Loading
 
 
 
Loading
 
Polícia instrui católicos do Paquistão para protegerem os templos durante a Semana Santa
Loading
 
22 de Março de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Paquistão - Lahore (Quinta-feira, 22-03-2018, Gaudium Press) A Catedral do Sagrado Coração de Jesus, em Lahore, Paquistão, implementará medidas extraordinárias para garantir a segurança durante as celebrações da Semana Santa por causa de graves ameaças contra os católicos locais. A polícia organizou encontros de formação para que cidadãos voluntários apoiem os trabalhos de segurança com o fim de evitar tragédias como a que ocorreu em 27 de março de 2016, quando um atentado causou um saldo de 78 mortos e 340 feridos em um dos parques mais importantes de Lahore, enquanto os cristãos celebravam a Ressurreição de Jesus.

Polícia instrui católicos do Paquistão para protegerem os templos durante a Semana Santa.jpg

"Não se autorizará a entrada de visitantes que não tenham documento de identidade nacional; todo paroquiano que levar uma pessoa não-cristã à Missa poderá ser processado; o uso de celulares e mídias estará completamente proibido no interior das instalações da igreja", comentou a AsiaNews William Arif Khan, encarregado da equipe de 25 voluntários para a segurança da Catedral. "Os voluntários que possuem armas devidamente registradas já estão participando das Missas armados".

Após o ataque suicida perpetrado no dia 14 de março e que causou 11 mortes na cidade de Raiwind, perto de Lahore, se realizou um encontro de representantes das 70 comunidades católicas de Islamabad com o Inspetor Geral da Polícia, Azam Taimoori. Os fiéis exigiram uma maior proteção e garantias para sua segurança durante as celebrações religiosas e se estabeleceu que se realizem operações, instalações de valas e inclusive o envio de franco-atiradores que atuariam para prevenir atentados em caso de emergência.

"Estamos atentos. Haverá pessoal de segurança, protejam-se a vocês e aos outros, sejam cordiais e colaborem com os agentes", aconselhou aos fiéis o catequista Sarfraz Victor em um anúncio público ao final da Missa Dominical da Catedral do Sagrado Coração. Embora as medidas possam parecer extremas para os fiéis no Ocidente, os fiéis locais ainda consideram insuficientes as ações para garantir sua segurança. Sobre a presença de voluntários armados em templos, Khan afirmou: "Aqueles que carecem de licença não podem fazer muito quando se trata de capturar um terrorista infiltrado. Por isso, pedimos à polícia que nos conceda permissão, a fim de proteger igrejas". (EPC)

Loading
Polícia instrui católicos do Paquistão para protegerem os templos durante a Semana Santa

Paquistão - Lahore (Quinta-feira, 22-03-2018, Gaudium Press) A Catedral do Sagrado Coração de Jesus, em Lahore, Paquistão, implementará medidas extraordinárias para garantir a segurança durante as celebrações da Semana Santa por causa de graves ameaças contra os católicos locais. A polícia organizou encontros de formação para que cidadãos voluntários apoiem os trabalhos de segurança com o fim de evitar tragédias como a que ocorreu em 27 de março de 2016, quando um atentado causou um saldo de 78 mortos e 340 feridos em um dos parques mais importantes de Lahore, enquanto os cristãos celebravam a Ressurreição de Jesus.

Polícia instrui católicos do Paquistão para protegerem os templos durante a Semana Santa.jpg

"Não se autorizará a entrada de visitantes que não tenham documento de identidade nacional; todo paroquiano que levar uma pessoa não-cristã à Missa poderá ser processado; o uso de celulares e mídias estará completamente proibido no interior das instalações da igreja", comentou a AsiaNews William Arif Khan, encarregado da equipe de 25 voluntários para a segurança da Catedral. "Os voluntários que possuem armas devidamente registradas já estão participando das Missas armados".

Após o ataque suicida perpetrado no dia 14 de março e que causou 11 mortes na cidade de Raiwind, perto de Lahore, se realizou um encontro de representantes das 70 comunidades católicas de Islamabad com o Inspetor Geral da Polícia, Azam Taimoori. Os fiéis exigiram uma maior proteção e garantias para sua segurança durante as celebrações religiosas e se estabeleceu que se realizem operações, instalações de valas e inclusive o envio de franco-atiradores que atuariam para prevenir atentados em caso de emergência.

"Estamos atentos. Haverá pessoal de segurança, protejam-se a vocês e aos outros, sejam cordiais e colaborem com os agentes", aconselhou aos fiéis o catequista Sarfraz Victor em um anúncio público ao final da Missa Dominical da Catedral do Sagrado Coração. Embora as medidas possam parecer extremas para os fiéis no Ocidente, os fiéis locais ainda consideram insuficientes as ações para garantir sua segurança. Sobre a presença de voluntários armados em templos, Khan afirmou: "Aqueles que carecem de licença não podem fazer muito quando se trata de capturar um terrorista infiltrado. Por isso, pedimos à polícia que nos conceda permissão, a fim de proteger igrejas". (EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

“Caminhemos em família com Maria”, este é o lema com o qual milhares de uruguaios peregrinam a ...
 
“Aqueles [exorcismos] que nós vemos nos filmes são casos extremos, os quais são muito raros”, ...
 
Santuário de Fátima de olhos postos na Ásia: Ela é o eixo para onde o mundo cristão caminha, di ...
 
A plataforma faz uma seleção dos melhores artigos de diversos meios que podem interessar as mulher ...
 
“Acreditamos que o sino tem um papel muito importante na história. Não faz muito tempo que seu s ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading