Loading
 
 
 
Loading
 
Papa: "'Pai Nosso' não é uma oração individualista"
Loading
 
13 de Fevereiro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 13-02-2019, Gaudium Press) Na Audiência Geral desta quarta-feira (13/02), realizada na Sala Paulo VI, o Papa Francisco propôs uma explicação de como rezar melhor a oração que Jesus nos ensinou: o ‘Pai Nosso'.

Papa- 'Pai Nosso' não é uma oração individualista.jpg

Silêncio e Introspecção

O Papa Francisco disse aos 7 mil fiéis que o ouviam: "A verdadeira oração se realiza no segredo na consciência, no fundo do coração: com Deus é impossível fingir, é como o olhar de duas pessoas, o homem e Deus, quando se cruzam". 

Mas apesar disso, afirma Francisco, Jesus não nos ensina uma oração intimista ou individualista. Não deixamos o mundo fora da porta do nosso quarto... levamos as pessoas e situações em nosso coração!

Falta uma palavra no Pai Nosso

"Na oração do Pai Nosso, há uma palavra que brilha pela sua ausência: uma palavra que em nossos tempos - como talvez sempre - todos consideram importante: a palavra ‘eu' ", disse Francisco.

O Papa explicou que no Pai Nosso, primeiramente, nos dirigimos a Deus como a Alguém que nos ama e escuta: seja santificado o vosso nome, venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade.

Depois, prossegue o Pontífice, lhe apresentamos uma série de petições: dai-nos hoje o nosso pão cotidiano, perdoai as nossas ofensas, não nos deixeis cair em tentação, livrai-nos do mal.

E nós as fazemos na primeira pessoa do plural -"nós"- ou seja, rezamos como uma comunidade de irmãos e irmãs:

Para Francisco, "Até as necessidades mais elementares do homem - como ter alimento para saciar sua fome - são todas feitas no plural. Na oração cristã, ninguém pede o pão para si, mas o suplica para todos os pobres do mundo".

Compaixão

O Papa disse que, na oração, o cristão leva todas as dificuldades e sofrimentos de quem está ao seu lado, tanto dos amigos como de quem lhe faz mal, imitando a compaixão que Jesus sentia pelos pecadores.

Porém, Francisco fez a ressalva de que pode acontecer que alguém não perceba o sofrimento que está a seu lado, que fique indiferente a tudo, que tenha o coração petrificado.

Neste caso, aconselhou o Papa, seria bom pedir ao Senhor que toque seu espírito e sensibilize seu coração:

" Cristo não ficou alheio às misérias do mundo. Toda vez que percebia uma solidão, uma ferida no corpo ou no espírito, sentia forte compaixão. "

Francisco afirmou que a oração deve abrir o coração ao próximo para que amemos com um amor compassivo e concreto, sabendo que tudo aquilo que fizermos "a um destes meus irmãos mais pequeninos, -disse Jesus- foi a mim mesmo que o fizestes". (JSG)

 

Loading
Papa: "'Pai Nosso' não é uma oração individualista"

Cidade do Vaticano (Quarta-feira, 13-02-2019, Gaudium Press) Na Audiência Geral desta quarta-feira (13/02), realizada na Sala Paulo VI, o Papa Francisco propôs uma explicação de como rezar melhor a oração que Jesus nos ensinou: o ‘Pai Nosso'.

Papa- 'Pai Nosso' não é uma oração individualista.jpg

Silêncio e Introspecção

O Papa Francisco disse aos 7 mil fiéis que o ouviam: "A verdadeira oração se realiza no segredo na consciência, no fundo do coração: com Deus é impossível fingir, é como o olhar de duas pessoas, o homem e Deus, quando se cruzam". 

Mas apesar disso, afirma Francisco, Jesus não nos ensina uma oração intimista ou individualista. Não deixamos o mundo fora da porta do nosso quarto... levamos as pessoas e situações em nosso coração!

Falta uma palavra no Pai Nosso

"Na oração do Pai Nosso, há uma palavra que brilha pela sua ausência: uma palavra que em nossos tempos - como talvez sempre - todos consideram importante: a palavra ‘eu' ", disse Francisco.

O Papa explicou que no Pai Nosso, primeiramente, nos dirigimos a Deus como a Alguém que nos ama e escuta: seja santificado o vosso nome, venha a nós o vosso reino, seja feita a vossa vontade.

Depois, prossegue o Pontífice, lhe apresentamos uma série de petições: dai-nos hoje o nosso pão cotidiano, perdoai as nossas ofensas, não nos deixeis cair em tentação, livrai-nos do mal.

E nós as fazemos na primeira pessoa do plural -"nós"- ou seja, rezamos como uma comunidade de irmãos e irmãs:

Para Francisco, "Até as necessidades mais elementares do homem - como ter alimento para saciar sua fome - são todas feitas no plural. Na oração cristã, ninguém pede o pão para si, mas o suplica para todos os pobres do mundo".

Compaixão

O Papa disse que, na oração, o cristão leva todas as dificuldades e sofrimentos de quem está ao seu lado, tanto dos amigos como de quem lhe faz mal, imitando a compaixão que Jesus sentia pelos pecadores.

Porém, Francisco fez a ressalva de que pode acontecer que alguém não perceba o sofrimento que está a seu lado, que fique indiferente a tudo, que tenha o coração petrificado.

Neste caso, aconselhou o Papa, seria bom pedir ao Senhor que toque seu espírito e sensibilize seu coração:

" Cristo não ficou alheio às misérias do mundo. Toda vez que percebia uma solidão, uma ferida no corpo ou no espírito, sentia forte compaixão. "

Francisco afirmou que a oração deve abrir o coração ao próximo para que amemos com um amor compassivo e concreto, sabendo que tudo aquilo que fizermos "a um destes meus irmãos mais pequeninos, -disse Jesus- foi a mim mesmo que o fizestes". (JSG)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/101259-Papa----Pai-Nosso--nao-e-uma-oracao-individualista-. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Seguindo o tema 'A missão do Santuário é celebrar com o povo de Deus', o evento seguirá até o d ...
 
“Padre Antonio César se soma a outros mártires da Igreja de hoje no mundo, alguns deles salesian ...
 
O anúncio foi feito no Vaticano, após reunião de três dias entre o pontífice e o seu Conselho c ...
 
Apesar de todo homem dever percorrer um vale de lágrimas, em meio da escuridão desse vale, Deus de ...
 
O Vaticano publicou orientações para o encontro de presidentes de Conferências Episcopais sobre a ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading