Loading
 
 
 
Loading
 
Hábito de Santa Teresa de Calcutá se torna marca registrada para evitar uso impróprio
Loading
 
14 de Julho de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Calcutá - Índia (Sexta-feira, 14-07-2017, Gaudium Press) O hábito usado por Madre Teresa e adotado no mundo inteiro pelas Missionárias da Caridade, agora se tornou uma marca registrada e exclusiva da Congregação fundada pela Santa de Calcutá. Trata-se do primeiro caso de copyright de uma vestimenta religiosa no mundo.

Hábito de Santa Teresa de Calcutá se torna marca registrada para evitar uso impróprio.jpg

Após três anos de um rígido exame dos procedimentos legais o Registro de Marcas do governo da Índia permitiu o reconhecimento do copyright. O fato ocorreu concomitantemente ao processo da Santa, ocorrido no dia 04 de setembro de 2016.

O registro foi formalmente concedido no início do ano passado, entretanto a notícia só foi divulgada agora. De acordo com o advogado Biswajit Sarkar, o fato não foi publicado antes pois as missionárias não quiseram, entretanto, "como se vê um uso impróprio e sem escrúpulos do hábito, queremos difundir às pessoas que a marca está registrada".

O objetivo do registro foi tutelar a reputação de Madre Teresa através do seu hábito usado, pela primeira vez, em 1948. Em 1950, a veste foi reconhecida como "símbolo de paz e caridade no mundo": o branco das vestes das missionárias pode ser representado pela verdade e, as linhas azuis, são associadas à Nossa Senhora e aos três votos: pobreza, castidade e obediência aos mais pobres. (EPC)

Loading
Hábito de Santa Teresa de Calcutá se torna marca registrada para evitar uso impróprio

Calcutá - Índia (Sexta-feira, 14-07-2017, Gaudium Press) O hábito usado por Madre Teresa e adotado no mundo inteiro pelas Missionárias da Caridade, agora se tornou uma marca registrada e exclusiva da Congregação fundada pela Santa de Calcutá. Trata-se do primeiro caso de copyright de uma vestimenta religiosa no mundo.

Hábito de Santa Teresa de Calcutá se torna marca registrada para evitar uso impróprio.jpg

Após três anos de um rígido exame dos procedimentos legais o Registro de Marcas do governo da Índia permitiu o reconhecimento do copyright. O fato ocorreu concomitantemente ao processo da Santa, ocorrido no dia 04 de setembro de 2016.

O registro foi formalmente concedido no início do ano passado, entretanto a notícia só foi divulgada agora. De acordo com o advogado Biswajit Sarkar, o fato não foi publicado antes pois as missionárias não quiseram, entretanto, "como se vê um uso impróprio e sem escrúpulos do hábito, queremos difundir às pessoas que a marca está registrada".

O objetivo do registro foi tutelar a reputação de Madre Teresa através do seu hábito usado, pela primeira vez, em 1948. Em 1950, a veste foi reconhecida como "símbolo de paz e caridade no mundo": o branco das vestes das missionárias pode ser representado pela verdade e, as linhas azuis, são associadas à Nossa Senhora e aos três votos: pobreza, castidade e obediência aos mais pobres. (EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Ela parece ser a única sobrevivente das que foram plantadas por São Martinho de Porres há 400 ano ...
 
O prefeito da Congregação para a Evangelização dos Povos, está realizando uma visita pastoral a ...
 
A finalidade do encontro é o de “viver um novo Pentecostes” como resposta ao desafio de ser uma ...
 
O Arcebispo Dom Fernando Saburido presidiu a missa em ação de graças pelos 60 anos do Movimento n ...
 
Inspirado no tema “Somos Missionários”, o evento contará ainda com a presença dos bispos auxi ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading