Loading
 
 
 
Loading
 
Cardeal Sarah destaca testemunho de São João de Ávila e a importância do silêncio
Loading
 
19 de Maio de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Córdoba - Espanha (Sexta-feira, 19-05-2017, Gaudium Press) A Diocese de Córdoba, Espanha, celebrou no dia 10 de maio a festividade de São João de Ávila, com celebrações centrais na Basílica Pontifícia de Montilla. O Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, Cardeal Robert Sarah, esteve presente na memória litúrgica e presidiu a Missa diante dos restos mortais do Santo, da mesma foram que vários atos acadêmicos nos quais destacou a importância do silêncio na liturgia da Igreja.

Cardeal Sarah destaca testemunho de São João de Ávila e a importância do silêncio.png

Sobre o exemplo de São João de Ávila, o Cardeal destacou tanto sua pregação como seu testemunho de vida, que o converteram em Santo Patrono do clero secular da Espanha. "Não se pode entender o sacerdócio sem uma Fé encarnada em obras de amor, caridade, sacrifício e contemplação", pregou o purpurado. "São João de Ávila foi um sacerdote consciente, a favor dos homens, celebrando os sacramentos, oferecendo a oração para a vida do mundo e atuando como embaixador da vida de Cristo; é por isso que nos exorta para que vivamos com caridade pastoral o ministério sacerdotal que Cristo nos confiou".

Após a Missa, o Prefeito foi convidado ao Teatro Garnelo, onde apresentou a palestra "A força do silêncio na Liturgia", com notável presença de sacerdotes. O Cardeal Sarah recordou o exemplo de um jovem religioso da Abadia de Santa Maria de Lagrasse, o Irmão Vicente Maria da Ressurreição, que padeceu esclerose múltipla e com quem o não poder falar "me comunica com o olhar, o silêncio e a oração", e em quem "apesar do sofrimento, brilhava em seu rosto paz, serenidade e felicidade".

"Com efeito, a primeira linguagem de Deus é o silêncio; devemos aprender a ser silenciosos e a descansar em Deus", indicou o Prefeito, que contrastou esta necessidade com a obsessão do mundo atual pelo ruído e a vida exterior. "É tempo de colocar a Deus no centro de nossas preocupações, de nossos pensamentos, de nosso atuar e de nossa vida. Assim, nossa vida cristã poderá fundamentar-se na luz da Fé e alimentar-se na oração".

O Cardeal explicou aos sacerdotes presentes que a maior necessidade da Igreja não é uma reforma administrativa ou uma estratégia de comunicação: "O programa existe e é o de sempre, que provêm do Evangelho e a Tradição Viva", expôs o Prefeito. "Creio que somos vítimas da superficialidade, do egoísmo e do espírito mundano que propaga a sociedade midiática; por isso, convido aos cristãos e aos homens a entrar no silêncio porque sem o silêncio, permanecemos em uma ilusão mortal", insistiu. "O silêncio é mais importante que qualquer outra obra humana, porque ali fala Deus".

Adicionalmente, o Prefeito inaugurou na Catedral de Córdoba o 'Foro Osio', onde apresentou a palestra "A Catedral: um lugar santo de encontro de Deus com os homens", no qual expôs que, além do valor histórico ou artístico dos templos, as Catedrais são acima de tudo "um lugar de Fé", onde se leva a cabo o culto litúrgico: "um lugar santo, que ao mesmo tempo é um lugar de saber, de estudo, de cultura e arte, de silêncio e diálogo com Deus. Um lugar de perdão e salvação, de encontro eclesial e de caridade, um lugar de celebração e mistério". (EPC)

Loading
Cardeal Sarah destaca testemunho de São João de Ávila e a importância do silêncio

Córdoba - Espanha (Sexta-feira, 19-05-2017, Gaudium Press) A Diocese de Córdoba, Espanha, celebrou no dia 10 de maio a festividade de São João de Ávila, com celebrações centrais na Basílica Pontifícia de Montilla. O Prefeito da Congregação para o Culto Divino e a Disciplina dos Sacramentos, Cardeal Robert Sarah, esteve presente na memória litúrgica e presidiu a Missa diante dos restos mortais do Santo, da mesma foram que vários atos acadêmicos nos quais destacou a importância do silêncio na liturgia da Igreja.

Cardeal Sarah destaca testemunho de São João de Ávila e a importância do silêncio.png

Sobre o exemplo de São João de Ávila, o Cardeal destacou tanto sua pregação como seu testemunho de vida, que o converteram em Santo Patrono do clero secular da Espanha. "Não se pode entender o sacerdócio sem uma Fé encarnada em obras de amor, caridade, sacrifício e contemplação", pregou o purpurado. "São João de Ávila foi um sacerdote consciente, a favor dos homens, celebrando os sacramentos, oferecendo a oração para a vida do mundo e atuando como embaixador da vida de Cristo; é por isso que nos exorta para que vivamos com caridade pastoral o ministério sacerdotal que Cristo nos confiou".

Após a Missa, o Prefeito foi convidado ao Teatro Garnelo, onde apresentou a palestra "A força do silêncio na Liturgia", com notável presença de sacerdotes. O Cardeal Sarah recordou o exemplo de um jovem religioso da Abadia de Santa Maria de Lagrasse, o Irmão Vicente Maria da Ressurreição, que padeceu esclerose múltipla e com quem o não poder falar "me comunica com o olhar, o silêncio e a oração", e em quem "apesar do sofrimento, brilhava em seu rosto paz, serenidade e felicidade".

"Com efeito, a primeira linguagem de Deus é o silêncio; devemos aprender a ser silenciosos e a descansar em Deus", indicou o Prefeito, que contrastou esta necessidade com a obsessão do mundo atual pelo ruído e a vida exterior. "É tempo de colocar a Deus no centro de nossas preocupações, de nossos pensamentos, de nosso atuar e de nossa vida. Assim, nossa vida cristã poderá fundamentar-se na luz da Fé e alimentar-se na oração".

O Cardeal explicou aos sacerdotes presentes que a maior necessidade da Igreja não é uma reforma administrativa ou uma estratégia de comunicação: "O programa existe e é o de sempre, que provêm do Evangelho e a Tradição Viva", expôs o Prefeito. "Creio que somos vítimas da superficialidade, do egoísmo e do espírito mundano que propaga a sociedade midiática; por isso, convido aos cristãos e aos homens a entrar no silêncio porque sem o silêncio, permanecemos em uma ilusão mortal", insistiu. "O silêncio é mais importante que qualquer outra obra humana, porque ali fala Deus".

Adicionalmente, o Prefeito inaugurou na Catedral de Córdoba o 'Foro Osio', onde apresentou a palestra "A Catedral: um lugar santo de encontro de Deus com os homens", no qual expôs que, além do valor histórico ou artístico dos templos, as Catedrais são acima de tudo "um lugar de Fé", onde se leva a cabo o culto litúrgico: "um lugar santo, que ao mesmo tempo é um lugar de saber, de estudo, de cultura e arte, de silêncio e diálogo com Deus. Um lugar de perdão e salvação, de encontro eclesial e de caridade, um lugar de celebração e mistério". (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/87409-Cardeal-Sarah-destaca-testemunho-de-Sao-Joao-de-Avila-e-a-importancia-do-silencio. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Em Fátima, a Virgem pediu: arrependimento, conversão, oração e penitência. ...
 
Ao dar testemunho do sofrimento dos cristãos, este relatório traz luz sobre a perseguição e reco ...
 
As considerações sobre a beleza não são meras especulações, mas podem ser utilíssimas. ...
 
A intenção é apresentar o amor de Nosso Senhor Jesus Cristo como a marca distintiva da proposta c ...
 
O novenário será inspirado no tema “Sagrado Coração de Jesus, fonte de vida e santidade”. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading