Loading
 
 
 
Loading
 
Papa Francisco diz que a compaixão nos salva da indiferença
Loading
 
17 de Setembro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

 

Jesus ressuscita o filho da viu?va de Naim _ o?leo de Pierre Bouillon, 1817.jpg

Cidade do Vaticano (Terça-Feira, 17-09-2019, Gaudium Press) Em sua homilia, dessa terça-feira 17, na Casa Santa Marta o Papa Francisco tratou, durante a missa da manhã, sobre o Evangelho no qual Nosso Senhor ressuscita o filho da viúva.

Sentir com, sofrer com

O Papa explicou que a viúva estava completamente só e que Nosso Senhor teve dela, compaixão. Acrescentou ter compaixão não é sentir pena. Podemos sentir pena de um cachorrinho, por exemplo. Mas isso não é compaixão. Ter compaixão é sofrer com, é sentir a realidade como ela é.

Linguagem de Deus e linguagem humana

Ele afirmou que a compaixão é a linguagem de Deus, enquanto a indiferença é linguagem humana.

Por não aceitar a cruz, o mundo apedreja os justos.

O Papa Francisco faz um comentário sobre uma foto tirada pelos fotógrafos do L'Osservatore Romano e que está na Esmolaria Vaticana com o título de:

"Indiferença". Trata-se de uma noite de inverno, enfrente a um restaurante de luxo, onde o fotógrafo capta, uma senhora saindo do estabelecimento, e uma outra, que vive na rua, lhe estende a mão pedindo-lhe ajuda. Mas a primeira bem agasalhada, olha para outro lado. Isso é que chamo de indiferença!

A compaixão é necessária

O Papa Francisco comoveu-se com as Palavras do Evangelho: "Não chore". "Uma carícia de compaixão", disse Francisco. Jesus toca no caixão, ordenando ao jovem que levante. O jovem então fica sentado e começa a falar "e Jesus o entrega à sua mãe."

Explicou o Papa que nesta cena há também justiça, restituição e que atitudes como estas nos salva de nossos egoísmos. Concluiu pedindo que Nosso Senhor tenha pena de cada um de nós, pois é o que precisamos. (PJS)

 

Loading
Papa Francisco diz que a compaixão nos salva da indiferença

 

Jesus ressuscita o filho da viu?va de Naim _ o?leo de Pierre Bouillon, 1817.jpg

Cidade do Vaticano (Terça-Feira, 17-09-2019, Gaudium Press) Em sua homilia, dessa terça-feira 17, na Casa Santa Marta o Papa Francisco tratou, durante a missa da manhã, sobre o Evangelho no qual Nosso Senhor ressuscita o filho da viúva.

Sentir com, sofrer com

O Papa explicou que a viúva estava completamente só e que Nosso Senhor teve dela, compaixão. Acrescentou ter compaixão não é sentir pena. Podemos sentir pena de um cachorrinho, por exemplo. Mas isso não é compaixão. Ter compaixão é sofrer com, é sentir a realidade como ela é.

Linguagem de Deus e linguagem humana

Ele afirmou que a compaixão é a linguagem de Deus, enquanto a indiferença é linguagem humana.

Por não aceitar a cruz, o mundo apedreja os justos.

O Papa Francisco faz um comentário sobre uma foto tirada pelos fotógrafos do L'Osservatore Romano e que está na Esmolaria Vaticana com o título de:

"Indiferença". Trata-se de uma noite de inverno, enfrente a um restaurante de luxo, onde o fotógrafo capta, uma senhora saindo do estabelecimento, e uma outra, que vive na rua, lhe estende a mão pedindo-lhe ajuda. Mas a primeira bem agasalhada, olha para outro lado. Isso é que chamo de indiferença!

A compaixão é necessária

O Papa Francisco comoveu-se com as Palavras do Evangelho: "Não chore". "Uma carícia de compaixão", disse Francisco. Jesus toca no caixão, ordenando ao jovem que levante. O jovem então fica sentado e começa a falar "e Jesus o entrega à sua mãe."

Explicou o Papa que nesta cena há também justiça, restituição e que atitudes como estas nos salva de nossos egoísmos. Concluiu pedindo que Nosso Senhor tenha pena de cada um de nós, pois é o que precisamos. (PJS)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/105160-Papa-Francisco-diz-que-a-compaixao-nos-salva-da-indiferenca. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Os diáconos foram ordenados em cerimônia realizada na Catedral da capital. ...
 
O objetivo da iniciativa é apresentar o Santo Sudário de Turim não apenas como um mero objeto de ...
 
‘Holywins’ é um jogo de palavras que significa ‘a santidade vence’. A semelhança fonética ...
 
“Não! Não tenhais medo! Antes, procurai abrir, melhor, escancarar as portas para Cristo”. ...
 
A escola consiste em uma série de encontros mensais -uma sexta-feira ao mês- na qual se aprenderá ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading