Loading
 
 
 
Loading
 
Salesianos comemoram 130 anos de presença no Equador
Loading
 
17 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Equador - Quito (Quarta-feira, 17-01-2018, Gaudium Press) Os salesianos no Equador se encontram em celebração: no dia 12 de janeiro comemoraram 130 anos de presença no país; ocasião propícia para render uma homenagem aos oito primeiros missionários que pisaram no solo equatoriano. Ocorreu em 1888, guiados pelo Padre Luis Calcagno e a bênção do próprio São João Bosco, que falecia em Turim poucos dias depois: no dia 31 de janeiro daquele ano.

Salesianos comemoram 130 anos de presença no Equador.jpg

A expedição dos missionários salesianos começou no dia 06 de dezembro de 1887 quando a embarcação com os oito missionários -os Padres Antonio Fusarini, Francisco Mattana, Ciriaco Santinelli, o clérigo José Rostoni e os coadjutores Juan Sciolli, Juan Garrone e José Matteo; além do Padre Calgano- partiu da Itália rumo ao Equador para desembarcar em Guayaquil no dia 12 de janeiro, 130 anos atrás.

Começariam oficialmente a trabalhar no dia 28 de janeiro de 1888, quando chegam à Quito. São João Bosco conhece a notícia da chegada de seus missionários a esta nação latino-americana no dia 30, véspera de sua morte, sendo a última missão salesiana que contou com a bênção do santo.

Já estabelecidos em Quito, aos discípulos de Dom Bosco se lhes confia o Protetorado Católico, recebendo o primeiro aluno no dia 05 de fevereiro e inaugurando o primeiro oratório festivo do país no dia 18 de fevereiro com a participação de muitas crianças.

A partir deste momento inicia um completo trabalho pastoral impregnado pelo carisma de São João Bosco com a inauguração, no dia 15 de abril, dos Workshops Salesianos do Sagrado Coração, e o posterior desenvolvimento das Escolas de Artes e Oficios.

Data importante é o dia 30 de agosto de 1896 com o início do Instituto Dom Bosco, primeira obra própria dos salesianos no Equador. A partir dali se fundam outras obras no país, em cidades como Guayaquil, Indaza, Méndez, Macas, Sucúa e Limón. No dia 20 de janeiro de 1902 se faz público o decreto canônico da instituição da Inspetoria salesiana do Equador - Sagrado Coração de Jesus, sendo o Padre Luis Calcagno seu primeiro Inspetor.

Hoje a Congregação fundada por Dom Bosco está presente nas regiões da Costa, da Serra e na Amazônia com 24 casas distribuídas em todo o Equador. Conta com 159 irmãos salesianos, dos quais 110 são sacerdotes e um trabalho importante na educação com 31 Centros Escolares Salesianos (CES), que acolhem por volta de 32 mil crianças e jovens de nove províncias.

Também estão presentes no Voluntariado Juvenil Missionário, o Movimento Juvenil Salesiano, os Oratórios, e uma obra que é referência no país: o Projeto Salesiano Equador, que promove o desenvolvimento integral de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade. Outro projeto, o de crianças de rua, também é reconhecido na Zona Norte, atendendo as novas gerações mais vulneráveis de Quito, San Lorenzo, Esmeraldas, Santo Domingo e Ambato.

"Algo que identifica a Inspetoria do Equador é seu caráter missionário (...) Produto do trabalho dos Salesianos e dos distintos grupos que constituem a Família Salesiana, se segue beneficiando a milhares de crianças, jovens e famílias que pertencem a grupos vulneráveis da sociedade. O compromisso dos Salesianos é seguir contribuindo com o desenvolvimento do Equador através da formação de 'bons cristãos e honrados cidadãos'", destacam os Salesianos do Equador a partir de seu site oficial, por ocasião de seu 130º aniversário de presença no país. (EPC)

Loading
Salesianos comemoram 130 anos de presença no Equador

Equador - Quito (Quarta-feira, 17-01-2018, Gaudium Press) Os salesianos no Equador se encontram em celebração: no dia 12 de janeiro comemoraram 130 anos de presença no país; ocasião propícia para render uma homenagem aos oito primeiros missionários que pisaram no solo equatoriano. Ocorreu em 1888, guiados pelo Padre Luis Calcagno e a bênção do próprio São João Bosco, que falecia em Turim poucos dias depois: no dia 31 de janeiro daquele ano.

Salesianos comemoram 130 anos de presença no Equador.jpg

A expedição dos missionários salesianos começou no dia 06 de dezembro de 1887 quando a embarcação com os oito missionários -os Padres Antonio Fusarini, Francisco Mattana, Ciriaco Santinelli, o clérigo José Rostoni e os coadjutores Juan Sciolli, Juan Garrone e José Matteo; além do Padre Calgano- partiu da Itália rumo ao Equador para desembarcar em Guayaquil no dia 12 de janeiro, 130 anos atrás.

Começariam oficialmente a trabalhar no dia 28 de janeiro de 1888, quando chegam à Quito. São João Bosco conhece a notícia da chegada de seus missionários a esta nação latino-americana no dia 30, véspera de sua morte, sendo a última missão salesiana que contou com a bênção do santo.

Já estabelecidos em Quito, aos discípulos de Dom Bosco se lhes confia o Protetorado Católico, recebendo o primeiro aluno no dia 05 de fevereiro e inaugurando o primeiro oratório festivo do país no dia 18 de fevereiro com a participação de muitas crianças.

A partir deste momento inicia um completo trabalho pastoral impregnado pelo carisma de São João Bosco com a inauguração, no dia 15 de abril, dos Workshops Salesianos do Sagrado Coração, e o posterior desenvolvimento das Escolas de Artes e Oficios.

Data importante é o dia 30 de agosto de 1896 com o início do Instituto Dom Bosco, primeira obra própria dos salesianos no Equador. A partir dali se fundam outras obras no país, em cidades como Guayaquil, Indaza, Méndez, Macas, Sucúa e Limón. No dia 20 de janeiro de 1902 se faz público o decreto canônico da instituição da Inspetoria salesiana do Equador - Sagrado Coração de Jesus, sendo o Padre Luis Calcagno seu primeiro Inspetor.

Hoje a Congregação fundada por Dom Bosco está presente nas regiões da Costa, da Serra e na Amazônia com 24 casas distribuídas em todo o Equador. Conta com 159 irmãos salesianos, dos quais 110 são sacerdotes e um trabalho importante na educação com 31 Centros Escolares Salesianos (CES), que acolhem por volta de 32 mil crianças e jovens de nove províncias.

Também estão presentes no Voluntariado Juvenil Missionário, o Movimento Juvenil Salesiano, os Oratórios, e uma obra que é referência no país: o Projeto Salesiano Equador, que promove o desenvolvimento integral de crianças e jovens em situação de vulnerabilidade. Outro projeto, o de crianças de rua, também é reconhecido na Zona Norte, atendendo as novas gerações mais vulneráveis de Quito, San Lorenzo, Esmeraldas, Santo Domingo e Ambato.

"Algo que identifica a Inspetoria do Equador é seu caráter missionário (...) Produto do trabalho dos Salesianos e dos distintos grupos que constituem a Família Salesiana, se segue beneficiando a milhares de crianças, jovens e famílias que pertencem a grupos vulneráveis da sociedade. O compromisso dos Salesianos é seguir contribuindo com o desenvolvimento do Equador através da formação de 'bons cristãos e honrados cidadãos'", destacam os Salesianos do Equador a partir de seu site oficial, por ocasião de seu 130º aniversário de presença no país. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92519-Salesianos-comemoram-130-anos-de-presenca-no-Equador. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Secretário da Pontifícia Academia para o Latim, Padre Roberto Spataro, explicou os motivos pelos ...
 
Construída a pedido do ex-presidente da Venezuela, Herrera Campins, a imagem de Nossa Senhora da Pa ...
 
A Conferência Espiscopal dos Bispos peruanos coletam fundos, nas missas do dia 3 de junho, afim de ...
 
Reflexões para enfrentar os problemas de hoje dentro de uma perspectiva católica. ...
 
O texto entregue ao Presidente da República de Portugal tem o título: ‘Eutanásia, Suicídio Ass ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading