Arcebispo ainda ressaltou que, através do batismo, todos se tornam parte do corpo de Cristo, que é a Igreja, uma vez que cada membro deve se sentir atuante neste meio.

"Hoje contemplamos nosso batismo o que, além de nos purificar, também nos faz retornar a casa de Deus. Somos Corpo Místico de Cristo, Ele se faz presente no mundo através de nós, Igreja. Ao recordar o batismo, vale a pena nos perguntarmos se nos sentimos parte da Igreja. Temos muitos cristãos católicos que não se sentem Igreja e por isso apontam, porém eles se esquecem de que são também parte dela. Ao sermos batizados, precisamos ser sinais da graça de Deus. A cada situação, devemos nos sentir Igreja: sofrer e se alegrar com ela", concluiu. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Arquidiocese do Rio de Janeiro


 

Deixe seu comentario
O seu endereco de email nao sera publicado Campos obrigatorios sao marcados *




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A cerimônia de encerramento de suas atividades foi realizada na sede da Secretaria para as Comunica ...
 
Segundo o Missal Romano, o Prefácio é a oração de ação de graças na qual “o sacerdote, em n ...
 
O convite surgiu através do presidente do Pontifício Conselho dos Leigos, Cardeal Stanislaw Rylko. ...
 
A Missionária da Caridade Madre Teresa de Calcutá será canonizada no próximo dia 4 de setembro, ...
 
Na ocasião, o evento terá lugar no Centro de Pastoral e será promovido pelo Setor Canto do Region ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading