Loading
 
 
 
Loading
 
"Nossa meta é o Céu e não as pequenezes da vida", afirma Papa
Loading
 
15 de Agosto de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 15-08-2019, Gaudium Press) Nesta quinta-feira, 15 de agosto, solenidade da Assunção de Maria, foi também uma oportunidade para o Papa Francisco estar com os fiéis e peregrinos que se reuniram na Praça São Pedro para rezar com o Papa a oração mariana do Angelus.

Nossa meta é o Céu e não as pequenezes da vida, afirma Papa-Foto Arquivo Gaudium Press.jpg

"Minha alma engrandece ao Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador"(Lc 1,46-47). Estas palavras da Santíssima Virgem narradas no Evangelho de São Lucas serviram de inspiração para a reflexão que o Pontífice fez, antes da oração Angelus.

Engrandecer e alegrar-se

Maria exulta por causa de Deus: "Quiçá se também a nós aconteceu de exultar pelo Senhor: exultamos pelo resultado obtido, por uma bela notícia recebida, mas hoje Maria nos ensina a exultar em Deus, porque Ele faz ‘grandes coisas'", disse o Papa.

Francisco ressaltou que as "grandes coisas" são evocadas também por outro verbo: engrandecer.
Engrandecer significa exaltar uma realidade pela sua grandeza. Maria exalta a grandeza do Senhor.

O Papa ressaltou que é importante buscar coisas grandes na vida. Se não for assim, nós nos perdemos em meio às pequenezes das coisas que nos rodeiam.

Somente Deus é grande. Se nós queremos felicidade na vida, devemos começar por colocar Deus em primeiro lugar. É isto o que Nossa Senhora nos ensina:

" Quantas vezes, ao invés, vivemos buscando coisas de pouco valor: preconceitos, rancores, rivalidades, invejas, ilusões, bens materiais supérfluos... Quantas mesquinhezes na vida!

Maria hoje convida a elevar o olhar para as ‘grandes coisas' que o Senhor realizou Nela.
Também em nós, em cada um de nós, o Senhor faz tantas grandes coisas. É preciso reconhecê-las e exultar."


Assunção: solenidade das grandes coisas

A solenidade da Assunção festeja as "grandes coisas".

Maria foi assumida no céu: pequena e humilde, recebe por primeiro a glória maior. Ela, que é uma criatura humana, uma de nós, alcança a eternidade em corpo e alma. No Céu ela nos espera como uma mãe que que espera que os filhos voltem para casa.
O Céu é nossa casa, Maria é nossa Mãe, é a porta para entrarmos no gozo celeste.

"Nós estamos em caminho, peregrinos rumo à casa lá em cima. Hoje, olhamos para Maria e vemos a linha de chegada. Vemos que no paraíso, com Cristo, o Novo Adão, está também ela, Maria, a nova Eva, e isso nos dá conforto e esperança na nossa peregrinação aqui embaixo", lembrou Francisco ao recordar que o povo de Deus chama Maria de Porta do Céu.

"Olhemos para o alto, o céu está aberto"

O Papa comentou que a festa da Assunção de Maria é um chamado para todos, especialmente é um chamado para os que são afligidos por dúvidas, tristezas, aflições.
E exortou para que "Olhemos para o alto, o céu está aberto".

Não temer: nossa Mãe é a porta do Céu

Maria, "como toda mãe, quer o melhor para os seus filhos e nos diz:

‘Vocês são preciosos aos olhos de Deus; não são feitos para os pequenos prazeres do mundo, mas para as grandes alegrias do céu'. Sim, porque Deus é alegria, não tédio.

Deixemo-nos que Nossa Senhora nos pegue pela mão. Toda vez que pegamos o Terço e rezamos, damos um passo adiante rumo à grande meta da vida", conclui o Pontífice. (JSG)

 

 

Loading
"Nossa meta é o Céu e não as pequenezes da vida", afirma Papa

Cidade do Vaticano (Quinta-feira, 15-08-2019, Gaudium Press) Nesta quinta-feira, 15 de agosto, solenidade da Assunção de Maria, foi também uma oportunidade para o Papa Francisco estar com os fiéis e peregrinos que se reuniram na Praça São Pedro para rezar com o Papa a oração mariana do Angelus.

Nossa meta é o Céu e não as pequenezes da vida, afirma Papa-Foto Arquivo Gaudium Press.jpg

"Minha alma engrandece ao Senhor e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador"(Lc 1,46-47). Estas palavras da Santíssima Virgem narradas no Evangelho de São Lucas serviram de inspiração para a reflexão que o Pontífice fez, antes da oração Angelus.

Engrandecer e alegrar-se

Maria exulta por causa de Deus: "Quiçá se também a nós aconteceu de exultar pelo Senhor: exultamos pelo resultado obtido, por uma bela notícia recebida, mas hoje Maria nos ensina a exultar em Deus, porque Ele faz ‘grandes coisas'", disse o Papa.

Francisco ressaltou que as "grandes coisas" são evocadas também por outro verbo: engrandecer.
Engrandecer significa exaltar uma realidade pela sua grandeza. Maria exalta a grandeza do Senhor.

O Papa ressaltou que é importante buscar coisas grandes na vida. Se não for assim, nós nos perdemos em meio às pequenezes das coisas que nos rodeiam.

Somente Deus é grande. Se nós queremos felicidade na vida, devemos começar por colocar Deus em primeiro lugar. É isto o que Nossa Senhora nos ensina:

" Quantas vezes, ao invés, vivemos buscando coisas de pouco valor: preconceitos, rancores, rivalidades, invejas, ilusões, bens materiais supérfluos... Quantas mesquinhezes na vida!

Maria hoje convida a elevar o olhar para as ‘grandes coisas' que o Senhor realizou Nela.
Também em nós, em cada um de nós, o Senhor faz tantas grandes coisas. É preciso reconhecê-las e exultar."


Assunção: solenidade das grandes coisas

A solenidade da Assunção festeja as "grandes coisas".

Maria foi assumida no céu: pequena e humilde, recebe por primeiro a glória maior. Ela, que é uma criatura humana, uma de nós, alcança a eternidade em corpo e alma. No Céu ela nos espera como uma mãe que que espera que os filhos voltem para casa.
O Céu é nossa casa, Maria é nossa Mãe, é a porta para entrarmos no gozo celeste.

"Nós estamos em caminho, peregrinos rumo à casa lá em cima. Hoje, olhamos para Maria e vemos a linha de chegada. Vemos que no paraíso, com Cristo, o Novo Adão, está também ela, Maria, a nova Eva, e isso nos dá conforto e esperança na nossa peregrinação aqui embaixo", lembrou Francisco ao recordar que o povo de Deus chama Maria de Porta do Céu.

"Olhemos para o alto, o céu está aberto"

O Papa comentou que a festa da Assunção de Maria é um chamado para todos, especialmente é um chamado para os que são afligidos por dúvidas, tristezas, aflições.
E exortou para que "Olhemos para o alto, o céu está aberto".

Não temer: nossa Mãe é a porta do Céu

Maria, "como toda mãe, quer o melhor para os seus filhos e nos diz:

‘Vocês são preciosos aos olhos de Deus; não são feitos para os pequenos prazeres do mundo, mas para as grandes alegrias do céu'. Sim, porque Deus é alegria, não tédio.

Deixemo-nos que Nossa Senhora nos pegue pela mão. Toda vez que pegamos o Terço e rezamos, damos um passo adiante rumo à grande meta da vida", conclui o Pontífice. (JSG)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/104571--Nossa-meta-e-o-Ceu-e-nao-as-pequenezes-da-vida---afirma-Papa. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

...
 
Os jihadistas destruiram e saquearam uma importante parte da coleção de obras da biblioteca de Qar ...
 
Na Casa Santa Marta, o Papa Francisco comenta, na missa matutina, a carta de São Paulo a Timóteo, ...
 
Fiéis devotos da Irmã Dulce já podem venerar de perto as relíquias da próxima Santa brasileira, ...
 
"Maria é a amada de Yahvé e Nicarágua é de Maria. Lhes convidamos a rezar em família o Santo Ro ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading