Loading
 
 
 
Loading
 
Dom Murilo Krieger celebra primeira Missa dedicada à Santa Dulce dos Pobres
Loading
 
14 de Outubro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Itália - Roma (Segunda-feira, 14-10-2019, Gaudium Press) Centenas de fiéis brasileiros devotos de Santa Dulce dos Pobres se reuniram na Basílica de Sant'Andrea Della Valle, em Roma, para participar da primeira Missa dedicada à nova santa brasileira.

Dom Murilo Krieger celebra primeira Missa dedicada à Santa Dulce dos Pobres.png

A celebração ocorreu na manhã desta segunda-feira, 14, sendo presidida pelo Arcebispo de Salvador, Dom Murilo Krieger e concelebrada por diversos Bispos e sacerdotes, entre os quais se destacaram Dom Tommaso Cascianelli, Bispo de Irecê (BA), que foi diretor espiritual do Anjo Bom do Brasil.

Dentre as autoridades presentes na cerimônia destacam-se o vice-presidente do Brasil, General Hamilton Mourão; o prefeito de Salvador (BA), Antônio Carlos Magalhães Neto; o postulador da causa da Irmã Dulce, Paolo Vilotta; a superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), Maria Rita Pontes; e o miraculado José Maurício.

Em sua homilia, Dom Murilo ressaltou que uma das características mais marcantes de Santa Dulce dos pobres foi a caridade. "Irmã Dulce percorrida às ruas de Salvador a procura de pobres. O Anjo bom da Bahia tinha o corpo frágil, a voz fraca e o olhar bondoso para se dedicar a todos os necessitados", afirmou.

Agradecendo pela canonização da primeira santa soteropolitana, baiana, brasileira, o prelado exortou aos fiéis para que aprendam as lições da Irmã Dulce, "lições de simplicidade, de humildade, de serviço ao próximo e de dedicação total ao Reino de Deus".

"A canonização vem nos lembrar que a prática da caridade é uma das missões mais essenciais da Igreja. Irmã Dulce era amiga dos mais necessitados e tinha o coração maior que as misérias humanas", afirmou.

Concluindo, o Arcebispo de Salvador, destacou que Santa Dulce "não atendia aos necessitados por obrigação, mas como consequência de sua Fé. Quanto mais necessitados acolhia, mais necessitados descobria. Jesus deixou seu coração inquieto. Ela, por sua vez, passou a inquietar o coração dos outros. E não demorou a descobrir a importância de se multiplicar, de se organizar, de programar a caridade para atender o maior número de necessitados". (EPC)

Loading
Dom Murilo Krieger celebra primeira Missa dedicada à Santa Dulce dos Pobres

Itália - Roma (Segunda-feira, 14-10-2019, Gaudium Press) Centenas de fiéis brasileiros devotos de Santa Dulce dos Pobres se reuniram na Basílica de Sant'Andrea Della Valle, em Roma, para participar da primeira Missa dedicada à nova santa brasileira.

Dom Murilo Krieger celebra primeira Missa dedicada à Santa Dulce dos Pobres.png

A celebração ocorreu na manhã desta segunda-feira, 14, sendo presidida pelo Arcebispo de Salvador, Dom Murilo Krieger e concelebrada por diversos Bispos e sacerdotes, entre os quais se destacaram Dom Tommaso Cascianelli, Bispo de Irecê (BA), que foi diretor espiritual do Anjo Bom do Brasil.

Dentre as autoridades presentes na cerimônia destacam-se o vice-presidente do Brasil, General Hamilton Mourão; o prefeito de Salvador (BA), Antônio Carlos Magalhães Neto; o postulador da causa da Irmã Dulce, Paolo Vilotta; a superintendente das Obras Sociais Irmã Dulce (OSID), Maria Rita Pontes; e o miraculado José Maurício.

Em sua homilia, Dom Murilo ressaltou que uma das características mais marcantes de Santa Dulce dos pobres foi a caridade. "Irmã Dulce percorrida às ruas de Salvador a procura de pobres. O Anjo bom da Bahia tinha o corpo frágil, a voz fraca e o olhar bondoso para se dedicar a todos os necessitados", afirmou.

Agradecendo pela canonização da primeira santa soteropolitana, baiana, brasileira, o prelado exortou aos fiéis para que aprendam as lições da Irmã Dulce, "lições de simplicidade, de humildade, de serviço ao próximo e de dedicação total ao Reino de Deus".

"A canonização vem nos lembrar que a prática da caridade é uma das missões mais essenciais da Igreja. Irmã Dulce era amiga dos mais necessitados e tinha o coração maior que as misérias humanas", afirmou.

Concluindo, o Arcebispo de Salvador, destacou que Santa Dulce "não atendia aos necessitados por obrigação, mas como consequência de sua Fé. Quanto mais necessitados acolhia, mais necessitados descobria. Jesus deixou seu coração inquieto. Ela, por sua vez, passou a inquietar o coração dos outros. E não demorou a descobrir a importância de se multiplicar, de se organizar, de programar a caridade para atender o maior número de necessitados". (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/105595-Dom-Murilo-Krieger-celebra-primeira-Missa-dedicada-a-Santa-Dulce-dos-Pobres. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Eucaristia, Rafael ibaruren, arautos do evangelho, bispo Auxiliar de Los Angeles, Dom Roberto Barr ...
 
Os vândalos profanaram o templo, que geralmente fica aberto ao público, e gritaram coisas impronun ...
 
“As quatro proximidades: a Deus, ao bispo, aos sacerdotes e ao povo de Deus. Não vos esqueçais.. ...
 
O acontecimento ocorrerá no dia 26 de janeiro, na festa dos Santos Timóteo e Tito, e em união com ...
 
A famosa cidade italiana sofreu uma inundação com o nível das águas chegando a 1,87 metros de al ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading