Loading
 
 
 
Loading
 
Cardeal do Rio afirma: a falta de Deus leva as pessoas a atos violentos
Loading
 
12 de Junho de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Rio de Janeiro (Quarta-feira, 12-06-2019, Gaudium Press) O Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro concedeu entrevista à Agencia Vatican News e nela trata da violência e das perseguições contra os cristãos no mundo.

Cardeal do Rio afirma-a falta de Deus leva as pessoas a atos violentos-Foto Arquivo Gahdium Press.jpg

O Cardeal Orani João Tempesta, comentou a importância da Igreja em ser portadora da luz de Cristo para transformar os corações e "dizer que é possível uma sociedade diferente".

Um fenômeno que precisa ser interpretado com a experiência da misericórdia, e não com a vingança, sublinhou o Cardeal carioca.

Segundo disse Dom Orani, a violência contra os cristãos em diferentes partes do mundo é motivada, por exemplo, pela intolerância e pela falta de Deus na vida das pessoas.

Ele recorda que esta denúncia também tem sido mostrada também nas manifestações do Papa Francisco, ao chamar constantemente a atenção da comunidade internacional para perseguições aos cristãos, em particular, a perseguição aos católicos, que, rotineiramente, em muitas oportunidades não alcança destaque nos noticiários e nem são mencionadas pela mídia, em geral.

O Cardeal do Rio de Janeiro afirma que no final do mês de maio, um tuíte do Pontífice afirmava:
"Também hoje há tantos cristãos assassinados e perseguidos por amor a Cristo. Dão a vida no silêncio, porque o seu martírio não faz notícia, mas hoje há mais mártires cristãos do que nos primeiros séculos".

Nas trevas da violência, Igreja é luz que transforma corações

A reação das comunidades cristãs tem unido ainda mais as diferentes confissões religiosas, pois têm interpretado o fenômeno com misericórdia, e não com vingança, afirma Dom Orani:

"Neste momento, em que a Igreja é perseguida e que ela sofre dificuldades é que ela fala da experiência da misericórdia, nunca de vingança, justamente como Jesus, no alto da cruz. Nesses momentos, no meio das trevas, é que se faz brilhar a luz de Cristo.

E não há um século, na história da Igreja, que não houve perseguição em algum lugar do mundo. E isso faz parte da intolerância, da própria caminhada da Igreja, como também da falta de Deus que também leva as pessoas a terem violência uns contra os outros."

Quem somos nós, católicos

" Nós somos portadores dessa luz de Cristo para dizer que é possível uma sociedade diferente: aqueles que escutam, terão um coração transformado; aqueles que não escutam, pelo menos passou na vida deles essa oportunidade de se viver algo diferente. "

" É toda uma situação em que parece que se perde o rumo e que parece que se escurece um pouco o horizonte do mundo. Cabe a nós, Igreja, sermos aqueles que levam a luz de Cristo aos irmãos, sermos essa luz no meio do mundo", disse o Cardeal do Rio de Janeiro, Dom Orani. (JSG)

 

Loading
Cardeal do Rio afirma: a falta de Deus leva as pessoas a atos violentos

Rio de Janeiro (Quarta-feira, 12-06-2019, Gaudium Press) O Cardeal Arcebispo do Rio de Janeiro concedeu entrevista à Agencia Vatican News e nela trata da violência e das perseguições contra os cristãos no mundo.

Cardeal do Rio afirma-a falta de Deus leva as pessoas a atos violentos-Foto Arquivo Gahdium Press.jpg

O Cardeal Orani João Tempesta, comentou a importância da Igreja em ser portadora da luz de Cristo para transformar os corações e "dizer que é possível uma sociedade diferente".

Um fenômeno que precisa ser interpretado com a experiência da misericórdia, e não com a vingança, sublinhou o Cardeal carioca.

Segundo disse Dom Orani, a violência contra os cristãos em diferentes partes do mundo é motivada, por exemplo, pela intolerância e pela falta de Deus na vida das pessoas.

Ele recorda que esta denúncia também tem sido mostrada também nas manifestações do Papa Francisco, ao chamar constantemente a atenção da comunidade internacional para perseguições aos cristãos, em particular, a perseguição aos católicos, que, rotineiramente, em muitas oportunidades não alcança destaque nos noticiários e nem são mencionadas pela mídia, em geral.

O Cardeal do Rio de Janeiro afirma que no final do mês de maio, um tuíte do Pontífice afirmava:
"Também hoje há tantos cristãos assassinados e perseguidos por amor a Cristo. Dão a vida no silêncio, porque o seu martírio não faz notícia, mas hoje há mais mártires cristãos do que nos primeiros séculos".

Nas trevas da violência, Igreja é luz que transforma corações

A reação das comunidades cristãs tem unido ainda mais as diferentes confissões religiosas, pois têm interpretado o fenômeno com misericórdia, e não com vingança, afirma Dom Orani:

"Neste momento, em que a Igreja é perseguida e que ela sofre dificuldades é que ela fala da experiência da misericórdia, nunca de vingança, justamente como Jesus, no alto da cruz. Nesses momentos, no meio das trevas, é que se faz brilhar a luz de Cristo.

E não há um século, na história da Igreja, que não houve perseguição em algum lugar do mundo. E isso faz parte da intolerância, da própria caminhada da Igreja, como também da falta de Deus que também leva as pessoas a terem violência uns contra os outros."

Quem somos nós, católicos

" Nós somos portadores dessa luz de Cristo para dizer que é possível uma sociedade diferente: aqueles que escutam, terão um coração transformado; aqueles que não escutam, pelo menos passou na vida deles essa oportunidade de se viver algo diferente. "

" É toda uma situação em que parece que se perde o rumo e que parece que se escurece um pouco o horizonte do mundo. Cabe a nós, Igreja, sermos aqueles que levam a luz de Cristo aos irmãos, sermos essa luz no meio do mundo", disse o Cardeal do Rio de Janeiro, Dom Orani. (JSG)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/103579-Cardeal-do-Rio-afirma--a-falta-de-Deus-leva-as-pessoas-a-atos-violentos. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Seminário Central São João Maria Vianney, de Salvador, abrirá suas portas para visitação no ...
 
Cerca de 80 mil peregrinos participaram das celebrações da Assunção de Maria que foram concluíd ...
 
O Dicastério assumiu as funções exercidas pelos Pontifícios Conselhos para os Leigos e para a Fa ...
 
Este é o 7º encontro do grupo de trabalho entre a Santa Sé e o Vietnã. ...
 
“... será um grande pregador, latirá para guardar a Casa de Deus, curará as chagas de muitas al ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading