Loading
 
 
 
Loading
 
Filhas de Maria Auxiliadora celebram os 140 anos da primeira expedição missionária
Loading
 
17 de Novembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Itália - Gênova (Sexta-feira, 17-11-2017, Gaudium Press) O Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), fundado por São João Bosco e Santa Maria Mazzarello, está celebrando os 140 anos da primeira expedição missionária realizada a partir da Itália até a América, fato que ocorreu no dia 14 de novembro de 1877 partindo do antigo porto de Gênova.

Para celebrar esta data, a comunidade Inspetorial e as Diretoras da Inspetoria "Nossa Senhora do Cenáculo" das FMA se reuniram em uma barca perto do porto Gênova para recordar o momento histórico realizado por seis Filhas espirituais de Dom Bosco e Santa Mazzarello: as muito jovens religiosas Angela Vallese de 23 anos, Giovanna Borgna de 17, Angela Cassulo de 25, Angela Denegri de 17, Teresa Gedda de 24 e Teresa Mazzarello de 17 anos.

Filhas de Maria Auxiliadora celebram os 140 anos da primeira expedição missionária 1.jpg

Uma expedição que contou com a bênção do Papa Pio IX, quando as primeiras missionárias acompanhadas por Maria Mazzarello acodem à Roma no dia 09 de novembro, além da proteção de Maria Auxiliadora, que foi muito necessária para a viagem pelo oceano. Na Crônica II se narra este acontecimento: "As Irmãs partem com uma bagagem especial: uma confiança total em Deus, com a alegria de proclamar o amor de Jesus, com a humildade para aceitar novos costumes e novas culturas e com a vontade para viver sacrifícios. As religiosas sabem que devem enfrentar, se a situação requer, a Cruz e o martírio, com a única convicção de que quando Deus pede: o pede tudo!".

Por ocasião do 140º aniversário, as Filhas de Maria Auxiliadora presentes em todo o mundo se uniram a um ano de celebração que começou no dia 14 de novembro de 2016. "Com a partida das primeiras seis FMA, o espírito de Mornés cruzou o oceano até o desconhecido 'novo mundo' e ali levou alegria e esperança para a multidão de crianças, jovens, mulheres, famílias (...) Ali, nossas primeiras Irmãs tem vivido como missionárias de esperança e alegria e suas mãos se tornaram operativas porque no coração levavam a herança dos fundadores: um forte impulso missionário!", assinalou a Irmã Alaide Deretti, Conselheira para as Missões das FMA, em uma carta que escreveu no dia 14 de novembro de 2016 anunciando o ano da celebração.

A Irmã Deretti também chamou as Filhas salesianas para que durante este tempo se redescobrisse as origens da Instituição, assim como o "ardor missionário que sustentou e sustenta as FMA". Do mesmo modo, as convidou a formar uma "grande expedição missionária", implicando a todas as comunidades, sobretudo aos grupos missionários, um caminho "feito de gratidão, fidelidade e profecia".

Filhas de Maria Auxiliadora celebram os 140 anos da primeira expedição missionária 2.jpg

Por sua parte a Madre Yvonne Reungoat, Superiora Geral da FMA, disse por ocasião do aniversário: "Quem segue a Jesus está sempre em movimento, não pode levar uma vida cômoda e sedentária. O fervor, o fogo do Espírito, quando está aceso se vê, funciona e atrai. As vocações missionárias somente podem surgir onde está o fogo ardente, onde vibra o espírito do universo, como na Madre Mazzarello e na primeira comunidade de Mornés. Este foi o segredo da expansão de nosso Instituto e de muitos outros Institutos na Igreja".

Com esta expedição, as Filhas de Maria Auxiliadora entraram para apoiar o trabalho missionário dos salesianos iniciado em 1875 pelos salesianos na Patagônia, que foi animada por São João Bosco. Hoje as Filhas espirituais de Dom Bosco e Madre Mazzarello estão presentes em 94 países com participação nos cinco continentes e mais de 1.300 comunidades locais. (EPC)

Loading
Filhas de Maria Auxiliadora celebram os 140 anos da primeira expedição missionária

Itália - Gênova (Sexta-feira, 17-11-2017, Gaudium Press) O Instituto das Filhas de Maria Auxiliadora (FMA), fundado por São João Bosco e Santa Maria Mazzarello, está celebrando os 140 anos da primeira expedição missionária realizada a partir da Itália até a América, fato que ocorreu no dia 14 de novembro de 1877 partindo do antigo porto de Gênova.

Para celebrar esta data, a comunidade Inspetorial e as Diretoras da Inspetoria "Nossa Senhora do Cenáculo" das FMA se reuniram em uma barca perto do porto Gênova para recordar o momento histórico realizado por seis Filhas espirituais de Dom Bosco e Santa Mazzarello: as muito jovens religiosas Angela Vallese de 23 anos, Giovanna Borgna de 17, Angela Cassulo de 25, Angela Denegri de 17, Teresa Gedda de 24 e Teresa Mazzarello de 17 anos.

Filhas de Maria Auxiliadora celebram os 140 anos da primeira expedição missionária 1.jpg

Uma expedição que contou com a bênção do Papa Pio IX, quando as primeiras missionárias acompanhadas por Maria Mazzarello acodem à Roma no dia 09 de novembro, além da proteção de Maria Auxiliadora, que foi muito necessária para a viagem pelo oceano. Na Crônica II se narra este acontecimento: "As Irmãs partem com uma bagagem especial: uma confiança total em Deus, com a alegria de proclamar o amor de Jesus, com a humildade para aceitar novos costumes e novas culturas e com a vontade para viver sacrifícios. As religiosas sabem que devem enfrentar, se a situação requer, a Cruz e o martírio, com a única convicção de que quando Deus pede: o pede tudo!".

Por ocasião do 140º aniversário, as Filhas de Maria Auxiliadora presentes em todo o mundo se uniram a um ano de celebração que começou no dia 14 de novembro de 2016. "Com a partida das primeiras seis FMA, o espírito de Mornés cruzou o oceano até o desconhecido 'novo mundo' e ali levou alegria e esperança para a multidão de crianças, jovens, mulheres, famílias (...) Ali, nossas primeiras Irmãs tem vivido como missionárias de esperança e alegria e suas mãos se tornaram operativas porque no coração levavam a herança dos fundadores: um forte impulso missionário!", assinalou a Irmã Alaide Deretti, Conselheira para as Missões das FMA, em uma carta que escreveu no dia 14 de novembro de 2016 anunciando o ano da celebração.

A Irmã Deretti também chamou as Filhas salesianas para que durante este tempo se redescobrisse as origens da Instituição, assim como o "ardor missionário que sustentou e sustenta as FMA". Do mesmo modo, as convidou a formar uma "grande expedição missionária", implicando a todas as comunidades, sobretudo aos grupos missionários, um caminho "feito de gratidão, fidelidade e profecia".

Filhas de Maria Auxiliadora celebram os 140 anos da primeira expedição missionária 2.jpg

Por sua parte a Madre Yvonne Reungoat, Superiora Geral da FMA, disse por ocasião do aniversário: "Quem segue a Jesus está sempre em movimento, não pode levar uma vida cômoda e sedentária. O fervor, o fogo do Espírito, quando está aceso se vê, funciona e atrai. As vocações missionárias somente podem surgir onde está o fogo ardente, onde vibra o espírito do universo, como na Madre Mazzarello e na primeira comunidade de Mornés. Este foi o segredo da expansão de nosso Instituto e de muitos outros Institutos na Igreja".

Com esta expedição, as Filhas de Maria Auxiliadora entraram para apoiar o trabalho missionário dos salesianos iniciado em 1875 pelos salesianos na Patagônia, que foi animada por São João Bosco. Hoje as Filhas espirituais de Dom Bosco e Madre Mazzarello estão presentes em 94 países com participação nos cinco continentes e mais de 1.300 comunidades locais. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/91298-Filhas-de-Maria-Auxiliadora-celebram-os-140-anos-da-primeira-expedicao-missionaria. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.




 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

“É um momento de alegria profunda para a Arquidiocese, para a Igreja toda, porque mais uma vez ma ...
 
A festa em honra à Guadalupana contou com a presença de um considerável número de mexicanos, al ...
 
O bispo Dom João Wilk refletiu com os ordenados o trecho bíblico do Evangelista São João, “Já ...
 
José Cruz, cobrou dos jovens maior participação no inquérito preparatório do próximo Sínodo d ...
 
Atualmente, a capela abriga 23 afrescos do artista plástico romeno Emeric Marcier, refugiado no Bra ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading