Loading
 
 
 
Loading
 
"Jesus é a semente da nossa esperança": Papa na Audiência Geral
Loading
 
12 de Abril de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 12-04-2017, Gaudium Press) Sol e temperatura de primavera aqueceram o encontro do Papa Francisco com milhares de fiéis presentes na Praça São Pedro para o tradicional encontro da quartas-feiras, quando o Papa se dirige aos peregrinos.

Jesus é a semente da nossa esperança Papa na Audiência Geral.jpg

A catequese de Francisco recordou ainda a Festa litúrgica do Domingo de Ramos, que recorda a entrada de Nosso Senhor Jesus Cristo em Jerusalém.

Entrada triunfante e crucificação

Logo no início o Papa perguntou aos presentes: "Quem poderia imaginar que aquele que entrou triunfante na cidade teria sido humilhado, condenado e morto na cruz? "

E voltou ainda a perguntar: "As esperanças daquele povo se desmancharam diante da cruz; mas nós cremos que precisamente Nele, crucificado, a nossa esperança renasceu. Que esperança é essa? ".

A esperança tem a forma de uma semente, disse o Pontífice. Para ele, a frase que pode nos ajudar a entender esta esperança foi pronunciada justamente por Jesus depois de entrar em Jerusalém:

"Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto".

Esperança em forma de semente

Francisco disse aos peregrinos que Nosso Senhor Papa, trouxe ao mundo uma nova esperança, com o formato de uma semente.

Ele se fez pequeno, como um grão de trigo; deixou a sua glória celeste para vir entre nós: "caiu na terra". Mas não era suficiente.

"Se alguém de vocês me perguntar: como nasce a esperança? Da cruz. Olhe para a cruz, olhe para cristo crucificado e dali virá a esperança que jamais desaparece", destacou o Pontífice.

De pecado a perdão: a transformação da semente na Páscoa

Para produzir fruto, para chegar à Páscoa, para redimir os homens, Jesus viveu o amor até o fim, deixando-se romper pela morte como uma semente sob a terra. Justamente ali, no ponto extremo do seu abaixamento - que é também o ponto mais alto do amor - brotou a esperança, afirmou o Papa que ainda continuou:

Jesus transformou o nosso pecado em perdão, a nossa morte em ressurreição, o nosso medo em confiança. Esta é a transformação da Páscoa. "Eis o porquê ali, sobre a cruz, nasceu e renasce sempre a nossa esperança."

"A esperança supera tudo, porque nasce do amor de Jesus", prosseguiu Francisco. Quando escolhemos a esperança de Jesus, aos poucos descobrimos que o melhor modo de viver é o da semente, do amor humilde. Não há outro modo de vencer o mal e dar esperança ao mundo.

Cruz: única esperança

Isso pode parecer uma afirmação sem valor, uma lógica falida, porque quem ama perde poder. Mas, Francisco recordou que, para nós, possuir sempre nos leva a querer sempre mais: "Quem é voraz jamais está satisfeito".

O Santo Padre, então recordou que Jesus, de modo claro disse: "Quem ama a própria vida a perde" e explicou que isto quer dizer que quem ama a si próprio e vive por seus interesses, se enche de si e se perde. Quem ao invés aceita, é disponível e serve os outros, salva si mesmo e se torna semente de esperança para o mundo.

A Cruz é a meta?

O Papa Francisco, contudo, recordou que a Cruz é uma passagem obrigatória, mas não é a meta...

Qual a meta, então? O Papa mesmo espondeu: a meta é a glória, como nos mostra a Páscoa. É como uma mulher que, para dar à luz, sofre no parto. "É o que fazem as mães: dão outra vida. Sofrem, mas ficam felizes porque dão outra vida, dão sentido à dor. O amor é o motor que move a nossa esperança"! O amor é o motor que move a nossa esperança"! O amor é o motor que move a nossa esperança!", repetiu Francisco, antes de concluir.

As últimas palavras do Papa durante a Audiência foram para dar uma recomendação: contemplar o Crucifixo.

"Queridos irmãos e irmãs, nesses dias deixemo-nos envolver pelo mistério de Jesus que, como grão de trigo, morrendo nos doa a vida. Ele é a semente da nossa esperança.

Quero lhes dar uma lição de casa: Nos fará bem contemplar o Crucifixo e dizer-lhe: Contigo nada está perdido. Contigo posso sempre esperar. Tu és a minha esperança".

E convidou os fiéis a repetirem a última frase juntos: "Tu és a minha esperança". (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com Informações RV)

Loading
"Jesus é a semente da nossa esperança": Papa na Audiência Geral

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 12-04-2017, Gaudium Press) Sol e temperatura de primavera aqueceram o encontro do Papa Francisco com milhares de fiéis presentes na Praça São Pedro para o tradicional encontro da quartas-feiras, quando o Papa se dirige aos peregrinos.

Jesus é a semente da nossa esperança Papa na Audiência Geral.jpg

A catequese de Francisco recordou ainda a Festa litúrgica do Domingo de Ramos, que recorda a entrada de Nosso Senhor Jesus Cristo em Jerusalém.

Entrada triunfante e crucificação

Logo no início o Papa perguntou aos presentes: "Quem poderia imaginar que aquele que entrou triunfante na cidade teria sido humilhado, condenado e morto na cruz? "

E voltou ainda a perguntar: "As esperanças daquele povo se desmancharam diante da cruz; mas nós cremos que precisamente Nele, crucificado, a nossa esperança renasceu. Que esperança é essa? ".

A esperança tem a forma de uma semente, disse o Pontífice. Para ele, a frase que pode nos ajudar a entender esta esperança foi pronunciada justamente por Jesus depois de entrar em Jerusalém:

"Se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas se morrer, dá muito fruto".

Esperança em forma de semente

Francisco disse aos peregrinos que Nosso Senhor Papa, trouxe ao mundo uma nova esperança, com o formato de uma semente.

Ele se fez pequeno, como um grão de trigo; deixou a sua glória celeste para vir entre nós: "caiu na terra". Mas não era suficiente.

"Se alguém de vocês me perguntar: como nasce a esperança? Da cruz. Olhe para a cruz, olhe para cristo crucificado e dali virá a esperança que jamais desaparece", destacou o Pontífice.

De pecado a perdão: a transformação da semente na Páscoa

Para produzir fruto, para chegar à Páscoa, para redimir os homens, Jesus viveu o amor até o fim, deixando-se romper pela morte como uma semente sob a terra. Justamente ali, no ponto extremo do seu abaixamento - que é também o ponto mais alto do amor - brotou a esperança, afirmou o Papa que ainda continuou:

Jesus transformou o nosso pecado em perdão, a nossa morte em ressurreição, o nosso medo em confiança. Esta é a transformação da Páscoa. "Eis o porquê ali, sobre a cruz, nasceu e renasce sempre a nossa esperança."

"A esperança supera tudo, porque nasce do amor de Jesus", prosseguiu Francisco. Quando escolhemos a esperança de Jesus, aos poucos descobrimos que o melhor modo de viver é o da semente, do amor humilde. Não há outro modo de vencer o mal e dar esperança ao mundo.

Cruz: única esperança

Isso pode parecer uma afirmação sem valor, uma lógica falida, porque quem ama perde poder. Mas, Francisco recordou que, para nós, possuir sempre nos leva a querer sempre mais: "Quem é voraz jamais está satisfeito".

O Santo Padre, então recordou que Jesus, de modo claro disse: "Quem ama a própria vida a perde" e explicou que isto quer dizer que quem ama a si próprio e vive por seus interesses, se enche de si e se perde. Quem ao invés aceita, é disponível e serve os outros, salva si mesmo e se torna semente de esperança para o mundo.

A Cruz é a meta?

O Papa Francisco, contudo, recordou que a Cruz é uma passagem obrigatória, mas não é a meta...

Qual a meta, então? O Papa mesmo espondeu: a meta é a glória, como nos mostra a Páscoa. É como uma mulher que, para dar à luz, sofre no parto. "É o que fazem as mães: dão outra vida. Sofrem, mas ficam felizes porque dão outra vida, dão sentido à dor. O amor é o motor que move a nossa esperança"! O amor é o motor que move a nossa esperança"! O amor é o motor que move a nossa esperança!", repetiu Francisco, antes de concluir.

As últimas palavras do Papa durante a Audiência foram para dar uma recomendação: contemplar o Crucifixo.

"Queridos irmãos e irmãs, nesses dias deixemo-nos envolver pelo mistério de Jesus que, como grão de trigo, morrendo nos doa a vida. Ele é a semente da nossa esperança.

Quero lhes dar uma lição de casa: Nos fará bem contemplar o Crucifixo e dizer-lhe: Contigo nada está perdido. Contigo posso sempre esperar. Tu és a minha esperança".

E convidou os fiéis a repetirem a última frase juntos: "Tu és a minha esperança". (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com Informações RV)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/86601--Jesus-e-a-semente-da-nossa-esperanca---Papa-na-Audiencia-Geral. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Essa é a primeira vez em 900 anos que as relíquias de São Nicolau deixam a capital da Puglia para ...
 
Em pouco tempo, por toda a Urbe, comentava-se a santidade desse peregrino de vida edificante que dif ...
 
Um numeroso grupo de mulheres procedentes de 58 países, especialmente da Itália, se reuniram em Va ...
 
Essas palavras foram ditas em audiência às Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade, de Dom Orion ...
 
A celebração eucarística foi presidida pelo Arcebispo Dom Sergio Castriani. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading