Loading
 
 
 
Loading
 
Banco de Alimentos de Arquidiocese da Colômbia beneficiou mais de 300 mil pessoas em 2017
Loading
 
22 de Março de 2018 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Colômbia - Bogotá (Quinta-feira, 22-03-2018, Gaudium Press) O trabalho realizado em 2017 pelo Banco de Alimentos da Arquidiocese de Bogotá, Colômbia, beneficiou mais de 313 mil pessoas. O dado foi divulgado na última terça-feira, 20 de março, durante a Reunião da Assembleia Geral Ordinária da Fundação arquidiocesana de diferentes empresas, dioceses, vicariatos da Junta Diretiva da instituição.

Banco de Alimentos de Arquidiocese da Colômbia beneficiou mais de 300 mil pessoas em 2017.jpg

"Acabamos de terminar a assembleia anual do Banco Arquidiocesano de alimentos de Bogotá. O relatório foi realmente encorajador. O Banco está atingindo mais de 300 mil pessoas, as mais necessitadas, as mais pobres da cidade-região. Porque não é somente Bogotá, mas também em vários municípios vizinhos", comentou o Cardeal Ruben Salazar Gomez, Arcebispo de Bogotá, Primaz da Colômbia e Presidente da Assembleia de Fundadores do Banco de Alimentos, em uma entrevista com a área de comunicação da instituição arquidiocesana.

O purpurado destacou o trabalho realizado por mais de 15 anos pelo Banco, contando com o apoio de diversas instituições, entre elas empresas privadas e também educacionais: "É um trabalho intenso e bem programado, com o apoio de muitas instituições, com o apoio de tantas pessoas, que se preocupam com as pessoas mais pobres". Em seguida, acrescentou: "Assim estamos cumprindo o que o Papa Francisco nos exige de ser extremamente sensíveis às necessidades dos pobres, de ir sobretudo aos marginalizados que não têm chance de seguir adiante".

Assinalou que atualmente se está trabalhando duro, "para que o trabalho do Banco de Alimentos se fortaleça, se robusteça e em breve possamos ter tudo o que necessitamos para poder alcançar uma população mais ampla, ao maior número possível de pessoas". "Você também pode ajudar!", convidou o purpurado.

A esse respeito se referiu o Padre Daniel Saldarriaga Molina, Diretor Executivo do Banco de Alimentos de Bogotá, que disse que o desafio do Banco de Alimentos de Bogotá para 2018 será "aproximar-se mais da meta de beneficiar a meio milhão de pessoas, fortalecendo as alianças com seus doadores, a academia, as organizações sociais e divulgar sua gestão em diferentes cenários, com o fim de encontrar mais empresas e universidades, instituições e amigos que se unam para lutar juntos contra a fome", que é o lema da organização arquidiocesana.

Durante a Assembleia, foi dado a conhecer o Relatório de Gestão segundo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), proposto pelas Nações Unidas. Ali foi demonstrado que nos 17 anos em que o Banco Arquidiocesano de Alimentos está operando, se conseguiu 158.775 toneladas de produtos entre alimentos e bens de consumo para a população vulnerável de Bogotá e municípios próximos à capital.

Além disso, em 2017 se beneficiaram a 70.232 crianças, 25.373 jovens, 25.701 adultos, 9.129 idosos e 45.715 famílias, que com a gestão diária da Fundação, contaram diariamente com alimento digno, saudável, melhorando assim sua qualidade de vida. (EPC)

Loading
Banco de Alimentos de Arquidiocese da Colômbia beneficiou mais de 300 mil pessoas em 2017

Colômbia - Bogotá (Quinta-feira, 22-03-2018, Gaudium Press) O trabalho realizado em 2017 pelo Banco de Alimentos da Arquidiocese de Bogotá, Colômbia, beneficiou mais de 313 mil pessoas. O dado foi divulgado na última terça-feira, 20 de março, durante a Reunião da Assembleia Geral Ordinária da Fundação arquidiocesana de diferentes empresas, dioceses, vicariatos da Junta Diretiva da instituição.

Banco de Alimentos de Arquidiocese da Colômbia beneficiou mais de 300 mil pessoas em 2017.jpg

"Acabamos de terminar a assembleia anual do Banco Arquidiocesano de alimentos de Bogotá. O relatório foi realmente encorajador. O Banco está atingindo mais de 300 mil pessoas, as mais necessitadas, as mais pobres da cidade-região. Porque não é somente Bogotá, mas também em vários municípios vizinhos", comentou o Cardeal Ruben Salazar Gomez, Arcebispo de Bogotá, Primaz da Colômbia e Presidente da Assembleia de Fundadores do Banco de Alimentos, em uma entrevista com a área de comunicação da instituição arquidiocesana.

O purpurado destacou o trabalho realizado por mais de 15 anos pelo Banco, contando com o apoio de diversas instituições, entre elas empresas privadas e também educacionais: "É um trabalho intenso e bem programado, com o apoio de muitas instituições, com o apoio de tantas pessoas, que se preocupam com as pessoas mais pobres". Em seguida, acrescentou: "Assim estamos cumprindo o que o Papa Francisco nos exige de ser extremamente sensíveis às necessidades dos pobres, de ir sobretudo aos marginalizados que não têm chance de seguir adiante".

Assinalou que atualmente se está trabalhando duro, "para que o trabalho do Banco de Alimentos se fortaleça, se robusteça e em breve possamos ter tudo o que necessitamos para poder alcançar uma população mais ampla, ao maior número possível de pessoas". "Você também pode ajudar!", convidou o purpurado.

A esse respeito se referiu o Padre Daniel Saldarriaga Molina, Diretor Executivo do Banco de Alimentos de Bogotá, que disse que o desafio do Banco de Alimentos de Bogotá para 2018 será "aproximar-se mais da meta de beneficiar a meio milhão de pessoas, fortalecendo as alianças com seus doadores, a academia, as organizações sociais e divulgar sua gestão em diferentes cenários, com o fim de encontrar mais empresas e universidades, instituições e amigos que se unam para lutar juntos contra a fome", que é o lema da organização arquidiocesana.

Durante a Assembleia, foi dado a conhecer o Relatório de Gestão segundo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), proposto pelas Nações Unidas. Ali foi demonstrado que nos 17 anos em que o Banco Arquidiocesano de Alimentos está operando, se conseguiu 158.775 toneladas de produtos entre alimentos e bens de consumo para a população vulnerável de Bogotá e municípios próximos à capital.

Além disso, em 2017 se beneficiaram a 70.232 crianças, 25.373 jovens, 25.701 adultos, 9.129 idosos e 45.715 famílias, que com a gestão diária da Fundação, contaram diariamente com alimento digno, saudável, melhorando assim sua qualidade de vida. (EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

“Caminhemos em família com Maria”, este é o lema com o qual milhares de uruguaios peregrinam a ...
 
“Aqueles [exorcismos] que nós vemos nos filmes são casos extremos, os quais são muito raros”, ...
 
Santuário de Fátima de olhos postos na Ásia: Ela é o eixo para onde o mundo cristão caminha, di ...
 
A plataforma faz uma seleção dos melhores artigos de diversos meios que podem interessar as mulher ...
 
“Acreditamos que o sino tem um papel muito importante na história. Não faz muito tempo que seu s ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading