Loading
 
 
 
Loading
 
“As Escolas Católicas são instrumentos da Nova Evangelização”, afirma presidente de Associação nos EUA
Loading
 
5 de Fevereiro de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Estados Unidos - Washington (Segunda-feira, 05-02-2018, Gaudium Press) O Presidente da Associação Nacional de Educação Católica dos Estados Unidos, Dr. Tom Burnford, fez um balanço sobre a contribuição e identidade das escolas católicas por ocasião da Semana das Escolas Católicas 2018, observada pela Igreja em todo o país. As escolas católicas são para o especialista um instrumento de Nova Evangelização e possuem um grande valor para a sociedade, já que "formam a pessoa completa, com excelentes acadêmicos e com valores que provêm e estão enraizados em uma profunda Fé Católica".

As Escolas Católicas são instrumentos da Nova Evangelização?, afirma presidente de Associação nos EUA.jpg

"As Escolas Católicas são instrumentos da Nova Evangelização São comunidades de Fé evangelizadoras, que servem como testemunho não só aos pais que frequentam a escola, mas a toda a geografia da paróquia e dos bairros vizinhos", afirmou o Dr. Burnford em uma entrevista reproduzida pelo informativo 'Crux'. O presidente recordou sua própria experiência ao estudar em um colégio religioso de inspiração beneditina, onde monges e professores "testemunharam uma Fé Católica que me fez acreditar no que disseram quando falaram sobre seu catolicismo e sua Fé", enquanto que sua rigorosa exigência acadêmica "me levou a trabalhar duro e crescer".

O Dr. Burnford referiu-se aos desafios que para a educação católica representam uma maior presença de leigos nas escolas, que devem ser acompanhados e treinados na Fé de forma constante. Embora a presença de religiosos tenha diminuído ao longo dos anos, "é a mesma Fé que move aos professores hoje a ensinar em uma escola católica, e faz este trabalho de integrar o conhecimento na vida do estudante". Para atender às novas necessidades, "muitas Dioceses estão fazendo um ótimo trabalho em programas de formação na Fé, muitos colégios e universidades fazem um excelente trabalho para ajudar a formar professores e líderes que possam fazer este trabalho crítico de integrar a Fé e conhecimento na educação".

Para a Associação, ainda é uma prioridade abordar a questão do financiamento de escolas que impõe dificuldades a muitos centros educativos. "Segue sendo muito necessária a reparação da injustiça do monopólio das escolas públicas sobre os fundos fiscais que provêm de todos", indicou o Dr. Burnford. "As escolas católicas formam grandes cidadãos. Por exemplo, os graduados das escolas católicas votam mais que a população geral. Nossos acadêmicos são, em geral, melhores que os da educação pública. Temos taxas de graduação mais altas, de longe, e maiores taxas de êxito universitário. Os graduados das escolas católicas são cidadãos contribuintes que são treinados para o sucesso na vida e a contribuição e o serviço à sociedade".

O Diretor afirmou que, entre as prioridades para as escolas católicas nos Estados Unidos, se encontra uma maior acolhida de estudantes hispânicos e latinos, já que "esse é o futuro da Igreja", e a Associação trabalha para assegurar-se que haja escolas católicas disponíveis e acessíveis para todas as comunidades. "As escolas católicas têm um futuro brilhante nos Estados Unidos. Temos desafios e temos grandes sucessos", concluiu. "As escolas católicas funcionam na formação da pessoa íntegra e são um presente para o país devido à qualidade dos graduados, que então contribuem para a sociedade e a Igreja". (EPC)

Loading
“As Escolas Católicas são instrumentos da Nova Evangelização”, afirma presidente de Associação nos EUA

Estados Unidos - Washington (Segunda-feira, 05-02-2018, Gaudium Press) O Presidente da Associação Nacional de Educação Católica dos Estados Unidos, Dr. Tom Burnford, fez um balanço sobre a contribuição e identidade das escolas católicas por ocasião da Semana das Escolas Católicas 2018, observada pela Igreja em todo o país. As escolas católicas são para o especialista um instrumento de Nova Evangelização e possuem um grande valor para a sociedade, já que "formam a pessoa completa, com excelentes acadêmicos e com valores que provêm e estão enraizados em uma profunda Fé Católica".

As Escolas Católicas são instrumentos da Nova Evangelização?, afirma presidente de Associação nos EUA.jpg

"As Escolas Católicas são instrumentos da Nova Evangelização São comunidades de Fé evangelizadoras, que servem como testemunho não só aos pais que frequentam a escola, mas a toda a geografia da paróquia e dos bairros vizinhos", afirmou o Dr. Burnford em uma entrevista reproduzida pelo informativo 'Crux'. O presidente recordou sua própria experiência ao estudar em um colégio religioso de inspiração beneditina, onde monges e professores "testemunharam uma Fé Católica que me fez acreditar no que disseram quando falaram sobre seu catolicismo e sua Fé", enquanto que sua rigorosa exigência acadêmica "me levou a trabalhar duro e crescer".

O Dr. Burnford referiu-se aos desafios que para a educação católica representam uma maior presença de leigos nas escolas, que devem ser acompanhados e treinados na Fé de forma constante. Embora a presença de religiosos tenha diminuído ao longo dos anos, "é a mesma Fé que move aos professores hoje a ensinar em uma escola católica, e faz este trabalho de integrar o conhecimento na vida do estudante". Para atender às novas necessidades, "muitas Dioceses estão fazendo um ótimo trabalho em programas de formação na Fé, muitos colégios e universidades fazem um excelente trabalho para ajudar a formar professores e líderes que possam fazer este trabalho crítico de integrar a Fé e conhecimento na educação".

Para a Associação, ainda é uma prioridade abordar a questão do financiamento de escolas que impõe dificuldades a muitos centros educativos. "Segue sendo muito necessária a reparação da injustiça do monopólio das escolas públicas sobre os fundos fiscais que provêm de todos", indicou o Dr. Burnford. "As escolas católicas formam grandes cidadãos. Por exemplo, os graduados das escolas católicas votam mais que a população geral. Nossos acadêmicos são, em geral, melhores que os da educação pública. Temos taxas de graduação mais altas, de longe, e maiores taxas de êxito universitário. Os graduados das escolas católicas são cidadãos contribuintes que são treinados para o sucesso na vida e a contribuição e o serviço à sociedade".

O Diretor afirmou que, entre as prioridades para as escolas católicas nos Estados Unidos, se encontra uma maior acolhida de estudantes hispânicos e latinos, já que "esse é o futuro da Igreja", e a Associação trabalha para assegurar-se que haja escolas católicas disponíveis e acessíveis para todas as comunidades. "As escolas católicas têm um futuro brilhante nos Estados Unidos. Temos desafios e temos grandes sucessos", concluiu. "As escolas católicas funcionam na formação da pessoa íntegra e são um presente para o país devido à qualidade dos graduados, que então contribuem para a sociedade e a Igreja". (EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A pintora Carmen Parra, que disse que é importante preservar a arte sacra após os terremotos, pois ...
 
São números que demonstram o grande interesse na Jornada que se desenvolverá na Cidade do Panamá ...
 
Na conclusão dos Exercícios Espirituais de Ariccia, Papa Francisco agradece ao Pe. Tolentino. ...
 
"Esses vossos olhos misericordiosos a nós volvei". Veja como essa tocante súplica foi prontamente ...
 
Aprofundar o conhecimento de Fátima, descobrir sua Mensagem: fonte de espiritualidade para viver fe ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading