Loading
 
 
 
Loading
 
Vida de Cardeal vietnamita perseguido por comunistas recontada em novo formato
Loading
 
11 de Janeiro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Roma (Quarta-feira, 11-01-2017, Gaudium Press) Terminado o Jubileu da Misericórdia, ressurge para o grande público uma das histórias mais impressionantes de coragem, perdão, amor a Deus e fidelidade à Igreja, por um lado, e de ódio ào bem e à Fé, por outro lado: a vida do cardeal vietnamita Francisco Xavier Nguyen Van Thuan, perseguido, torturado, encarcerado por quase quinze anos pelos comunistas do vietcongue.

xzFrançois Xavier Nguyen Van Thuan (63).jpg
Com a chegada do regime comunista a seu país, Dom Nguyen Van Thuan foi aprisionado. Ficou encarcerado por 13 anos, sendo que 9 desses anos ele ficou em regime de total isolamento, de tudo e de todos.

Seu suposto crime: conspiração a favor do Vaticano.

A historiadora e escritora Teresa Gutiérrez de Cabiedes publicou recentemente a aventura deste mártir tão admirado por comportar-se inteiramente como católico em todas as circunstâncias, inclusive as mais duras, difíceis e melindrosas.

"Van Thuan entre as Grades"

O nome que Teresa Gutierrez deu ao seu livro foi "Van Thuan entre as Grades".
Ao falar de seu livro a autora comenta Van Thuan: "ele foi capaz de primeiro, não se render, segundo, perdoar quem o persegue injustamente, terceiro, amá-lo de tal maneira o perseguidor se sinta querido e mude de vida. Para mim isto só se explica com um amor sobrenatural, um amor que vem de Deus. "

Uma vida extraordinária: preciso conta-la

Estando preso, o Cardeal Van Thuan conseguiu escrever três livros.

O primeiro deles leva o título de O caminho da esperança".

Para escrevê-lo ele contou com a ajuda de um "cumplice" de sete anos de idade. O menino vinha todos os dias pegar os escritos do Cardeal. Eles eram colocados de modo camuflado em uma pequena fresta numa parede e o menino os vinha pegar e leva-los para casa de onde, depois, eram multiplicados e difundidos entre os fiéis.

A autora conta que "Há alguns anos falava como arcebispo de Pamlona sobre o que seja a liberdade e ele me contou a história de seu amigo Van Thuan.

A história de Van Thuan serve para entender como Deus pode quebrar e tirar nos de muitas prisões e eu lhe disse: ‘É uma vida extraordinária e eu preciso contá-la'! "

O livro de Teresa Gutiérez relata com detalhes a vida de um católico perseguido que nunca pôs em dúvida sua Fé.

João Paulo II

Van Thuan foi posto em liberdade em 21 de diciembre de 1988.

Os comunistas lhe permitiram viajar a Roma, desde que não mais voltasse ao Vietnam...

Ao chegar a Roma foi acolhido amorosa e fraternalmente por João Paulo II que lhe disse: "Quando tudo cai em torno de nós, Cristo é nosso apoio".

Abandonado nos braços de Deus

A autora de "Van Thuan entre as grades" descreve o cardeal como sendo uma "uma pessoa brilhantíssima, falava vários idiomas, tinha um carisma incrível, porém, a mim o que mais me causa impacto é vê-lo absolutamente despojado de tudo e ver que o que se passa quando alguém se abandona nos braços amorosos de Deus e como essa pessoa se transforma radicalmente".

O livro e os encarcerados

O livro de Teresa Gutiéres foi exposto em várias prisões e penitanciárias.
A altora pensa doar exemplares dele para presidiários para que possam sentir-se identificados, compreendidos e fortalecidos pelo exemplo e martírio do Cardeal Van Thuan. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações Rome Reports)

Loading
Vida de Cardeal vietnamita perseguido por comunistas recontada em novo formato

Roma (Quarta-feira, 11-01-2017, Gaudium Press) Terminado o Jubileu da Misericórdia, ressurge para o grande público uma das histórias mais impressionantes de coragem, perdão, amor a Deus e fidelidade à Igreja, por um lado, e de ódio ào bem e à Fé, por outro lado: a vida do cardeal vietnamita Francisco Xavier Nguyen Van Thuan, perseguido, torturado, encarcerado por quase quinze anos pelos comunistas do vietcongue.

xzFrançois Xavier Nguyen Van Thuan (63).jpg
Com a chegada do regime comunista a seu país, Dom Nguyen Van Thuan foi aprisionado. Ficou encarcerado por 13 anos, sendo que 9 desses anos ele ficou em regime de total isolamento, de tudo e de todos.

Seu suposto crime: conspiração a favor do Vaticano.

A historiadora e escritora Teresa Gutiérrez de Cabiedes publicou recentemente a aventura deste mártir tão admirado por comportar-se inteiramente como católico em todas as circunstâncias, inclusive as mais duras, difíceis e melindrosas.

"Van Thuan entre as Grades"

O nome que Teresa Gutierrez deu ao seu livro foi "Van Thuan entre as Grades".
Ao falar de seu livro a autora comenta Van Thuan: "ele foi capaz de primeiro, não se render, segundo, perdoar quem o persegue injustamente, terceiro, amá-lo de tal maneira o perseguidor se sinta querido e mude de vida. Para mim isto só se explica com um amor sobrenatural, um amor que vem de Deus. "

Uma vida extraordinária: preciso conta-la

Estando preso, o Cardeal Van Thuan conseguiu escrever três livros.

O primeiro deles leva o título de O caminho da esperança".

Para escrevê-lo ele contou com a ajuda de um "cumplice" de sete anos de idade. O menino vinha todos os dias pegar os escritos do Cardeal. Eles eram colocados de modo camuflado em uma pequena fresta numa parede e o menino os vinha pegar e leva-los para casa de onde, depois, eram multiplicados e difundidos entre os fiéis.

A autora conta que "Há alguns anos falava como arcebispo de Pamlona sobre o que seja a liberdade e ele me contou a história de seu amigo Van Thuan.

A história de Van Thuan serve para entender como Deus pode quebrar e tirar nos de muitas prisões e eu lhe disse: ‘É uma vida extraordinária e eu preciso contá-la'! "

O livro de Teresa Gutiérez relata com detalhes a vida de um católico perseguido que nunca pôs em dúvida sua Fé.

João Paulo II

Van Thuan foi posto em liberdade em 21 de diciembre de 1988.

Os comunistas lhe permitiram viajar a Roma, desde que não mais voltasse ao Vietnam...

Ao chegar a Roma foi acolhido amorosa e fraternalmente por João Paulo II que lhe disse: "Quando tudo cai em torno de nós, Cristo é nosso apoio".

Abandonado nos braços de Deus

A autora de "Van Thuan entre as grades" descreve o cardeal como sendo uma "uma pessoa brilhantíssima, falava vários idiomas, tinha um carisma incrível, porém, a mim o que mais me causa impacto é vê-lo absolutamente despojado de tudo e ver que o que se passa quando alguém se abandona nos braços amorosos de Deus e como essa pessoa se transforma radicalmente".

O livro e os encarcerados

O livro de Teresa Gutiéres foi exposto em várias prisões e penitanciárias.
A altora pensa doar exemplares dele para presidiários para que possam sentir-se identificados, compreendidos e fortalecidos pelo exemplo e martírio do Cardeal Van Thuan. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações Rome Reports)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/84686-Vida-de-Cardeal-vietnamita-perseguido-por-comunistas-recontada-em-novo-formato. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Durante a cerimônia, era possível notar a presença de sacerdotes de gerações diferentes e ex-al ...
 
No Ano do Centenário das aparições, os Beatos Francisco e Jacinta são propostos como “modelo e ...
 
O material auxiliará os jovens a se prepararem para este período de Fé e espiritualidade. ...
 
Trento se fez famosa sobretudo porque aí se deu o Concílio de Trento, cuja principal finalidade fo ...
 
Jó teve a honra de ser considerado prefigura de Jesus Cristo, a augusta e inocente vítima, que sof ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading