Loading
 
 
 
Loading
 
Educação católica "em estado de emergência", denunciam bispos da Bolívia
Loading
 
21 de Março de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Sucre - Bolívia (Quarta-feira,21-03-2018, Gaudium Press) Uma medida tomada pelo Ministério da Educação da Bolívia faz com que Os bispos bolivianos levantem a voz e dirijam-se com preocupação aos pais dos alunos das 1.523 instituições educativas católicas do país.

21.Educação católica 'em estado de emergência', denunciam bispos da Bolívia.jpg

A Medida tomada pelo Governo de Evo Morales retira da direção dos Institutos e das Universidades pertencentes à Igreja Católica a competência na escolha dos docentes de seus estabelecimentos de ensino.
Os docentes passariam a ser designados pelo Ministério, evidenciando uma flagrante violação da convenção Estado-Igreja sobre a cooperação no âmbito educacional.

Dirigindo-se aos pais dos alunos confiados à Igreja, os bispos advertem que "não podem garantir o ensino, uma educação cristã e uma formação integral de qualidade", devido a esta recente atitude tomada pelas autoridades do Ministério da Educação boliviano.

Ministério passa a dirigir escolas católicas

A medida do governo, de fato, retira da direção dos Institutos e das Universidades a competência na escolha dos docentes.
Doravante, os professores passariam a ser designados pelo governo, o que constitui uma violação explicita da convenção já estabelecida entre o Estado e a Igreja sobre a cooperação católica no âmbito educacional.

Segundo adverte Carmem Suárez, delegada da Comissão Educativa do Vicariato Apostólico de Pando, os Bispos da Bolívia, e com eles toda a Igreja boliviana, pensam em, até mesmo, adotar "uma medida de caráter demonstrativo, como o fechamento de todos os seus Institutos educacionais ou uma greve".

Ataque ao sistema educacional católico

Em declaração à Agência Fides, a professora Suárez afirmou estar convencida de que se trata de um ataque ao sistema educacional católico:
o governo "tem a intenção de eliminar o sistema de educação privada na Bolívia, e mira sobretudo o católico", que inclui a maior parte das Instituições educacionais privadas no país.

E relembra-se que chega a 1.523 o número das instituições educativas católicas do país.

Igreja pede revogação da medida

A carta que foi enviada aos pais dos milhares de alunos das diversas Instituições Católicas de ensino é assinada pelo arcebispo de Sucre e presidente da Comissão para a Educação da Conferência Episcopal, Dom Jesús Juárez Parraga.

O episcopado também enviou uma nota ao Ministro Roberto Aguiar em que declara a educação católica "em estado de emergência" e exige a revogação da medida de número 083/2018. (JSG)

 

Loading
Educação católica "em estado de emergência", denunciam bispos da Bolívia

Sucre - Bolívia (Quarta-feira,21-03-2018, Gaudium Press) Uma medida tomada pelo Ministério da Educação da Bolívia faz com que Os bispos bolivianos levantem a voz e dirijam-se com preocupação aos pais dos alunos das 1.523 instituições educativas católicas do país.

21.Educação católica 'em estado de emergência', denunciam bispos da Bolívia.jpg

A Medida tomada pelo Governo de Evo Morales retira da direção dos Institutos e das Universidades pertencentes à Igreja Católica a competência na escolha dos docentes de seus estabelecimentos de ensino.
Os docentes passariam a ser designados pelo Ministério, evidenciando uma flagrante violação da convenção Estado-Igreja sobre a cooperação no âmbito educacional.

Dirigindo-se aos pais dos alunos confiados à Igreja, os bispos advertem que "não podem garantir o ensino, uma educação cristã e uma formação integral de qualidade", devido a esta recente atitude tomada pelas autoridades do Ministério da Educação boliviano.

Ministério passa a dirigir escolas católicas

A medida do governo, de fato, retira da direção dos Institutos e das Universidades a competência na escolha dos docentes.
Doravante, os professores passariam a ser designados pelo governo, o que constitui uma violação explicita da convenção já estabelecida entre o Estado e a Igreja sobre a cooperação católica no âmbito educacional.

Segundo adverte Carmem Suárez, delegada da Comissão Educativa do Vicariato Apostólico de Pando, os Bispos da Bolívia, e com eles toda a Igreja boliviana, pensam em, até mesmo, adotar "uma medida de caráter demonstrativo, como o fechamento de todos os seus Institutos educacionais ou uma greve".

Ataque ao sistema educacional católico

Em declaração à Agência Fides, a professora Suárez afirmou estar convencida de que se trata de um ataque ao sistema educacional católico:
o governo "tem a intenção de eliminar o sistema de educação privada na Bolívia, e mira sobretudo o católico", que inclui a maior parte das Instituições educacionais privadas no país.

E relembra-se que chega a 1.523 o número das instituições educativas católicas do país.

Igreja pede revogação da medida

A carta que foi enviada aos pais dos milhares de alunos das diversas Instituições Católicas de ensino é assinada pelo arcebispo de Sucre e presidente da Comissão para a Educação da Conferência Episcopal, Dom Jesús Juárez Parraga.

O episcopado também enviou uma nota ao Ministro Roberto Aguiar em que declara a educação católica "em estado de emergência" e exige a revogação da medida de número 083/2018. (JSG)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/93924-Educacao-catolica--em-estado-de-emergencia---denunciam-bispos-da-Bolivia. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Instituto de Educação São Francisco acolheu um grupo que se reuniu para planejar ações direci ...
 
Esta é a quinta vez que a Rainha da Amazônia visita a cidade paulista. ...
 
Em 7 de julho o Santo Padre irá a Bari, Itália, para reflexionar sobre a situação do Oriente Mé ...
 
Estão sendo realizados vários eventos para encerrar os ‘Oito séculos da presença franciscana e ...
 
Mais de 15 mil peregrinos procedentes de diversas partes do mundo serão acolhidos em Nicarágua no ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading