Loading
 
 
 
Loading
 
Custódia da Terra Santa recorda o milagre de Jesus nas Bodas de Caná
Loading
 
18 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Redação (Quinta-feira, 18-01-2018, Gaudium Press) Caná, na Galiléia, é conhecida como a cidade do primeiro milagre. Ali ocorreu o fato narrado por São João no Evangelho, quando Jesus, por mediação de Nossa Senhora, converteu a água em vinho em um banquete de bodas. Este acontecimento é recordado todos os anos no domingo seguinte à festa do Batismo do Senhor na Paróquia latina de Caná evocando o primeiro milagre de Jesus no marco de uma Missa e a renovação das promessas matrimoniais de um grupo de casais.

Custódia da Terra Santa recorda o milagre de Jesus nas Bodas de Caná.jpg

É assim que no último domingo, 14 de janeiro, ocorreu esta celebração na igreja de Caná. Para o sacerdote franciscano Dobromir Jasztal, Vigário da Custódia da Terra Santa -que foi entrevistado pelo 'Christian Media Center' da Custódia da Terra Santa- com esta festa "celebramos o início dos milagres", já que "havia chegado a hora de Jesus e começava seu ministério".

"Com este milagre, com este ministério, começa a atuar na vida do homem, sobretudo começa a mudar o coração do homem. Por isso a importância da festa está na acolhida desta mensagem", acrescenta.

Uma comemoração que a cada ano evoca o início da revelação e da divindade de Jesus, que se fez homem para cumprir com o projeto de Salvação. Uma mensagem que explica a Irmã Hiam, religiosa das Franciscanas do Egito e Nazaré, que também foi entrevistada pelo 'Christian Media Center': "A mensagem desta festa, para mim, como religiosa, é ser o vinho novo para a gente com a qual trabalho, e na missão que o Senhor me confia. Recordo também especialmente rezar pelas famílias".

As famílias são eixo central desta celebração, já que o primeiro milagre de Jesus ocorreu durante a celebração de um casamento, razão pela qual todos os anos a festa das Bodas de Caná é também ocasião para que os esposos renovem suas promesas matrimoniais.

"Nos casamos há quatro anos e a cada ano renovamos as promessas matrimoniais aqui. É uma tradição para muita gente, também para os meus pais que tem feito isso há muitos anos. Temos renovado nossa Fé com a Sagrada Família e recebido a bênção sobre nosso matrimônio e nossos filhos para ser uma família verdadeiramente cristã segundo o ensinamento da Santa Igreja e de Jesus, Nosso Senhor", testemunhou Aissam Bilal de Caná ao meio de comunicação da Custódia da Terra Santa.

Caná de Galiléia conta com 18 mil habitantes e está situada a poucos quilômetros de Nazaré. É um lugar relevante para a cristandade, já que a história o vincula ao primeiro milagre realizado por Jesus à pedido de sua mãe, Maria.

Por volta de 145 famílias constituem a comunidade católica local, cuja participação é vital na pequena, mas significativa, paróquia e santuário de Caná, que tem grande importância histórica.

Hoje o templo é um dos santos lugares custodiados pelos franciscanos na Terra Santa. Testemunhos falam que os cristãos de Caná edificaram ali um santuário em memória do primeiro milagre de Jesus. Tempo depois se construiu uma sinagoga no lugar, que logo foi destruída. No ano de 1641 os franciscanos conseguiram resgatar o lugar iniciando um processo de aquisição das terras que se completou em 1879, iniciando a construção da pequena igreja, que com os anos foi crescendo. (EPC)

Loading
Custódia da Terra Santa recorda o milagre de Jesus nas Bodas de Caná

Redação (Quinta-feira, 18-01-2018, Gaudium Press) Caná, na Galiléia, é conhecida como a cidade do primeiro milagre. Ali ocorreu o fato narrado por São João no Evangelho, quando Jesus, por mediação de Nossa Senhora, converteu a água em vinho em um banquete de bodas. Este acontecimento é recordado todos os anos no domingo seguinte à festa do Batismo do Senhor na Paróquia latina de Caná evocando o primeiro milagre de Jesus no marco de uma Missa e a renovação das promessas matrimoniais de um grupo de casais.

Custódia da Terra Santa recorda o milagre de Jesus nas Bodas de Caná.jpg

É assim que no último domingo, 14 de janeiro, ocorreu esta celebração na igreja de Caná. Para o sacerdote franciscano Dobromir Jasztal, Vigário da Custódia da Terra Santa -que foi entrevistado pelo 'Christian Media Center' da Custódia da Terra Santa- com esta festa "celebramos o início dos milagres", já que "havia chegado a hora de Jesus e começava seu ministério".

"Com este milagre, com este ministério, começa a atuar na vida do homem, sobretudo começa a mudar o coração do homem. Por isso a importância da festa está na acolhida desta mensagem", acrescenta.

Uma comemoração que a cada ano evoca o início da revelação e da divindade de Jesus, que se fez homem para cumprir com o projeto de Salvação. Uma mensagem que explica a Irmã Hiam, religiosa das Franciscanas do Egito e Nazaré, que também foi entrevistada pelo 'Christian Media Center': "A mensagem desta festa, para mim, como religiosa, é ser o vinho novo para a gente com a qual trabalho, e na missão que o Senhor me confia. Recordo também especialmente rezar pelas famílias".

As famílias são eixo central desta celebração, já que o primeiro milagre de Jesus ocorreu durante a celebração de um casamento, razão pela qual todos os anos a festa das Bodas de Caná é também ocasião para que os esposos renovem suas promesas matrimoniais.

"Nos casamos há quatro anos e a cada ano renovamos as promessas matrimoniais aqui. É uma tradição para muita gente, também para os meus pais que tem feito isso há muitos anos. Temos renovado nossa Fé com a Sagrada Família e recebido a bênção sobre nosso matrimônio e nossos filhos para ser uma família verdadeiramente cristã segundo o ensinamento da Santa Igreja e de Jesus, Nosso Senhor", testemunhou Aissam Bilal de Caná ao meio de comunicação da Custódia da Terra Santa.

Caná de Galiléia conta com 18 mil habitantes e está situada a poucos quilômetros de Nazaré. É um lugar relevante para a cristandade, já que a história o vincula ao primeiro milagre realizado por Jesus à pedido de sua mãe, Maria.

Por volta de 145 famílias constituem a comunidade católica local, cuja participação é vital na pequena, mas significativa, paróquia e santuário de Caná, que tem grande importância histórica.

Hoje o templo é um dos santos lugares custodiados pelos franciscanos na Terra Santa. Testemunhos falam que os cristãos de Caná edificaram ali um santuário em memória do primeiro milagre de Jesus. Tempo depois se construiu uma sinagoga no lugar, que logo foi destruída. No ano de 1641 os franciscanos conseguiram resgatar o lugar iniciando um processo de aquisição das terras que se completou em 1879, iniciando a construção da pequena igreja, que com os anos foi crescendo. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92539-Custodia-da-Terra-Santa-recorda-o-milagre-de-Jesus-nas-Bodas-de-Cana. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A primeira vez em que se celebrará esta memória será na próxima segunda-feira, dia 21 de maio. ...
 
O Santo se destacou por seu cuidado aos enfermos e a experiência mística de ter levado os estigmas ...
 
“Ser músico e ser sacerdote são duas vocações que se entrelaçam na minha vida de uma maneira ...
 
O autor propõe um retorno às bases que permitam a aproximação do bem comum através da promoçã ...
 
Por ocasião da festa de Maria, Mãe da Igreja, que se celebrará pela primeira vez no próximo dia ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading