Loading
 
 
 
Loading
 
Novo bispo de Tianguá (CE) participa de cerimônia em sua homenagem
Loading
 
17 de Fevereiro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Crato - Ceará (Sexta-feira, 17-02-2017, Gaudium Press) A Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato, acolheu a Santa Missa em homenagem ao Monsenhor Edimilson Neves, nomeado pelo Papa Francisco como o mais novo bispo de Tianguá.

Novo bispo de Tianguá (CE) participa de cerimônia em sua homenagem.jpg

Na ocasião, a celebração foi presidida pelo bispo de Crato, Dom Gilberto Pastana, e concelebrada por Dom Edimilson Neves e pelos sacerdotes diocesanos.

Paramentado e com a cruz peitoral e o solidéu, símbolos do episcopado, o novo bispo de Tianguá afirmou que esta cerimônia foi marcante. "Entramos há 20 anos, ou mais, nesta Catedral e entrar agora em uma posição diferente a gente fica um pouco fora de lugar, mas vamos aprendendo. O sentimento é de esperança de que a gente possa corresponder ao chamado de Deus", disse o Monsenhor, que completou dizendo que, da mesma forma que aprendeu a ser padre, também aprenderá a ser bispo contando com "a colaboração dos irmãos, futuramente, no episcopado".

Em seguida, ao dirigir uma mensagem aos presbíteros e fiéis da Diocese de Tianguá, o religioso expressou: "povo de Tianguá me aguardem, estamos chegando. Espero que a gente possa conviver muito bem no trabalho pastoral. Vamos aprender juntos, crescer juntos e construir uma Igreja em comunhão, participação e fraternidade".

Em sua homilia, Dom Pastana explicou que os bispos são constituídos com a missão de ensinar, santificar e guiar, em comunhão hierárquica com o sucessor de São Pedro e com os outros membros do Colégio Episcopal. "O bispo, enquanto inserido no Colégio Episcopal, que sucede ao Colégio Apostólico, está intimamente unido a Jesus Cristo, o qual continua a escolher e enviar os seus Apóstolos, como aconteceu hoje com o monsenhor Edimilson", comentou.

Ainda conforme o bispo de Crato, ser sucessor dos Apóstolos dá ao bispo a graça e a responsabilidade de garantir à Igreja a nota de apostolicidade. "Para que o Evangelho se conservasse sempre integro e vivo na Igreja, os Apóstolos deixaram como seus sucessores os bispos, confiando-lhes a sua própria missão de magistério, santificando e guiando o Povo de Deus, em continuidade com a obra realizada pelos seus predecessores".

Concluindo sua homilia, Dom Gilberto pediu orações pelo episcopado do Monsenhor Edimilson:

"Rezemos para que o monsenhor Edimilson, manifeste com a sua vida e com o seu ministério episcopal, a paternidade de Deus, a bondade, a solicitude, a misericórdia, a doçura e a autoridade de Cristo, o qual veio para dar a vida e para fazer de todos os homens uma só família, reconciliada no amor do Pai, e a perene vitalidade do Espírito Santo que anima a Igreja e a apoia na sua debilidade humana", finalizou.

Missa solene de Sagração Episcopal

No próximo mês de maio, a Catedral Nossa Senhora da Penha receberá a Missa solene de Sagração Episcopal de Dom Edimilson, que será presidida pelo bispo emérito de Crato, Dom Fernando Panico.

Em junho, após ordenado, o novo bispo de Tianguá seguirá para a missão à frente do bispado cearense. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Diocese de Crato

Loading
Novo bispo de Tianguá (CE) participa de cerimônia em sua homenagem

Crato - Ceará (Sexta-feira, 17-02-2017, Gaudium Press) A Catedral Nossa Senhora da Penha, em Crato, acolheu a Santa Missa em homenagem ao Monsenhor Edimilson Neves, nomeado pelo Papa Francisco como o mais novo bispo de Tianguá.

Novo bispo de Tianguá (CE) participa de cerimônia em sua homenagem.jpg

Na ocasião, a celebração foi presidida pelo bispo de Crato, Dom Gilberto Pastana, e concelebrada por Dom Edimilson Neves e pelos sacerdotes diocesanos.

Paramentado e com a cruz peitoral e o solidéu, símbolos do episcopado, o novo bispo de Tianguá afirmou que esta cerimônia foi marcante. "Entramos há 20 anos, ou mais, nesta Catedral e entrar agora em uma posição diferente a gente fica um pouco fora de lugar, mas vamos aprendendo. O sentimento é de esperança de que a gente possa corresponder ao chamado de Deus", disse o Monsenhor, que completou dizendo que, da mesma forma que aprendeu a ser padre, também aprenderá a ser bispo contando com "a colaboração dos irmãos, futuramente, no episcopado".

Em seguida, ao dirigir uma mensagem aos presbíteros e fiéis da Diocese de Tianguá, o religioso expressou: "povo de Tianguá me aguardem, estamos chegando. Espero que a gente possa conviver muito bem no trabalho pastoral. Vamos aprender juntos, crescer juntos e construir uma Igreja em comunhão, participação e fraternidade".

Em sua homilia, Dom Pastana explicou que os bispos são constituídos com a missão de ensinar, santificar e guiar, em comunhão hierárquica com o sucessor de São Pedro e com os outros membros do Colégio Episcopal. "O bispo, enquanto inserido no Colégio Episcopal, que sucede ao Colégio Apostólico, está intimamente unido a Jesus Cristo, o qual continua a escolher e enviar os seus Apóstolos, como aconteceu hoje com o monsenhor Edimilson", comentou.

Ainda conforme o bispo de Crato, ser sucessor dos Apóstolos dá ao bispo a graça e a responsabilidade de garantir à Igreja a nota de apostolicidade. "Para que o Evangelho se conservasse sempre integro e vivo na Igreja, os Apóstolos deixaram como seus sucessores os bispos, confiando-lhes a sua própria missão de magistério, santificando e guiando o Povo de Deus, em continuidade com a obra realizada pelos seus predecessores".

Concluindo sua homilia, Dom Gilberto pediu orações pelo episcopado do Monsenhor Edimilson:

"Rezemos para que o monsenhor Edimilson, manifeste com a sua vida e com o seu ministério episcopal, a paternidade de Deus, a bondade, a solicitude, a misericórdia, a doçura e a autoridade de Cristo, o qual veio para dar a vida e para fazer de todos os homens uma só família, reconciliada no amor do Pai, e a perene vitalidade do Espírito Santo que anima a Igreja e a apoia na sua debilidade humana", finalizou.

Missa solene de Sagração Episcopal

No próximo mês de maio, a Catedral Nossa Senhora da Penha receberá a Missa solene de Sagração Episcopal de Dom Edimilson, que será presidida pelo bispo emérito de Crato, Dom Fernando Panico.

Em junho, após ordenado, o novo bispo de Tianguá seguirá para a missão à frente do bispado cearense. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações Diocese de Crato

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/85437-Novo-bispo-de-Tiangua--CE--participa-de-cerimonia-em-sua-homenagem. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Essa é a primeira vez em 900 anos que as relíquias de São Nicolau deixam a capital da Puglia para ...
 
Em pouco tempo, por toda a Urbe, comentava-se a santidade desse peregrino de vida edificante que dif ...
 
Um numeroso grupo de mulheres procedentes de 58 países, especialmente da Itália, se reuniram em Va ...
 
Essas palavras foram ditas em audiência às Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade, de Dom Orion ...
 
A celebração eucarística foi presidida pelo Arcebispo Dom Sergio Castriani. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading