Loading
 
 
 
Loading
 
Ação de bispos bolivianos favorece revogação de novo Código Penal abortista
Loading
 
23 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

23-01-2018Ação de bispos bolivianos favorece revogação de novo Código Penal abortista.jpg

La Paz - Bolívia (Terça-feira, 23-01-2018, Gaudium Press) Em entrevista à TV estatal e também através de redes sociais da internet, o presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou que pedirá ao Parlamento boliviano que seja revogado o novo Código Penal que foi recente mente aprovado na Assembleia Nacional.

Segundo admitiu Morales, sua atitude surgiu em função dos protestos que têm dominado o panorama político, social e religioso do país e que estão sendo promovidos por amplos setores da sociedade há mais de dois meses.

Diante da força e amplidão dos protestos, Morales resolveu acusar "a direita" de promotora dos protestos e de, com sua desinformação e atitude, tentar desestabilizar seu já bastante contestado governo.

Bispos

A Igreja Católica situa-se entre os setores mais ativos da sociedade que haviam criticado o novo Código Penal. Um Código que, entre outras modificações revolucionárias e anticristãs, prevê também a possibilidade de aborto em diversas situações, como a situação de pobreza em que vive a mãe.

De fato, a Conferência Episcopal Boliviana pediu em diversas ocasiões que o projeto do novo Código Penal fosse retirado e que fosse iniciado um autêntico diálogo com os diversos setores da sociedade para a elaboração de um Código compatível com os princípios cristãos.

A proposta de Evo Morales será enviada ao Parlamento nesta terça-feira, porém, o Conade (Comitê que coordena as realidades que se opõe ao novo Código), anunciou que as manifestações não cessarão enquanto o novo Código não for revogado.

(JSG)

 

(Da Redação Gaudium Pres, com Informações SIR)

 

 

Loading
Ação de bispos bolivianos favorece revogação de novo Código Penal abortista

23-01-2018Ação de bispos bolivianos favorece revogação de novo Código Penal abortista.jpg

La Paz - Bolívia (Terça-feira, 23-01-2018, Gaudium Press) Em entrevista à TV estatal e também através de redes sociais da internet, o presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou que pedirá ao Parlamento boliviano que seja revogado o novo Código Penal que foi recente mente aprovado na Assembleia Nacional.

Segundo admitiu Morales, sua atitude surgiu em função dos protestos que têm dominado o panorama político, social e religioso do país e que estão sendo promovidos por amplos setores da sociedade há mais de dois meses.

Diante da força e amplidão dos protestos, Morales resolveu acusar "a direita" de promotora dos protestos e de, com sua desinformação e atitude, tentar desestabilizar seu já bastante contestado governo.

Bispos

A Igreja Católica situa-se entre os setores mais ativos da sociedade que haviam criticado o novo Código Penal. Um Código que, entre outras modificações revolucionárias e anticristãs, prevê também a possibilidade de aborto em diversas situações, como a situação de pobreza em que vive a mãe.

De fato, a Conferência Episcopal Boliviana pediu em diversas ocasiões que o projeto do novo Código Penal fosse retirado e que fosse iniciado um autêntico diálogo com os diversos setores da sociedade para a elaboração de um Código compatível com os princípios cristãos.

A proposta de Evo Morales será enviada ao Parlamento nesta terça-feira, porém, o Conade (Comitê que coordena as realidades que se opõe ao novo Código), anunciou que as manifestações não cessarão enquanto o novo Código não for revogado.

(JSG)

 

(Da Redação Gaudium Pres, com Informações SIR)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92666-Acao-de-bispos-bolivianos-favorece-revogacao-de-novo-Codigo-Penal-abortista. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Papa autorizou a promulgação dos decretos relativos às virtudes heroicas de 12 servos de Deus. ...
 
Os prelados recordaram que receber a aula de religião é um direito fundamental reconhecido pela Co ...
 
Mais de 2 mil pessoas, além de dezenas de sacerdotes, participaram do evento realizado no municípi ...
 
Com um chicote, Jesus expulsou todos do Templo: "Não façais da casa de meu Pai uma casa de com ...
 
A iniciativa pretende estimular os fiéis a vivenciarem um processo contínuo de preparação para a ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading