Loading
 
 
 
Loading
 
Papa realiza matrimônio durante voo para Iquique, no Chile
Loading
 
18 de Janeiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Iquique - Chile (Quinta-feira, 18-01-2018, Gaudium Press) A notícia foi dada pelo padre jesuíta António Spadaro que acompanha o Papa Francisco em sua viagem ao Chile e Peru e é Diretor da revista ‘La Civiltà Cattolica', em Roma, e consultor do Conselho Pontifício para a Cultura da Santa Sé.

Spadaro postou fotos do fato em sua conta na rede social ‘twitter' expressando-se assim:
"O Papa celebrou um matrimônio em pleno voo. Os noivos disseram a Francisco que não eram casados pela Igreja, e ele perguntou se não gostariam de realizar o casamento ali mesmo. E o casal disse que sim".

Diretor da Sala de Imprensa

Assim o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, explicou aos jornalistas presentes no voo Santiago-Iquique o casamento que havia siso celebrado momentos antes:

"Tinham ideia de casar-se em uma igreja, mas não puderam fazê-lo. Então decidiram fazer hoje no avião".

O casal, que faz parte da tripulação da aeronave que conduzia o Papa, é formado por Paula Podest Ruiz, de 39 anos, e Carlos Ciuffardi Elorriaga, de 41. Eles são pais de duas meninas, uma de 6 e outra de 3 anos.
Diz Burke:

"É tudo válido, tudo lícito! Foi feito pelo Papa. E há escrita uma certidão do ato. (...). Foi uma surpresa também para o Papa. Eles pensavam em fazê-lo, tinham esta ideia de se casar no civil, eles tem dois filhos, queriam estar no mesmo avião, tinham a ideia de pedir ao Papa...tinham ideia de casar-se em uma igreja, mas não puderam fazê-lo. Então decidiram fazer hoje no avião".

Primeiro Casamento

Nesta "primeira cerimônia matrimonial realizado por um Papa a bordo de um avião, em pleno voo", como escreve o padre Antonio Spadaro, não faltaram as testemunhas. E "os votos dos noivos foram escritos numa normal folha A4".

Os dois noivos,  quando se uniram, já tinham uma data marcada para o casamento: 27 de fevereiro de 2010, porém, nunca o puderam chegar a realiza-lo, pois, naquele dia o Chile foi sacudido por um terramoto.
Eles decidiram adiar a celebração do matrimônio, mas depois os anos passaram e nunca decidiram efetivamente fazê-lo.

Até que aconteceu de estarem no mesmo avião junto com o Papa que lhes incentivou a se unirem diante da Igreja. (JSG)

 

 

Loading
Papa realiza matrimônio durante voo para Iquique, no Chile

Iquique - Chile (Quinta-feira, 18-01-2018, Gaudium Press) A notícia foi dada pelo padre jesuíta António Spadaro que acompanha o Papa Francisco em sua viagem ao Chile e Peru e é Diretor da revista ‘La Civiltà Cattolica', em Roma, e consultor do Conselho Pontifício para a Cultura da Santa Sé.

Spadaro postou fotos do fato em sua conta na rede social ‘twitter' expressando-se assim:
"O Papa celebrou um matrimônio em pleno voo. Os noivos disseram a Francisco que não eram casados pela Igreja, e ele perguntou se não gostariam de realizar o casamento ali mesmo. E o casal disse que sim".

Diretor da Sala de Imprensa

Assim o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé, Greg Burke, explicou aos jornalistas presentes no voo Santiago-Iquique o casamento que havia siso celebrado momentos antes:

"Tinham ideia de casar-se em uma igreja, mas não puderam fazê-lo. Então decidiram fazer hoje no avião".

O casal, que faz parte da tripulação da aeronave que conduzia o Papa, é formado por Paula Podest Ruiz, de 39 anos, e Carlos Ciuffardi Elorriaga, de 41. Eles são pais de duas meninas, uma de 6 e outra de 3 anos.
Diz Burke:

"É tudo válido, tudo lícito! Foi feito pelo Papa. E há escrita uma certidão do ato. (...). Foi uma surpresa também para o Papa. Eles pensavam em fazê-lo, tinham esta ideia de se casar no civil, eles tem dois filhos, queriam estar no mesmo avião, tinham a ideia de pedir ao Papa...tinham ideia de casar-se em uma igreja, mas não puderam fazê-lo. Então decidiram fazer hoje no avião".

Primeiro Casamento

Nesta "primeira cerimônia matrimonial realizado por um Papa a bordo de um avião, em pleno voo", como escreve o padre Antonio Spadaro, não faltaram as testemunhas. E "os votos dos noivos foram escritos numa normal folha A4".

Os dois noivos,  quando se uniram, já tinham uma data marcada para o casamento: 27 de fevereiro de 2010, porém, nunca o puderam chegar a realiza-lo, pois, naquele dia o Chile foi sacudido por um terramoto.
Eles decidiram adiar a celebração do matrimônio, mas depois os anos passaram e nunca decidiram efetivamente fazê-lo.

Até que aconteceu de estarem no mesmo avião junto com o Papa que lhes incentivou a se unirem diante da Igreja. (JSG)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92544--Papa-realiza-matrimonio-durante-voo-para-Iquique--no-Chile. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A pintora Carmen Parra, que disse que é importante preservar a arte sacra após os terremotos, pois ...
 
São números que demonstram o grande interesse na Jornada que se desenvolverá na Cidade do Panamá ...
 
Na conclusão dos Exercícios Espirituais de Ariccia, Papa Francisco agradece ao Pe. Tolentino. ...
 
"Esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei". Veja como essa tocante súplica foi prontamente ...
 
Aprofundar o conhecimento de Fátima, descobrir sua Mensagem: fonte de espiritualidade para viver fe ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading