Loading
 
 
 
Loading
 
Concerto de Natal em Roma será um convite a redescobrir a alegria e a esperança
Loading
 
13 de Dezembro de 2017 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Itália - Roma (Quarta-feira, 13-12-2017, Gaudium Press) A Diocese de Roma tem um novo encontro com a música no dia 15 de dezembro às 20h30 na Basílica de São João de Latrão, Catedral romana, para o tradicional Concerto de Natal, que chega já à sua 33ª edição.

A cargo do repertório natalino estará o Coro da Diocese de Roma e a Orquestra 'Fideles et Amati' sob a direção de Dom Marco Frisina, que interpretarão 18 peças da tradição natalina, além de alguns cantos de origem italiana e de outros países ligados com a liturgia. "Adeste fideles", "Tu scendi dalle stelle" e "Bianco Natale", serão algumas das canções que serão interpretadas, além de peças inéditas compostas por Dom Frisina, que também é o Maestro Diretor da Pontifícia Capela Musical Lateranense.

Concerto de Natal em Roma será um convite a redescobrir a alegria e a esperança.jpg

Entre os propósitos da 33ª edição do concerto natalino estão o de oferecer alegria e esperança, como assegurou o diretor: "Estamos vivendo um momento histórico particular que nos leva um pouco à tristeza e à depressão. Sentimos os calafrios da guerra, da violência e da barbárie geral. Por isso todas as introduções se centrarão na esperança e na alegria de redescobrir o verdadeiro significado do Natal. Deus que ama aos homens apesar de tudo, se fez homem apesar da perversidade dos homens. Nós os cristãos devemos entender o extraordinário deste amor".

O Coro da Diocese de Roma foi fundado por Dom Frisina em 1984. Naquela ocasião reuniu a um grupo de jovens que frequentavam os encontros de oração e formação do Pontifício Seminário Romano Maior. Seu principal objetivo é o de garantir a participação nas liturgias principais da Diocese fazendo da linguagem universal da música um instrumento para a evangelização.

Parte deste meio de evangelização é precisamente o concerto de Natal, já que o coro nasceu para esta data. "A música é uma linguagem universal clara para todos e chega diretamente ao coração", assevera Dom Frisina, que é citado por RomaSette.it, meio de comunicação da Diocese de Roma.

Para o Maestro Diretor da Pontifícia Capela Musical Lateranense, o Natal é uma época propícia para transmitir a mensagem de Deus. A ele recorda a vivência em família, por isso "a ideia do concerto é aquela de acrescentar esse amor a toda a família diocesana para viver com alegria e fraternidade uma antecipação do Natal do Senhor e recordar o momento quando nos reúne com os seres queridos cantando juntos as melodias do Natal".

Mas a história musical da Basílica de São João de Latrão remonta a vários séculos. Foi São Gregório o Grande (590-604), quem atribuiu duas 'Scholas Cantorum': uma para a Basílica de São João de Latrão, sendo a primeira Capela Musical Pontifícia; outra para a Basílica de São Pedro. Ambas foram criadas com o fim de preservar a prática da execução dos cantos tradicionais da Igreja romana.

Já desde o século VI e em quase toda a Idade Média, o Coro Lateranense desempenha um papel destacado no contexto da música litúrgica, alojada no Palácio de Latrão até a estância dos Papas de Avignon, quer dizer de 1305 a 1377, sendo base das cerimônias papais e dos ritos presididos pelo Pontífice. (EPC)

Loading
Concerto de Natal em Roma será um convite a redescobrir a alegria e a esperança

Itália - Roma (Quarta-feira, 13-12-2017, Gaudium Press) A Diocese de Roma tem um novo encontro com a música no dia 15 de dezembro às 20h30 na Basílica de São João de Latrão, Catedral romana, para o tradicional Concerto de Natal, que chega já à sua 33ª edição.

A cargo do repertório natalino estará o Coro da Diocese de Roma e a Orquestra 'Fideles et Amati' sob a direção de Dom Marco Frisina, que interpretarão 18 peças da tradição natalina, além de alguns cantos de origem italiana e de outros países ligados com a liturgia. "Adeste fideles", "Tu scendi dalle stelle" e "Bianco Natale", serão algumas das canções que serão interpretadas, além de peças inéditas compostas por Dom Frisina, que também é o Maestro Diretor da Pontifícia Capela Musical Lateranense.

Concerto de Natal em Roma será um convite a redescobrir a alegria e a esperança.jpg

Entre os propósitos da 33ª edição do concerto natalino estão o de oferecer alegria e esperança, como assegurou o diretor: "Estamos vivendo um momento histórico particular que nos leva um pouco à tristeza e à depressão. Sentimos os calafrios da guerra, da violência e da barbárie geral. Por isso todas as introduções se centrarão na esperança e na alegria de redescobrir o verdadeiro significado do Natal. Deus que ama aos homens apesar de tudo, se fez homem apesar da perversidade dos homens. Nós os cristãos devemos entender o extraordinário deste amor".

O Coro da Diocese de Roma foi fundado por Dom Frisina em 1984. Naquela ocasião reuniu a um grupo de jovens que frequentavam os encontros de oração e formação do Pontifício Seminário Romano Maior. Seu principal objetivo é o de garantir a participação nas liturgias principais da Diocese fazendo da linguagem universal da música um instrumento para a evangelização.

Parte deste meio de evangelização é precisamente o concerto de Natal, já que o coro nasceu para esta data. "A música é uma linguagem universal clara para todos e chega diretamente ao coração", assevera Dom Frisina, que é citado por RomaSette.it, meio de comunicação da Diocese de Roma.

Para o Maestro Diretor da Pontifícia Capela Musical Lateranense, o Natal é uma época propícia para transmitir a mensagem de Deus. A ele recorda a vivência em família, por isso "a ideia do concerto é aquela de acrescentar esse amor a toda a família diocesana para viver com alegria e fraternidade uma antecipação do Natal do Senhor e recordar o momento quando nos reúne com os seres queridos cantando juntos as melodias do Natal".

Mas a história musical da Basílica de São João de Latrão remonta a vários séculos. Foi São Gregório o Grande (590-604), quem atribuiu duas 'Scholas Cantorum': uma para a Basílica de São João de Latrão, sendo a primeira Capela Musical Pontifícia; outra para a Basílica de São Pedro. Ambas foram criadas com o fim de preservar a prática da execução dos cantos tradicionais da Igreja romana.

Já desde o século VI e em quase toda a Idade Média, o Coro Lateranense desempenha um papel destacado no contexto da música litúrgica, alojada no Palácio de Latrão até a estância dos Papas de Avignon, quer dizer de 1305 a 1377, sendo base das cerimônias papais e dos ritos presididos pelo Pontífice. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/91801-Concerto-de-Natal-em-Roma-sera-um-convite-a-redescobrir-a-alegria-e-a-esperanca. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A pintora Carmen Parra, que disse que é importante preservar a arte sacra após os terremotos, pois ...
 
São números que demonstram o grande interesse na Jornada que se desenvolverá na Cidade do Panamá ...
 
Na conclusão dos Exercícios Espirituais de Ariccia, Papa Francisco agradece ao Pe. Tolentino. ...
 
"Esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei". Veja como essa tocante súplica foi prontamente ...
 
Aprofundar o conhecimento de Fátima, descobrir sua Mensagem: fonte de espiritualidade para viver fe ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading