Loading
 
 
 
Loading
 
Vaticano distribui mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial do Enfermo
Loading
 
8 de Janeiro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 08-01-2019, Gaudium Press) Na nota de imprensa distribuída hoje pela Sala de Imprensa da Santa Sé, o Papa Francisco expressa em sua Mensagem para o Dia Mundial do Enfermo que os cuidados de saúde exigem "profissionalismo e ternura" e pede às instituições de saúde católicas para "salvaguardar mais o cuidado da pessoa que o lucro".

Vaticano distribui mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial do Doente.jpg

Gratuidade, Caridade, Amor a Deus

"A dimensão da gratuidade deveria animar sobretudo as estruturas de saúde católicas, porque é a lógica evangélica que qualifica a sua ação, quer nas zonas mais desenvolvidas quer nas mais carentes do mundo",

Francisco afirma em sua Mensagem que as "estruturas católicas são chamadas a expressar o sentido do dom, da gratuidade e da solidariedade, como resposta à lógica do lucro a todo o custo, do dar para receber, da exploração que não respeita as pessoas".

"As instituições de saúde católicas não deveriam cair no estilo empresarial, mas salvaguardar mais o cuidado da pessoa que o lucro", diz o Papa.

Profissionalismo, Ternura, Descarte, Ajuda Alheia

Francisco recorda que "a saúde é relacional", afirma o valor da "interação com os outros" e da "confiança, amizade e solidariedade" e diz que o "cuidado dos doentes precisa de profissionalismo e ternura, de gestos gratuitos, imediatos e simples".

"Contra a cultura do descarte e da indiferença, cumpre-me afirmar que se há de colocar o dom como paradigma capaz de desafiar o individualismo e a fragmentação social dos nossos dias, para promover novos vínculos e várias formas de cooperação humana", diz um trecho da Mensagem.

Todas as pessoas precisam de cuidados de saúde, disse Francisco, e também que ninguém consegue "ver-se livre da necessidade e da ajuda alheia", e convida todos a "permanecer humildes e a praticar com coragem a solidariedade, como virtude indispensável à existência".

"Não devemos ter medo de nos reconhecermos necessitados e incapazes de nos darmos tudo aquilo de que teríamos necessidade, porque não conseguimos, sozinhos e apenas com as nossas forças, vencer todos os limites" lembra o Papa.

XXVII Dia Mundial do Enfermo, Madre Teresa de Calcutá

Referindo-se ao XXVII Dia Mundial do Enfermo que será celebrado de modo solene em Calcutá, na Índia, no dia 11 de fevereiro, Francisco disse que ele o faz lembrar "com alegria e admiração" de Santa Madre Teresa de Calcutá, que, segundo ele, tornou-se "um modelo de caridade que tornou visível o amor de Deus pelos pobres e os doentes".

A frase do Evangelho de São Mateus "Recebestes de graça, dai de graça" é o tema para a Mensagem do Papa para o Dia Mundial do Enfermo, onde Francisco valoriza o papel dos voluntários nos diferentes ambientes dos cuidados de saúde.

Para o Pontífice, "O voluntário é um amigo desinteressado, a quem se pode confidenciar pensamentos e emoções; através da escuta, ele cria as condições para que o doente deixe de ser objeto passivo de cuidados para se tornar sujeito ativo e protagonista duma relação de reciprocidade, capaz de recuperar a esperança, mais disposto a aceitar as terapias". (JSG)

 

 

Loading
Vaticano distribui mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial do Enfermo

Cidade do Vaticano (Terça-feira, 08-01-2019, Gaudium Press) Na nota de imprensa distribuída hoje pela Sala de Imprensa da Santa Sé, o Papa Francisco expressa em sua Mensagem para o Dia Mundial do Enfermo que os cuidados de saúde exigem "profissionalismo e ternura" e pede às instituições de saúde católicas para "salvaguardar mais o cuidado da pessoa que o lucro".

Vaticano distribui mensagem do Papa Francisco para o Dia Mundial do Doente.jpg

Gratuidade, Caridade, Amor a Deus

"A dimensão da gratuidade deveria animar sobretudo as estruturas de saúde católicas, porque é a lógica evangélica que qualifica a sua ação, quer nas zonas mais desenvolvidas quer nas mais carentes do mundo",

Francisco afirma em sua Mensagem que as "estruturas católicas são chamadas a expressar o sentido do dom, da gratuidade e da solidariedade, como resposta à lógica do lucro a todo o custo, do dar para receber, da exploração que não respeita as pessoas".

"As instituições de saúde católicas não deveriam cair no estilo empresarial, mas salvaguardar mais o cuidado da pessoa que o lucro", diz o Papa.

Profissionalismo, Ternura, Descarte, Ajuda Alheia

Francisco recorda que "a saúde é relacional", afirma o valor da "interação com os outros" e da "confiança, amizade e solidariedade" e diz que o "cuidado dos doentes precisa de profissionalismo e ternura, de gestos gratuitos, imediatos e simples".

"Contra a cultura do descarte e da indiferença, cumpre-me afirmar que se há de colocar o dom como paradigma capaz de desafiar o individualismo e a fragmentação social dos nossos dias, para promover novos vínculos e várias formas de cooperação humana", diz um trecho da Mensagem.

Todas as pessoas precisam de cuidados de saúde, disse Francisco, e também que ninguém consegue "ver-se livre da necessidade e da ajuda alheia", e convida todos a "permanecer humildes e a praticar com coragem a solidariedade, como virtude indispensável à existência".

"Não devemos ter medo de nos reconhecermos necessitados e incapazes de nos darmos tudo aquilo de que teríamos necessidade, porque não conseguimos, sozinhos e apenas com as nossas forças, vencer todos os limites" lembra o Papa.

XXVII Dia Mundial do Enfermo, Madre Teresa de Calcutá

Referindo-se ao XXVII Dia Mundial do Enfermo que será celebrado de modo solene em Calcutá, na Índia, no dia 11 de fevereiro, Francisco disse que ele o faz lembrar "com alegria e admiração" de Santa Madre Teresa de Calcutá, que, segundo ele, tornou-se "um modelo de caridade que tornou visível o amor de Deus pelos pobres e os doentes".

A frase do Evangelho de São Mateus "Recebestes de graça, dai de graça" é o tema para a Mensagem do Papa para o Dia Mundial do Enfermo, onde Francisco valoriza o papel dos voluntários nos diferentes ambientes dos cuidados de saúde.

Para o Pontífice, "O voluntário é um amigo desinteressado, a quem se pode confidenciar pensamentos e emoções; através da escuta, ele cria as condições para que o doente deixe de ser objeto passivo de cuidados para se tornar sujeito ativo e protagonista duma relação de reciprocidade, capaz de recuperar a esperança, mais disposto a aceitar as terapias". (JSG)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/100375--Vaticano-distribui-mensagem-do-Papa-Francisco-para-o-Dia-Mundial-do-Enfermo. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

...
 
A exposição consiste em 20 painéis nos quais se explica o que é a Bíblia, como está composta, ...
 
As criaturas são como espelhos através dos quais Deus Nosso Senhor nos mostra Sua Face. ...
 
O Observatório Astronômico do Vaticano é considerado um dos institutos de pesquisa científica ma ...
 
O ataque deixou dezenas de mortos e foi reivindicado pelo grupo extremista islâmico Al-Shabab. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading