Loading
 
 
 
Loading
 
“O Santo Cálice está nos pedindo para ter esperança”, exorta o Cardeal Cañizares
Loading
 
31 de Outubro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Valência - Espanha (Terça-feira, 31-10-2017, Gaudium Press) Na última quinta-feira, 26, foi celebrada na Catedral de Valência, Espanha, a Festa do Santo Cálice. Esta relíquia, da qual se acredita que Jesus utilizou na Última Ceia, é venerada na cidade espanhola desde o século XV, sendo uma ocasião propícia de encontro e de ação de graças a Deus.

A comemoração ocorreu dentro de uma Santa Missa presidida pelo Cardeal Antonio Cañizares, Arcebispo de Valência, e foi organizada pela Confraria do Santo Cálice, que, como é tradição para esta festa, preparou uma pequena peregrinação com o sagrado vaso desde sua capela até o Altar Maior, onde permaneceu para a Missa.

O Santo Cálice está nos pedindo para ter esperança?, exorta o Cardeal Cañizares.jpg

Na homilia, o purpurado assinalou que diante dos momentos difíceis que vive a Espanha, o Santo Cálice "está nos pedindo para ter esperança".

"Nestes momentos em que muitos não sabem o que fazem e os danos de pobreza e miséria que levarão, Deus é amor, perdão e paz e assim nos mostra neste Santo Cálice do que fomos herdeiros os valencianos", acrescentou o Arcebispo de Valência, que também disse, oferecendo uma voz de alento: "nestas horas cruciais que vive a Espanha, o que mais necessita é a misericórdia, o amor, a reconciliação e a paz, que é o que nos dá o Santo Cálice, o sangue derramado de Cristo por todos". Retomando o tema da esperança, diz que o Cálice de Nosso Senhor Jesus Cristo alena a confiança, por esta razão animou a "fiar-nos incondicionalmente de Deus", assim como a "fazer nossa a alegria de saber-nos amados por Deus, com um amor que não tem limites".

O Cardeal Cañizares assegurou que a festa desta relíquia é também um convite "a renovar esta confiança no Senhor e em sua misericórdia infinita que nunca acaba".

O purpurado destacou também a presença do vaso sagrado na cidade de Valência, assinalando que "por algo será que os valencianos somos os herdeiros do Santo Cálice". "Isso é algo também que nos deve comprometer muito", concluiu. (EPC)

Loading
“O Santo Cálice está nos pedindo para ter esperança”, exorta o Cardeal Cañizares

Valência - Espanha (Terça-feira, 31-10-2017, Gaudium Press) Na última quinta-feira, 26, foi celebrada na Catedral de Valência, Espanha, a Festa do Santo Cálice. Esta relíquia, da qual se acredita que Jesus utilizou na Última Ceia, é venerada na cidade espanhola desde o século XV, sendo uma ocasião propícia de encontro e de ação de graças a Deus.

A comemoração ocorreu dentro de uma Santa Missa presidida pelo Cardeal Antonio Cañizares, Arcebispo de Valência, e foi organizada pela Confraria do Santo Cálice, que, como é tradição para esta festa, preparou uma pequena peregrinação com o sagrado vaso desde sua capela até o Altar Maior, onde permaneceu para a Missa.

O Santo Cálice está nos pedindo para ter esperança?, exorta o Cardeal Cañizares.jpg

Na homilia, o purpurado assinalou que diante dos momentos difíceis que vive a Espanha, o Santo Cálice "está nos pedindo para ter esperança".

"Nestes momentos em que muitos não sabem o que fazem e os danos de pobreza e miséria que levarão, Deus é amor, perdão e paz e assim nos mostra neste Santo Cálice do que fomos herdeiros os valencianos", acrescentou o Arcebispo de Valência, que também disse, oferecendo uma voz de alento: "nestas horas cruciais que vive a Espanha, o que mais necessita é a misericórdia, o amor, a reconciliação e a paz, que é o que nos dá o Santo Cálice, o sangue derramado de Cristo por todos". Retomando o tema da esperança, diz que o Cálice de Nosso Senhor Jesus Cristo alena a confiança, por esta razão animou a "fiar-nos incondicionalmente de Deus", assim como a "fazer nossa a alegria de saber-nos amados por Deus, com um amor que não tem limites".

O Cardeal Cañizares assegurou que a festa desta relíquia é também um convite "a renovar esta confiança no Senhor e em sua misericórdia infinita que nunca acaba".

O purpurado destacou também a presença do vaso sagrado na cidade de Valência, assinalando que "por algo será que os valencianos somos os herdeiros do Santo Cálice". "Isso é algo também que nos deve comprometer muito", concluiu. (EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A pintora Carmen Parra, que disse que é importante preservar a arte sacra após os terremotos, pois ...
 
São números que demonstram o grande interesse na Jornada que se desenvolverá na Cidade do Panamá ...
 
Na conclusão dos Exercícios Espirituais de Ariccia, Papa Francisco agradece ao Pe. Tolentino. ...
 
"Esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei". Veja como essa tocante súplica foi prontamente ...
 
Aprofundar o conhecimento de Fátima, descobrir sua Mensagem: fonte de espiritualidade para viver fe ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading