Loading
 
 
 
Loading
 
Pode haver tristeza no Céu?
Loading
 
1 de Abril de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Redação (Segunda-feira, 01-04-2019, Gaudium Press) Diz-se que, no Céu, a alegria será perfeita, completa e sem qualquer mistura de inquietação.

Pode haver tristeza no Céu.jpg

Entretanto, a condenação eterna de parentes e amigos não será causa de amargos desgostos, para os bem-aventurados? O coração poderá deixar de amar no Céu aqueles que tínhamos o dever de estimar sobre a Terra?

Sim, no Céu a alegria será perfeita, completa, sem qualquer mistura de inquietação ou tristeza: essa é a ordem querida por Deus.

A Escritura, com efeito, quase que em cada uma de suas páginas, nos mostra os santos repletos de alegria e gozos sem fim e sem medida.

Assim lemos nos Salmos: "Vós me ensinareis o caminho da vida, há abundância de alegria junto de Vós, e delícias eternas à vossa direita" (Sl 15,11). Ora, no local onde reina a alegria em sua plenitude não pode haver aflição nem dor. "Os santos serão saciados na abundância de vossa casa, e lhes dareis de beber das torrentes de vossas delícias" (Sl 35, 9). Eis outra afirmação da felicidade mais plena e superabundante.

E no Apocalipse: "Já não haverá morte, nem luto, nem grito, nem dor, porque passou a primeira condição" (Ap 21, 4). Essas palavras indicam expressamente a ausência de qualquer pena ou dor de alma e de corpo, pois as penas e as dores são um triste apanágio desta vida de provação.

Por fim, Isaías também afirma: "O Senhor Deus enxugará as lágrimas de todas as faces" (Is 25, 8). E em outro trecho: "Os remidos chegarão a Sião com cânticos de triunfo, e uma alegria eterna coroará sua cabeça; a alegria e o gozo os possuirão; a tristeza e os gemidos serão para sempre banidos" (Is 35, 10).

Nada de mais certo, portanto, que a alegria no Céu será perfeita, sob qualquer ponto de vista.

Se ali pudesse haver alguma tristeza, isto se deveria:

ou ao fato de os bem-aventurados verem Deus muito ultrajado pelos maus; 

ou por eles próprios serem atingidos por alguma infelicidade;

ou, ainda, por verem seus amigos condenados ao inferno. Ora, nenhuma dessas hipóteses pode realizar-se no Paraíso.

 

 

(cf. São Tomás de Aquino - Suma Teológica, Supl., q. 94, a.3- Traduzido, com adaptações, de L´Ami du Clergé, 1898, p. 699-700)

 

Loading
Pode haver tristeza no Céu?

Redação (Segunda-feira, 01-04-2019, Gaudium Press) Diz-se que, no Céu, a alegria será perfeita, completa e sem qualquer mistura de inquietação.

Pode haver tristeza no Céu.jpg

Entretanto, a condenação eterna de parentes e amigos não será causa de amargos desgostos, para os bem-aventurados? O coração poderá deixar de amar no Céu aqueles que tínhamos o dever de estimar sobre a Terra?

Sim, no Céu a alegria será perfeita, completa, sem qualquer mistura de inquietação ou tristeza: essa é a ordem querida por Deus.

A Escritura, com efeito, quase que em cada uma de suas páginas, nos mostra os santos repletos de alegria e gozos sem fim e sem medida.

Assim lemos nos Salmos: "Vós me ensinareis o caminho da vida, há abundância de alegria junto de Vós, e delícias eternas à vossa direita" (Sl 15,11). Ora, no local onde reina a alegria em sua plenitude não pode haver aflição nem dor. "Os santos serão saciados na abundância de vossa casa, e lhes dareis de beber das torrentes de vossas delícias" (Sl 35, 9). Eis outra afirmação da felicidade mais plena e superabundante.

E no Apocalipse: "Já não haverá morte, nem luto, nem grito, nem dor, porque passou a primeira condição" (Ap 21, 4). Essas palavras indicam expressamente a ausência de qualquer pena ou dor de alma e de corpo, pois as penas e as dores são um triste apanágio desta vida de provação.

Por fim, Isaías também afirma: "O Senhor Deus enxugará as lágrimas de todas as faces" (Is 25, 8). E em outro trecho: "Os remidos chegarão a Sião com cânticos de triunfo, e uma alegria eterna coroará sua cabeça; a alegria e o gozo os possuirão; a tristeza e os gemidos serão para sempre banidos" (Is 35, 10).

Nada de mais certo, portanto, que a alegria no Céu será perfeita, sob qualquer ponto de vista.

Se ali pudesse haver alguma tristeza, isto se deveria:

ou ao fato de os bem-aventurados verem Deus muito ultrajado pelos maus; 

ou por eles próprios serem atingidos por alguma infelicidade;

ou, ainda, por verem seus amigos condenados ao inferno. Ora, nenhuma dessas hipóteses pode realizar-se no Paraíso.

 

 

(cf. São Tomás de Aquino - Suma Teológica, Supl., q. 94, a.3- Traduzido, com adaptações, de L´Ami du Clergé, 1898, p. 699-700)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/102235-Pode-haver-tristeza-no-Ceu-. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A celebração Eucarística foi presidida pelo Arcebispo de Paris, Dom Michel Aupetit, na capela do ...
 
Uma mordaça em todos que se posicionam contra a destruição dos valores que sustentam uma sociedad ...
 
Valorizar a proximidade do Senhor na terra é uma condição para gozar eternamente de Sua visão se ...
 
Dom Aguer: quem vota naqueles que têm o aborto na agenda, "torna-se cúmplices" de crime contra a v ...
 
“Uma terrível crise de Fé aflige o mundo moderno. Quiçá não deveríamos nos surpreender se o ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading