Loading
 
 
 
Loading
 
Bispo explica como a comunicação ajuda no crescimento do Terço dos Homens
Loading
 
10 de Janeiro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Divinópolis - Minas Gerais (Quinta-feira, 10-01-2019, Gaudium Press) Constituída por 54 paróquias, espalhadas em 25 municípios da região Centro-Oeste de Minas Gerais, a Diocese de Divinópolis tem se destacado pelo crescimento gradativo da devoção mariana por parte dos fiéis. Fato este que pode ser explicado pela existência dos grupos dos Filhos de Maria, que rezam o terço dos homens toda semana.

Bispo explica como a comunicação ajuda no crescimento do Terço dos Homens

Os encontros costumam ocorrer em diversos municípios e na sede do bispado, chegando a reunir um número extenso de homens dispostos a pedir bênçãos e agradecer as graças alcançadas por intercessão de Nossa Senhora, conforme testemunhos concedidos por aqueles que foram agraciados.

Acerca deste assunto, o bispo da Diocese de Divinópolis, Dom José Carlos de Souza Campos, afirmou que o avanço destes grupos marianos foi tratado pelo episcopado, a partir do depoimento do Referencial da CNBB para o Terço dos Homens e Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira.

"A gente percebe que esse é um dado novo e interessante neste tempo da Igreja no Brasil, de modo geral. As notícias que a gente tem, e inclusive, na última assembleia se falou disso, o Dom Gil, Arcebispo de juiz de Fora, que é o responsável nacional pelos homens do terço, fez uma leitura, um diagnóstico panorâmico e acenando para isso. Primeiro, pelo aumento cada vez maior desta iniciativa. Depois, pelos frutos dela", disse Dom José Carlos.

Para o prelado, o Terço dos Homens tem sido o lugar de fomentar a pertença à Igreja Católica, sobretudo da parte dos elementos masculinos. "Isso é um dado importante, apesar de estarmos aqui em um nível devocional. E isso é muito próprio da nossa região mineira. Se a gente for pegar a Semana Santa, as grandes festas ao redor do Bom Jesus ou as grandes festas dos santos mais populares, a gente percebe que Minas Gerais é um celeiro abundante de devoções", classificou. "E essa aqui, dos homens do terço, é uma a mais, tem o seu valor, que pode ser, como Dom Gil dizia, incrementada, melhorada, burilada, afim de que esses homens do terço se insiram cada vez mais como homens da Igreja e da comunidade", acrescentou.

Bispo explica como a comunicação ajuda no crescimento do Terço dos Homens

O segundo sinal ligado a essa devoção, prosseguiu o bispo de Divinópolis, é o fato das conversões, no sentido de que os homens, na experiência da fé, conseguem encontrar motivação para fazerem mudanças, e algumas delas significativas. "Há conversões ligadas ao vício, ligadas a uma frieza espiritual, conflitos familiares e domésticos que foram enfrentados a partir da experiência da fé. Há notícias de que muitos deles viveram ou estão vivendo essa experiência da conversão naquilo que eles julgavam ser incapazes de realizar sozinhos. E a experiência da fé e da devoção mariana os tem ajudado a fazer esse movimento de mudança".

Outro elemento importante para o crescimento do Terço dos Homens é a força unificadora do movimento. "A gente percebe que em muitos lugares há tarefas nas comunidades destinadas aos homens do terço. Esse grupo já se tornou um grupo de trabalho, de missão, de serviço. Há muitas tarefas que, na festa paroquial ou no dinamismo da paróquia, estão destinadas a este grupo. De fato, há ganhos humanos, espirituais, comunitários. Temos que admitir que estamos diante de uma experiência que tem o seu valor neste tempo da Igreja", completou.

Dom José Carlos também garantiu ser convicto de que a divulgação e o apoio dos meios de comunicação têm tido um papel determinante no processo de crescimento dos grupos dos homens de rezam, através das rádios, televisão, jornais impressos, portais na internet, redes sociais e, principalmente, pelos aparelhos móveis, como os smartphones.

"Hoje, para a matéria religiosa, para o conteúdo religioso, é fundamental a ‘propaganda', o anúncio, o mostrar, e aqui entram os meios de comunicação. Hoje, mais do que nunca, vivemos em que, digamos, o ouvido funciona grandemente e os olhos funcionam grandemente. Então, é a cultura do audiovisual", comentou.

O prelado endossa ainda mais suas observações com exemplos extraídos do nosso cotidiano. "Na rua, você está vendo que o pessoal está com o telefone celular, com o smartphone, com o fone no ouvido. Hoje, a cultura da imagem, inclusive, pela via do celular, está em alta". Então, continuou, "há de se constatar que os meios de comunicação tem um poder grande de convencimento, que vem pela divulgação".

Na mesma resposta, Dom José Carlos faz a seguinte pergunta: "por que se esparramou grandemente a questão dos homens do terço e outros segmentos da Igreja?". A resposta, na opinião do religioso, deve-se ao trabalho que vem sendo feito pelas mídias religiosas. "Às vezes é uma comunidade pequenininha perdida na Amazônia ou no nordeste, e pela via da internet, do rádio ou da TV, soube disso e quis fazer lá um pequeno grupo de homens. É uma iniciativa que eles perceberam ser possível e viável depois de terem ouvido ou visto alguma coisa disso", analisou.

Bispo explica como a comunicação ajuda no crescimento do Terço dos Homens

Pelos meios digitais, o bispo assegura existir um grande poder de convencimento e divulgação, "de mostrar como se faz, como se reza o terço", pois "essa cultura de audiovisual hoje está universalizada, e praticamente é móvel". "Há uma grandeza que se deve de fato conhecer, que é influência positiva dos meios de comunicação, que mostram, revelam, ensinam e dizem como fazer. Isso é louvável", reforçou. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações da Diocese de Divinópolis

Loading
Bispo explica como a comunicação ajuda no crescimento do Terço dos Homens

Divinópolis - Minas Gerais (Quinta-feira, 10-01-2019, Gaudium Press) Constituída por 54 paróquias, espalhadas em 25 municípios da região Centro-Oeste de Minas Gerais, a Diocese de Divinópolis tem se destacado pelo crescimento gradativo da devoção mariana por parte dos fiéis. Fato este que pode ser explicado pela existência dos grupos dos Filhos de Maria, que rezam o terço dos homens toda semana.

Bispo explica como a comunicação ajuda no crescimento do Terço dos Homens

Os encontros costumam ocorrer em diversos municípios e na sede do bispado, chegando a reunir um número extenso de homens dispostos a pedir bênçãos e agradecer as graças alcançadas por intercessão de Nossa Senhora, conforme testemunhos concedidos por aqueles que foram agraciados.

Acerca deste assunto, o bispo da Diocese de Divinópolis, Dom José Carlos de Souza Campos, afirmou que o avanço destes grupos marianos foi tratado pelo episcopado, a partir do depoimento do Referencial da CNBB para o Terço dos Homens e Arcebispo Metropolitano de Juiz de Fora, Dom Gil Antônio Moreira.

"A gente percebe que esse é um dado novo e interessante neste tempo da Igreja no Brasil, de modo geral. As notícias que a gente tem, e inclusive, na última assembleia se falou disso, o Dom Gil, Arcebispo de juiz de Fora, que é o responsável nacional pelos homens do terço, fez uma leitura, um diagnóstico panorâmico e acenando para isso. Primeiro, pelo aumento cada vez maior desta iniciativa. Depois, pelos frutos dela", disse Dom José Carlos.

Para o prelado, o Terço dos Homens tem sido o lugar de fomentar a pertença à Igreja Católica, sobretudo da parte dos elementos masculinos. "Isso é um dado importante, apesar de estarmos aqui em um nível devocional. E isso é muito próprio da nossa região mineira. Se a gente for pegar a Semana Santa, as grandes festas ao redor do Bom Jesus ou as grandes festas dos santos mais populares, a gente percebe que Minas Gerais é um celeiro abundante de devoções", classificou. "E essa aqui, dos homens do terço, é uma a mais, tem o seu valor, que pode ser, como Dom Gil dizia, incrementada, melhorada, burilada, afim de que esses homens do terço se insiram cada vez mais como homens da Igreja e da comunidade", acrescentou.

Bispo explica como a comunicação ajuda no crescimento do Terço dos Homens

O segundo sinal ligado a essa devoção, prosseguiu o bispo de Divinópolis, é o fato das conversões, no sentido de que os homens, na experiência da fé, conseguem encontrar motivação para fazerem mudanças, e algumas delas significativas. "Há conversões ligadas ao vício, ligadas a uma frieza espiritual, conflitos familiares e domésticos que foram enfrentados a partir da experiência da fé. Há notícias de que muitos deles viveram ou estão vivendo essa experiência da conversão naquilo que eles julgavam ser incapazes de realizar sozinhos. E a experiência da fé e da devoção mariana os tem ajudado a fazer esse movimento de mudança".

Outro elemento importante para o crescimento do Terço dos Homens é a força unificadora do movimento. "A gente percebe que em muitos lugares há tarefas nas comunidades destinadas aos homens do terço. Esse grupo já se tornou um grupo de trabalho, de missão, de serviço. Há muitas tarefas que, na festa paroquial ou no dinamismo da paróquia, estão destinadas a este grupo. De fato, há ganhos humanos, espirituais, comunitários. Temos que admitir que estamos diante de uma experiência que tem o seu valor neste tempo da Igreja", completou.

Dom José Carlos também garantiu ser convicto de que a divulgação e o apoio dos meios de comunicação têm tido um papel determinante no processo de crescimento dos grupos dos homens de rezam, através das rádios, televisão, jornais impressos, portais na internet, redes sociais e, principalmente, pelos aparelhos móveis, como os smartphones.

"Hoje, para a matéria religiosa, para o conteúdo religioso, é fundamental a ‘propaganda', o anúncio, o mostrar, e aqui entram os meios de comunicação. Hoje, mais do que nunca, vivemos em que, digamos, o ouvido funciona grandemente e os olhos funcionam grandemente. Então, é a cultura do audiovisual", comentou.

O prelado endossa ainda mais suas observações com exemplos extraídos do nosso cotidiano. "Na rua, você está vendo que o pessoal está com o telefone celular, com o smartphone, com o fone no ouvido. Hoje, a cultura da imagem, inclusive, pela via do celular, está em alta". Então, continuou, "há de se constatar que os meios de comunicação tem um poder grande de convencimento, que vem pela divulgação".

Na mesma resposta, Dom José Carlos faz a seguinte pergunta: "por que se esparramou grandemente a questão dos homens do terço e outros segmentos da Igreja?". A resposta, na opinião do religioso, deve-se ao trabalho que vem sendo feito pelas mídias religiosas. "Às vezes é uma comunidade pequenininha perdida na Amazônia ou no nordeste, e pela via da internet, do rádio ou da TV, soube disso e quis fazer lá um pequeno grupo de homens. É uma iniciativa que eles perceberam ser possível e viável depois de terem ouvido ou visto alguma coisa disso", analisou.

Bispo explica como a comunicação ajuda no crescimento do Terço dos Homens

Pelos meios digitais, o bispo assegura existir um grande poder de convencimento e divulgação, "de mostrar como se faz, como se reza o terço", pois "essa cultura de audiovisual hoje está universalizada, e praticamente é móvel". "Há uma grandeza que se deve de fato conhecer, que é influência positiva dos meios de comunicação, que mostram, revelam, ensinam e dizem como fazer. Isso é louvável", reforçou. (LMI)

Da redação Gaudium Press, com informações da Diocese de Divinópolis

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/100440-Bispo-explica-como-a-comunicacao-ajuda-no-crescimento-do-Terco-dos-Homens-. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Na manhã desta sexta-feira, 22, o reitor do Oratório de São José em Montreal (Canadá), Padre Cl ...
 
As Irmãs Discípulas do Cordeiro, além de seu carisma e espiritualidade característica, tem ainda ...
 
O presente foi entregue pelo missionário redentorista Padre Valdivino Guimarães, durante uma audi ...
 
A visita, que ocorrerá entre os dias 30 de maio à 03 de junho de 2019, atende a um pedido do Patri ...
 
Suportando pequenos padecimentos do relacionamento humano, colaboramos com a obra da Redenção. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading