Loading
 
 
 
Loading
 
Últimos estudos sobre o Santo Sudário serão divulgados na Sexta-feira Santa
Loading
 
17 de Abril de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Espanha - Valência (Quarta-feira, 17-04-2019, Gaudium Press) Como uma maneira diferente de aproximar os mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo aos fiéis, o Centro Espanhol de Sindonologia (CES) em Valência realizará na Sexta-feira Santa, 19 de abril, uma jornada de portas abertas para dar a conhecer os científicos mais recentes estudos referentes ao Santo Sudário de Turim.

A iniciativa, que se realizou em anos anteriores durante a Semana Santa, consiste em uma jornada na qual se poderá visitar o CES para conhecer mais sobre importantes relíquias vinculadas com Nosso Senhor Jesus Cristo, como a Síndone venerada na Catedral de Turim, Itália; o Sudário de Oviedo e o Santo Cálice, este último custodiado na Catedral Valenciana.

U?ltimos estudos sobre o Santo Suda?rio sera?o divulgados na Sexta-feira Santa Foto Sonia Trujillo.jpg

A partir do CES adiantam que este ano haverá uma novidade: se incorporará ao museu uma seção com os últimos estudos científicos sobre o Santo Sudário de Turim. "Contamos com informações atualizadas a respeito", indicou nota de imprensa emitida por AVAN.

O Centro também exibe reproduções das relíquias vinculadas com Cristo, como é a cópia fiel da Síndone; assim como vários objetos da Paixão de Nosso Senhor, como os cravos, a lança, uma réplica do INRI, que é o letreiro colocado sobre a Cruz que se lê em grego, latim e hebraico, e diz "Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus".

Uma das peças que mais chama a atenção é uma coroa realizada em Jerusalém com o mesmo tipo de espinhos com o qual se fez a que foi colocada sobre a cabeça de Jesus em sua crucifixão; e cuja original, custodiada pela Catedral de Notre-Dame, se salvou do incêndio que afetou o templo parisiense na terça-feira, 15 de abril.

Na exposição também poderá ser apreciada uma recriação do rosto do Santo Sudário de Turim realizado a partir de uma análise em três dimensões; assim como esculturas do artista sevilhano Juan Manuel Miñarro, executadas a partir da Síndone.

O Centro Espanhol de Sindonologia (CES) congrega a vários especialistas e curiosos da Síndone, o Sudário e outras relíquias relacionadas com Jesus Cristo, através das quais buscam conhecer a figura histórica de Cristo.

"Para nós as relíquias não são um fim em si mesmo, mas podem ser um meio de conhecimento sobre a figura histórica de Jesus, que é o que nos interessa realmente. Este ponto de vista nos permite uma absoluta liberdade de pensamento sobre estes objetos, pois se fossem falsos não nos ofereceriam nada, e seriam elementos sem interesse", assinalam.

No princípio a instituição nasceu como o objetivo de investigar e divulgar os estudos que ao longo da história se fez sobre o Santo Sudário de Turim, mas com o tempo se viu a necessidade de ampliar tais pesquisas relacionadas às relíquias atribuídas a Jesus Cristo. Por esta razão, hoje o CES, que conta com três décadas de trabalhos, também ampliou seus conhecimentos em relíquias como o Sudário de Oviedo, e o Santo Cálice, venerado em Valência.

O CES tem sua sede principal nesta cidade espanhola, mas também conta com delegações em Andaluzia, Canarias, Catalunha, Aragão, Murcia e Madri. (EPC)

Loading
Últimos estudos sobre o Santo Sudário serão divulgados na Sexta-feira Santa

Espanha - Valência (Quarta-feira, 17-04-2019, Gaudium Press) Como uma maneira diferente de aproximar os mistérios da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus Cristo aos fiéis, o Centro Espanhol de Sindonologia (CES) em Valência realizará na Sexta-feira Santa, 19 de abril, uma jornada de portas abertas para dar a conhecer os científicos mais recentes estudos referentes ao Santo Sudário de Turim.

A iniciativa, que se realizou em anos anteriores durante a Semana Santa, consiste em uma jornada na qual se poderá visitar o CES para conhecer mais sobre importantes relíquias vinculadas com Nosso Senhor Jesus Cristo, como a Síndone venerada na Catedral de Turim, Itália; o Sudário de Oviedo e o Santo Cálice, este último custodiado na Catedral Valenciana.

U?ltimos estudos sobre o Santo Suda?rio sera?o divulgados na Sexta-feira Santa Foto Sonia Trujillo.jpg

A partir do CES adiantam que este ano haverá uma novidade: se incorporará ao museu uma seção com os últimos estudos científicos sobre o Santo Sudário de Turim. "Contamos com informações atualizadas a respeito", indicou nota de imprensa emitida por AVAN.

O Centro também exibe reproduções das relíquias vinculadas com Cristo, como é a cópia fiel da Síndone; assim como vários objetos da Paixão de Nosso Senhor, como os cravos, a lança, uma réplica do INRI, que é o letreiro colocado sobre a Cruz que se lê em grego, latim e hebraico, e diz "Jesus de Nazaré, Rei dos Judeus".

Uma das peças que mais chama a atenção é uma coroa realizada em Jerusalém com o mesmo tipo de espinhos com o qual se fez a que foi colocada sobre a cabeça de Jesus em sua crucifixão; e cuja original, custodiada pela Catedral de Notre-Dame, se salvou do incêndio que afetou o templo parisiense na terça-feira, 15 de abril.

Na exposição também poderá ser apreciada uma recriação do rosto do Santo Sudário de Turim realizado a partir de uma análise em três dimensões; assim como esculturas do artista sevilhano Juan Manuel Miñarro, executadas a partir da Síndone.

O Centro Espanhol de Sindonologia (CES) congrega a vários especialistas e curiosos da Síndone, o Sudário e outras relíquias relacionadas com Jesus Cristo, através das quais buscam conhecer a figura histórica de Cristo.

"Para nós as relíquias não são um fim em si mesmo, mas podem ser um meio de conhecimento sobre a figura histórica de Jesus, que é o que nos interessa realmente. Este ponto de vista nos permite uma absoluta liberdade de pensamento sobre estes objetos, pois se fossem falsos não nos ofereceriam nada, e seriam elementos sem interesse", assinalam.

No princípio a instituição nasceu como o objetivo de investigar e divulgar os estudos que ao longo da história se fez sobre o Santo Sudário de Turim, mas com o tempo se viu a necessidade de ampliar tais pesquisas relacionadas às relíquias atribuídas a Jesus Cristo. Por esta razão, hoje o CES, que conta com três décadas de trabalhos, também ampliou seus conhecimentos em relíquias como o Sudário de Oviedo, e o Santo Cálice, venerado em Valência.

O CES tem sua sede principal nesta cidade espanhola, mas também conta com delegações em Andaluzia, Canarias, Catalunha, Aragão, Murcia e Madri. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/102580-Ultimos-estudos-sobre-o-Santo-Sudario-serao-divulgados-na-Sexta-feira-Santa. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Esta será a segunda edição da procissão, que ocorreu pela primeira vez no ano de 2017, com a par ...
 
Com expectativa de participação de 50 mil pessoas por dia, de 23 a 26 de maio, a Igreja em Recife ...
 
O novo museu faz parte do projeto cultural ‘Segóvia Sacra' e busca dar uma oportunidade aos fiéi ...
 
O Hospital dos Inocentes de Florença, há seiscentos anos, acolhe, assiste e promove a infância h ...
 
Francisco defende necessidade de colocar pessoas antes dos projetos, na ação social da Igreja. ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading