Loading
 
 
 
Loading
 
"Diante da morte, conservar a chama da fé", recomenda Santo Padre
Loading
 
19 de Outubro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 19-10-2017, Gaudium Press) O Papa Francisco deu continuidade ao ciclo de catequeses que ele vem desenvolvendo nas Audiências das quartas-feiras sobre o tema da esperança cristã. Na última quarta-feira, o Papa refletiu sobre o tema ‘Felizes os mortos que morrem no Senhor'.

Iniciando sua Catequese, Francisco disse: "Hoje eu gostaria de fazer uma relação entre a esperança cristã e a realidade da morte, uma realidade que a nossa civilização moderna tende cada vez mais a cancelar. Assim, quando chega a morte de alguém que nos é querido, ou a nossa própria morte, nos encontramos despreparados".

1910 Diante da morte, conservar a chama da fé, recomenda Santo Padre.jpg

Eu sou a ressurreição e a vida...

Francisco mencionou o trecho do Evangelho de São João, no qual Marta, chora pela morte de seu irmão Lázaro quando, então, Jesus afirma: "Teu irmão ressuscitará, pois quem crê em Mim, mesmo que tenha morrido, viverá". "Eu não sou a morte; Eu sou a ressurreição e a vida. Crês nisto? ", pergunta ele a Marta.

Foi, então, a ocasião para o Papa tirar já uma lição de vida para todos. Ele recordou para os milhares de presentes na Praça que Jesus faz a mesma pergunta a cada um de nós, sempre que a morte dilacera o tecido da vida e dos afetos. Com a morte, a nossa existência toca o ápice, tendo diante de nós a vertente da fé ou o precipício do nada.

O desafio de Jesus

Nas horas derradeiras quando chegamos ao ápice da vida, surge para todos o desafio que nos lança Jesus: continuar a crer. Isto foi o que Ele fez com Jairo, a quem acabam de comunicar que a sua filha morreu, e não há mais nada a fazer e quando surgiu a pergunta: de que serve incomodar o Mestre?!

Jesus ouve o coração de Jairo e apressa-se a tranquiliza-lo: "Não tenhas receio; crê somente!".
O Senhor sabe que aquele pai é tentado a deixar-se cair na angústia e no desespero, e recomenda-lhe que conserve acesa a chamazinha que arde no seu coração: a fé.

"Não tenhas medo! Continua a manter acesa a chama da fé!", desafia Jesus. E valeu? Sim; Jesus, chegando na casa dele, ressuscita a menina e entrega-a viva aos pais. No caso de Lázaro, ressuscita-o quatro dias depois de ele ter morrido; já estava sepultado. E Jesus manda-o sair do túmulo", disse o Papa.

Não tenhas receio; crê somente!

Concluindo, o Papa afirmou que a esperança cristã se apoia e se alimenta na posição que Jesus assume diante da morte. Porque, por nós mesmos, nada podemos: ficamos indefesos perante o mistério da morte. Mas, ensina Francisco, a Palavra de Jesus é: "Não tenhas receio; crê somente! ". 

A graça de que necessitamos naquele momento -uma graça imensa- é conservar acesa no coração a chama da fé. Porque Jesus há de vir, tomar-nos-á pela mão, como fez com a filha de Jairo, e ordenar-nos-á: "Levanta-te, ressuscita". (JSG)

 

Loading
"Diante da morte, conservar a chama da fé", recomenda Santo Padre

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 19-10-2017, Gaudium Press) O Papa Francisco deu continuidade ao ciclo de catequeses que ele vem desenvolvendo nas Audiências das quartas-feiras sobre o tema da esperança cristã. Na última quarta-feira, o Papa refletiu sobre o tema ‘Felizes os mortos que morrem no Senhor'.

Iniciando sua Catequese, Francisco disse: "Hoje eu gostaria de fazer uma relação entre a esperança cristã e a realidade da morte, uma realidade que a nossa civilização moderna tende cada vez mais a cancelar. Assim, quando chega a morte de alguém que nos é querido, ou a nossa própria morte, nos encontramos despreparados".

1910 Diante da morte, conservar a chama da fé, recomenda Santo Padre.jpg

Eu sou a ressurreição e a vida...

Francisco mencionou o trecho do Evangelho de São João, no qual Marta, chora pela morte de seu irmão Lázaro quando, então, Jesus afirma: "Teu irmão ressuscitará, pois quem crê em Mim, mesmo que tenha morrido, viverá". "Eu não sou a morte; Eu sou a ressurreição e a vida. Crês nisto? ", pergunta ele a Marta.

Foi, então, a ocasião para o Papa tirar já uma lição de vida para todos. Ele recordou para os milhares de presentes na Praça que Jesus faz a mesma pergunta a cada um de nós, sempre que a morte dilacera o tecido da vida e dos afetos. Com a morte, a nossa existência toca o ápice, tendo diante de nós a vertente da fé ou o precipício do nada.

O desafio de Jesus

Nas horas derradeiras quando chegamos ao ápice da vida, surge para todos o desafio que nos lança Jesus: continuar a crer. Isto foi o que Ele fez com Jairo, a quem acabam de comunicar que a sua filha morreu, e não há mais nada a fazer e quando surgiu a pergunta: de que serve incomodar o Mestre?!

Jesus ouve o coração de Jairo e apressa-se a tranquiliza-lo: "Não tenhas receio; crê somente!".
O Senhor sabe que aquele pai é tentado a deixar-se cair na angústia e no desespero, e recomenda-lhe que conserve acesa a chamazinha que arde no seu coração: a fé.

"Não tenhas medo! Continua a manter acesa a chama da fé!", desafia Jesus. E valeu? Sim; Jesus, chegando na casa dele, ressuscita a menina e entrega-a viva aos pais. No caso de Lázaro, ressuscita-o quatro dias depois de ele ter morrido; já estava sepultado. E Jesus manda-o sair do túmulo", disse o Papa.

Não tenhas receio; crê somente!

Concluindo, o Papa afirmou que a esperança cristã se apoia e se alimenta na posição que Jesus assume diante da morte. Porque, por nós mesmos, nada podemos: ficamos indefesos perante o mistério da morte. Mas, ensina Francisco, a Palavra de Jesus é: "Não tenhas receio; crê somente! ". 

A graça de que necessitamos naquele momento -uma graça imensa- é conservar acesa no coração a chama da fé. Porque Jesus há de vir, tomar-nos-á pela mão, como fez com a filha de Jairo, e ordenar-nos-á: "Levanta-te, ressuscita". (JSG)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/90635--Diante-da-morte--conservar-a-chama-da-fe---recomenda-Santo-Padre. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A pintora Carmen Parra, que disse que é importante preservar a arte sacra após os terremotos, pois ...
 
São números que demonstram o grande interesse na Jornada que se desenvolverá na Cidade do Panamá ...
 
Na conclusão dos Exercícios Espirituais de Ariccia, Papa Francisco agradece ao Pe. Tolentino. ...
 
"Esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei". Veja como essa tocante súplica foi prontamente ...
 
Aprofundar o conhecimento de Fátima, descobrir sua Mensagem: fonte de espiritualidade para viver fe ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading