Loading
 
 
 
Loading
 
Papa reconhece milagre pela intercessão da Madre Clélia Merloni, em Ribeirão Preto
Loading
 
2 de Fevereiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 02-02-2018, Gaudium Press) O site oficial do Vaticano divulgou que o Papa Francisco reconheceu um milagre pela intercessão da madre Clélia Merloni, italiana, fundadora do Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus.

02-02-2018 Papa reconhece milagre pela intercessão da Madre Clélia Merloni, em Ribeirão Preto.jpg
A cura é atribuída a um médico que sofria de uma grave enfermidade, na cidade de Ribeirão Preto. O Dr. Pedro Ângelo de Oliveira era portador da síndrome de Landri-Guillain-Barré, doença que acaba por paralisar os músculos do corpo, levando à morte.

O Dr. Oliveira foi desenganado pelos médicos, especialmente numa época onde os recursos da medicina eram bem menores. Em 20 de março de 1951 uma irmã da Congregação chamada Adelinha Alvez Barbosa, de Ribeirão Preto, rezou à madre pedindo a cura do doente. Também, deu ao médico uma água com um fio de um tecido, do hábito que havia pertencido à religiosa italiana.

O Relato que consta no Processo de Beatificação afirma que após o paciente ter ingerido a água com dificuldade, ele parou salivar e recuperou a saúde. No dia seguinte já caminhava sozinho e veio a falecer 35 anos depois do milagre, no ano de 1986 acometido por outra doença: uma parada cardíaca.

O Cardeal Amato, da Congregação das Causas dos Santos, deu a notícia, após uma audiência com o Papa Francisco.Este decreto ajudará no processo de beatificação da madre Clélia, que foi aberto em 1988 pela Santa Sé.

Quem são as Apóstola do Sagrado Coração de Jesus?


O Instituto foi fundado na cidade de Viareggio (Lucca-Itália), em 1894 pela Serva de Deus Madre Clélia Merloni e canonicamente regido em Piacenza no ano de 1900, pelo bispo Dom João Baptista Scalabrini, aprovado pela Santa Sé, definitivamente, em 24 de março de 1931.

A fundadora nasceu em Forlí - Itália no dia 10 de março de 1861, filha de Joaquim Merloni e Teresa Brandinelli. A madre Clélia ficou órfã aos 3 anos de idade.

Em 1894, na cidade de Viareggio funda o Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus.
Seu desejo que a devoção ao Sagrado Coração de Jesus e ajuda aos mais necessitados fez com que suas filhas espirituais partissem a outros países. Hoje são 14 casas da fundação ao redor do mundo. (JHN)

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News - Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus)

 

 

Loading
Papa reconhece milagre pela intercessão da Madre Clélia Merloni, em Ribeirão Preto

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 02-02-2018, Gaudium Press) O site oficial do Vaticano divulgou que o Papa Francisco reconheceu um milagre pela intercessão da madre Clélia Merloni, italiana, fundadora do Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus.

02-02-2018 Papa reconhece milagre pela intercessão da Madre Clélia Merloni, em Ribeirão Preto.jpg
A cura é atribuída a um médico que sofria de uma grave enfermidade, na cidade de Ribeirão Preto. O Dr. Pedro Ângelo de Oliveira era portador da síndrome de Landri-Guillain-Barré, doença que acaba por paralisar os músculos do corpo, levando à morte.

O Dr. Oliveira foi desenganado pelos médicos, especialmente numa época onde os recursos da medicina eram bem menores. Em 20 de março de 1951 uma irmã da Congregação chamada Adelinha Alvez Barbosa, de Ribeirão Preto, rezou à madre pedindo a cura do doente. Também, deu ao médico uma água com um fio de um tecido, do hábito que havia pertencido à religiosa italiana.

O Relato que consta no Processo de Beatificação afirma que após o paciente ter ingerido a água com dificuldade, ele parou salivar e recuperou a saúde. No dia seguinte já caminhava sozinho e veio a falecer 35 anos depois do milagre, no ano de 1986 acometido por outra doença: uma parada cardíaca.

O Cardeal Amato, da Congregação das Causas dos Santos, deu a notícia, após uma audiência com o Papa Francisco.Este decreto ajudará no processo de beatificação da madre Clélia, que foi aberto em 1988 pela Santa Sé.

Quem são as Apóstola do Sagrado Coração de Jesus?


O Instituto foi fundado na cidade de Viareggio (Lucca-Itália), em 1894 pela Serva de Deus Madre Clélia Merloni e canonicamente regido em Piacenza no ano de 1900, pelo bispo Dom João Baptista Scalabrini, aprovado pela Santa Sé, definitivamente, em 24 de março de 1931.

A fundadora nasceu em Forlí - Itália no dia 10 de março de 1861, filha de Joaquim Merloni e Teresa Brandinelli. A madre Clélia ficou órfã aos 3 anos de idade.

Em 1894, na cidade de Viareggio funda o Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus.
Seu desejo que a devoção ao Sagrado Coração de Jesus e ajuda aos mais necessitados fez com que suas filhas espirituais partissem a outros países. Hoje são 14 casas da fundação ao redor do mundo. (JHN)

(Da Redação Gaudium Press, com informações Vatican News - Instituto das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/92923-Papa-reconhece-milagre-pela-intercessao-da-Madre-Clelia-Merloni--em-Ribeirao-Preto. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Papa autorizou a promulgação dos decretos relativos às virtudes heroicas de 12 servos de Deus. ...
 
Os prelados recordaram que receber a aula de religião é um direito fundamental reconhecido pela Co ...
 
Mais de 2 mil pessoas, além de dezenas de sacerdotes, participaram do evento realizado no municípi ...
 
Com um chicote, Jesus expulsou todos do Templo: "Não façais da casa de meu Pai uma casa de com ...
 
A iniciativa pretende estimular os fiéis a vivenciarem um processo contínuo de preparação para a ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading