Loading
 
 
 
Loading
 
Vítimas do tráfico de pessoas estão nas Intenções de oração do Papa
Loading
 
7 de Fevereiro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 07-02-2019, Gaudium Press) Neste mês de fevereiro o Papa Francisco convida a rezar pelas vítimas do tráfico de pessoas:

Vítimas do tráfico de pessoas estão nas Intenções de oração do Papa.jpg

"Mesmo que tentemos ignorá-la, a escravidão não é algo de outros tempos. Perante esta trágica realidade, não podemos lavar as mãos se não quisermos ser, de certa forma, cúmplices destes crimes contra a humanidade", justificou Francisco no vídeo que grava mensalmente para a Rede Mundial de Oração do Papa.

"Não podemos ignorar que hoje há escravidão no mundo, tanto ou talvez mais do que antes.
Rezemos pelo acolhimento generoso das vítimas do tráfico de pessoas, da prostituição forçada e da violência", disse ainda o Pontífice em vídeo gravado para o mês de fevereiro.

Para Francisco, estes escravos nós os vemos diariamente nos noticiários e na imprensa. Nós os chamamos de migrantes econômicos, refugiados, clandestinos, deslocados, menores abandonados, caravanas, ou de outra forma, esquecendo muitas vezes que são pessoas.
Estes novos escravos são milhões, -afirma o Papa- obrigados a fugir diariamente de suas terras, devido à guerra, fome, perseguições políticas, religiosas ou situações de pobreza extrema, enfrentando abusos de todo tipo.
Em suas palavras, Francisco ainda afirma que aquilo que não vemos são as organizações criminosas que lucram com isso, escravizando homens, mulheres e crianças, no trabalho ou sexualmente, para o comércio de órgãos, para fazê-los mendigar ou entrar na delinquência. (JSG)

 

Loading
Vítimas do tráfico de pessoas estão nas Intenções de oração do Papa

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 07-02-2019, Gaudium Press) Neste mês de fevereiro o Papa Francisco convida a rezar pelas vítimas do tráfico de pessoas:

Vítimas do tráfico de pessoas estão nas Intenções de oração do Papa.jpg

"Mesmo que tentemos ignorá-la, a escravidão não é algo de outros tempos. Perante esta trágica realidade, não podemos lavar as mãos se não quisermos ser, de certa forma, cúmplices destes crimes contra a humanidade", justificou Francisco no vídeo que grava mensalmente para a Rede Mundial de Oração do Papa.

"Não podemos ignorar que hoje há escravidão no mundo, tanto ou talvez mais do que antes.
Rezemos pelo acolhimento generoso das vítimas do tráfico de pessoas, da prostituição forçada e da violência", disse ainda o Pontífice em vídeo gravado para o mês de fevereiro.

Para Francisco, estes escravos nós os vemos diariamente nos noticiários e na imprensa. Nós os chamamos de migrantes econômicos, refugiados, clandestinos, deslocados, menores abandonados, caravanas, ou de outra forma, esquecendo muitas vezes que são pessoas.
Estes novos escravos são milhões, -afirma o Papa- obrigados a fugir diariamente de suas terras, devido à guerra, fome, perseguições políticas, religiosas ou situações de pobreza extrema, enfrentando abusos de todo tipo.
Em suas palavras, Francisco ainda afirma que aquilo que não vemos são as organizações criminosas que lucram com isso, escravizando homens, mulheres e crianças, no trabalho ou sexualmente, para o comércio de órgãos, para fazê-los mendigar ou entrar na delinquência. (JSG)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/101162-Vitimas-do-trafico-de-pessoas-estao-nas-Intencoes-de-oracao-do-Papa. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Um incêndio, de causas desconhecidas, destruiu parte da Matriz de Monte Santo, no interior do sert ...
 
Na província montanhosa de Yen Bai, nas Filipinas, após 100 anos foi celebrada a primeira Missa do ...
 
Não somos distribuidores de azeite em garrafa. Somos ungidos para ungir, distribuindo-nos a nós me ...
 
O suspeito estava com quatro galões de gasolina, duas latas de fluído de isqueiro e dois isqueiros ...
 
Esbofeteamos Jesus, como o fizeram seus cruéis algozes: o pecado é, em certa medida, uma participa ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading