Loading
 
 
 
Loading
 
Exploração de menores na internet: problema que requer solução global, diz Papa
Loading
 
6 de Outubro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Roma - Itália (Sexta-feira, 06-10-2017, Gaudium Press) A "Declaração de Roma", documento divulgado ao final do Congresso Global "A dignidade do menor no mundo digital", que reuniu de 3 a 6 de outubro na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, mais de 140 especialistas de diversas áreas, para debater a exploração de menores na internet inicia-se com as afirmações abaixo:

"A vida de cada criança é única, importante e preciosa, e cada criança tem direito à dignidade e à segurança. Hoje, porém, a sociedade global está faltando profundamente no proteger as suas crianças. Milhões de menores são abusados e explorados nas formas mais trágicas e indescritíveis, em uma medida sem precedentes, em todo o mundo".

Audiência e palavras do Papa

Os participantes do encontro foram recebidos em Audiência pelo Papa Francisco, no Vaticano, já no final da manhã desta sexta-feira (6/10).

O Papa fez um longo discurso onde definiu a vulnerabilidade dos menores na rede como um "problema novo e gravíssimo, característico do nosso tempo".

O "lado obscuro" no progresso tecnológico

A Declaração do Congresso Global destaca que os progressos tecnológicos exponenciais estão mudando bem mais do que simplesmente "o que fazemos e como fazemos", estão mudando "o que somos".

Não obstante o impacto positivo desta mudança, existe "um lado obscuro" que está trazendo grandes males sociais, "capazes de ferir os membros mais vulneráveis da sociedade".

Impacto deletério nas mentes maleáveis das crianças

Diariamente, "conteúdos cada vez mais extremos e desumanizantes estão literalmente ao alcance das crianças". "Um grande número de imagens de abuso sexual de crianças e jovens está disponível online e cresce sem cessar". Males aos quais as crianças ficam expostas, sofrendo "um deletério impacto em suas mentes maleáveis".

Proteção dos menores: valor não negociável

Mesmo defendendo uma internet acessível a todos, o documento considera que isto deve comportar também "o reconhecimento do valor não negociável da proteção de todos os menores".

Neste sentido, é feito um chamado para um trabalho conjunto que envolva a responsabilidade de todos, a fim de que "todos os menores tenham um acesso seguro à internet, para enriquecer a sua formação, a sua comunicação e as suas relações".

Responsabilidade dos governos e empresas das novas tecnologias

Também são chamados em causa os governos e as empresas de novas tecnologias para assumirem um papel-chave nesta batalha, com o compromisso de realizar contínuas inovações que garantam uma melhor proteção dos menores. "Trata-se de um problema -afirma o texto- que não pode ser resolvido sozinho por uma nação, uma empresa ou uma religião. É um problema global que requer soluções globais".

Apelo

O texto final do documento do Congresso da PAV conclui afirmando que, nesta era da internet, o mundo enfrenta desafios sem precedentes para poder tutelar os direitos e a dignidade das crianças e protegê-las do abuso e da exploração.

Neste sentido, o documento lança um apelo em 14 pontos, dirigido entre outros às autoridades civis e religiosas, governos, parlamentos, líderes de empresas tecnológicas, agências governamentais, forças de ordem, instituições médicas, para que se levantem em defesa da dignidade dos menores. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)

Loading
Exploração de menores na internet: problema que requer solução global, diz Papa

Roma - Itália (Sexta-feira, 06-10-2017, Gaudium Press) A "Declaração de Roma", documento divulgado ao final do Congresso Global "A dignidade do menor no mundo digital", que reuniu de 3 a 6 de outubro na Pontifícia Universidade Gregoriana de Roma, mais de 140 especialistas de diversas áreas, para debater a exploração de menores na internet inicia-se com as afirmações abaixo:

"A vida de cada criança é única, importante e preciosa, e cada criança tem direito à dignidade e à segurança. Hoje, porém, a sociedade global está faltando profundamente no proteger as suas crianças. Milhões de menores são abusados e explorados nas formas mais trágicas e indescritíveis, em uma medida sem precedentes, em todo o mundo".

Audiência e palavras do Papa

Os participantes do encontro foram recebidos em Audiência pelo Papa Francisco, no Vaticano, já no final da manhã desta sexta-feira (6/10).

O Papa fez um longo discurso onde definiu a vulnerabilidade dos menores na rede como um "problema novo e gravíssimo, característico do nosso tempo".

O "lado obscuro" no progresso tecnológico

A Declaração do Congresso Global destaca que os progressos tecnológicos exponenciais estão mudando bem mais do que simplesmente "o que fazemos e como fazemos", estão mudando "o que somos".

Não obstante o impacto positivo desta mudança, existe "um lado obscuro" que está trazendo grandes males sociais, "capazes de ferir os membros mais vulneráveis da sociedade".

Impacto deletério nas mentes maleáveis das crianças

Diariamente, "conteúdos cada vez mais extremos e desumanizantes estão literalmente ao alcance das crianças". "Um grande número de imagens de abuso sexual de crianças e jovens está disponível online e cresce sem cessar". Males aos quais as crianças ficam expostas, sofrendo "um deletério impacto em suas mentes maleáveis".

Proteção dos menores: valor não negociável

Mesmo defendendo uma internet acessível a todos, o documento considera que isto deve comportar também "o reconhecimento do valor não negociável da proteção de todos os menores".

Neste sentido, é feito um chamado para um trabalho conjunto que envolva a responsabilidade de todos, a fim de que "todos os menores tenham um acesso seguro à internet, para enriquecer a sua formação, a sua comunicação e as suas relações".

Responsabilidade dos governos e empresas das novas tecnologias

Também são chamados em causa os governos e as empresas de novas tecnologias para assumirem um papel-chave nesta batalha, com o compromisso de realizar contínuas inovações que garantam uma melhor proteção dos menores. "Trata-se de um problema -afirma o texto- que não pode ser resolvido sozinho por uma nação, uma empresa ou uma religião. É um problema global que requer soluções globais".

Apelo

O texto final do documento do Congresso da PAV conclui afirmando que, nesta era da internet, o mundo enfrenta desafios sem precedentes para poder tutelar os direitos e a dignidade das crianças e protegê-las do abuso e da exploração.

Neste sentido, o documento lança um apelo em 14 pontos, dirigido entre outros às autoridades civis e religiosas, governos, parlamentos, líderes de empresas tecnológicas, agências governamentais, forças de ordem, instituições médicas, para que se levantem em defesa da dignidade dos menores. (JSG)

(Da Redação Gaudium Press, com informações RV)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/90381-Exploracao-de-menores-na-internet--problema-que-requer-solucao-global--diz-Papa. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A pintora Carmen Parra, que disse que é importante preservar a arte sacra após os terremotos, pois ...
 
São números que demonstram o grande interesse na Jornada que se desenvolverá na Cidade do Panamá ...
 
Na conclusão dos Exercícios Espirituais de Ariccia, Papa Francisco agradece ao Pe. Tolentino. ...
 
"Esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei". Veja como essa tocante súplica foi prontamente ...
 
Aprofundar o conhecimento de Fátima, descobrir sua Mensagem: fonte de espiritualidade para viver fe ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading