Loading
 
 
 
Loading
 
51º Dia Mundial das Comunicações Sociais: “Vencer a pressão reinante das más notícias”
Loading
 
22 de Maio de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Lisboa - Portugal (Segunda-feira, 22-05-2017, Gaudium Press) Na sessão de apresentação do 51.º Dia Mundial das Comunicações Sociais, que a Igreja Católica celebra no domingo, o presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, Dom Pio Alves, lançou um desafio aos presentes afirmando que os órgãos da media devem superar a "pressão" que se exerce para potencializar as "más notícias" e o "lado sombrio" da atualidade.

51º Dia Mundial das Comunicações Sociais Vencer a pressão reinante das más notícias.jpg

"Recurso frequente" à má notícia

O Dia Mundial das Comunicações Sociais, única celebração do género estabelecida pelo Concílio Vaticano II (decreto ‘Inter Mirifica', 1963), é celebrado no domingo que antecede o Pentecostes, este ano no dia 28 de maio.

O presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais admitiu que a pressão exercida sobre os órgãos da media para destacar as más notícias tenha sua origem também no clima criado para que se exaspere a "necessidade de vender".

"Parece que se supõe que a má notícia vende melhor. Suponhamos que sim. Mas será porque existe alguma tendência inata para gostar do mal? Não parece", assinalou Dom Pio Alves durante o encontro de apresentação da Mensagem do Papa para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais, realizado no auditório da Rádio Renascença, em Lisboa.

Dom Pio Alves lamentou a fixação no "lado sombrio" da atualidade, convidando os media a "potenciar as boas notícias" e a renovar a sua comunicação. Para ele, vencer a pressão reinante das más notícias vai além da necessidade de vender.

Potencializar as boas notícias

A síndrome de catástrofe parece nascida de uma conjuração para deixar de lado o que é bom e o que é belo. Uma situação que não traz esperança e nem alento e alegria.

Para Dom Pio Alves, há um "recurso frequente" à má notícia. E isso leva à fixação monotemática que se apega ao "lado sombrio" da atualidade. Dom Pio lamentou a difusão deste estado de espírito e convidou os media a "potenciar as boas notícias" e a renovar a sua comunicação.

No início dos trabalhos desta reunião de apresentação, o Padre Américo Aguiar, diretor do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, agradeceu a todos os que se predispuseram a fazer uma "leitura" da mensagem do Papa Francisco, publicada na festa litúrgica de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas, em 24 de janeiro. (JSG)

Loading
51º Dia Mundial das Comunicações Sociais: “Vencer a pressão reinante das más notícias”

Lisboa - Portugal (Segunda-feira, 22-05-2017, Gaudium Press) Na sessão de apresentação do 51.º Dia Mundial das Comunicações Sociais, que a Igreja Católica celebra no domingo, o presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais, Dom Pio Alves, lançou um desafio aos presentes afirmando que os órgãos da media devem superar a "pressão" que se exerce para potencializar as "más notícias" e o "lado sombrio" da atualidade.

51º Dia Mundial das Comunicações Sociais Vencer a pressão reinante das más notícias.jpg

"Recurso frequente" à má notícia

O Dia Mundial das Comunicações Sociais, única celebração do género estabelecida pelo Concílio Vaticano II (decreto ‘Inter Mirifica', 1963), é celebrado no domingo que antecede o Pentecostes, este ano no dia 28 de maio.

O presidente da Comissão Episcopal da Cultura, Bens Culturais e Comunicações Sociais admitiu que a pressão exercida sobre os órgãos da media para destacar as más notícias tenha sua origem também no clima criado para que se exaspere a "necessidade de vender".

"Parece que se supõe que a má notícia vende melhor. Suponhamos que sim. Mas será porque existe alguma tendência inata para gostar do mal? Não parece", assinalou Dom Pio Alves durante o encontro de apresentação da Mensagem do Papa para o 51º Dia Mundial das Comunicações Sociais, realizado no auditório da Rádio Renascença, em Lisboa.

Dom Pio Alves lamentou a fixação no "lado sombrio" da atualidade, convidando os media a "potenciar as boas notícias" e a renovar a sua comunicação. Para ele, vencer a pressão reinante das más notícias vai além da necessidade de vender.

Potencializar as boas notícias

A síndrome de catástrofe parece nascida de uma conjuração para deixar de lado o que é bom e o que é belo. Uma situação que não traz esperança e nem alento e alegria.

Para Dom Pio Alves, há um "recurso frequente" à má notícia. E isso leva à fixação monotemática que se apega ao "lado sombrio" da atualidade. Dom Pio lamentou a difusão deste estado de espírito e convidou os media a "potenciar as boas notícias" e a renovar a sua comunicação.

No início dos trabalhos desta reunião de apresentação, o Padre Américo Aguiar, diretor do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais, agradeceu a todos os que se predispuseram a fazer uma "leitura" da mensagem do Papa Francisco, publicada na festa litúrgica de São Francisco de Sales, padroeiro dos jornalistas, em 24 de janeiro. (JSG)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

“Não é cristão caminhar com o olhar voltado para baixo, sem levantar os olhos para o horizonte, ...
 
O encontro acolhe presbíteros diversos no Comfort Hotel, em Aracaju. ...
 
Dom Tourinho Neto estava representando o Vicariato para a Vida Religiosa e Consagrada da Arquidioces ...
 
Ela dedicou a Nosso Senhor um amor excludente: seu amor seria somente de Jesus, até fim de seus dia ...
 
O sacerdote brasileiro foi confirmado para mais um triênio (2017-2020) na reitoria da instituição ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading