Loading
 
 
 
Loading
 
Relatório registra aumento na perseguição aos cristãos em todo o mundo
Loading
 
31 de Outubro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Redação (Quinta-feira, 31-10-2019, Gaudium Press) A Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) publicou sua edição 2019 do informativo "Perseguidos e esquecidos?" que cobre os relatos de ações de perseguição contra os cristãos durante 25 meses de julho de 2017 a julho de 2019. A comunidade internacional "está ficando sem tempo se quer salvar a cristandade em várias partes do Oriente Médio", afirmou a organização neste informativo. "As medidas tomadas até a data podem não ser suficientes para assegurar o futuro da presença da Igreja ali".

Relatório registra aumento na perseguição aos cristãos em todo o mundo.jpeg

Sobre a situação de urgência para preservar a presença cristã na região, a organização reconheceu que o nível de perseguição em países como Síria e Iraque diminuíram notavelmente. No entanto, "o impacto deste genocídio (migração contínua, crise de segurança, pobreza extrema e recuperação lenta) significa que agora pode ser demasiado tarde para que algumas comunidades cristãs do Oriente Médio se recuperem", alertou. "Em alguns povos e cidades, a contagem regressiva para o desaparecimento do cristianismo é cada vez mais forte".

Além das ameaças para os cristãos no Oriente Médio e os efeitos do genocídio registrado no passado próximo, AIS identificou a situação de violenta perseguição em várias regiões da África, a piora da perseguição no sul e no leste a Ásia, assim como a combinação de fatores que ameaçam os fiéis da região: Extremismo islâmico, nacionalismo populista e governos autoritários. Finalmente, a organização assinalou que os cristãos em todo o mundo são considerados como objetivo militar de extremistas que percebem o ataque aos cristãos como uma forma de luta em uma guerra contra o Ocidente.

"Apesar da crescente riqueza de informação sobre o tema, o alcance da crise que enfrentam os cristãos perseguidos por sua Fé segue sendo pouco conhecido e entendido", alertou AIS em seu informativo. "Os estudos mostram constantemente que os cristãos sofrem níveis significativamente altos de perseguição e intolerância".

O informativo destaca 12 países que registraram piora da perseguição religiosa ou onde as ameaças reconhecidas em relatórios anteriores se mantiveram. Estes países são: Birmânia, República Centro-africana, China, Egito, Índia, Iraque, Nigéria, Coreia do Norte, Paquistão, Filipinas, Sri Lanka e Sudão. (EPC)

Loading
Relatório registra aumento na perseguição aos cristãos em todo o mundo

Redação (Quinta-feira, 31-10-2019, Gaudium Press) A Fundação Pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS) publicou sua edição 2019 do informativo "Perseguidos e esquecidos?" que cobre os relatos de ações de perseguição contra os cristãos durante 25 meses de julho de 2017 a julho de 2019. A comunidade internacional "está ficando sem tempo se quer salvar a cristandade em várias partes do Oriente Médio", afirmou a organização neste informativo. "As medidas tomadas até a data podem não ser suficientes para assegurar o futuro da presença da Igreja ali".

Relatório registra aumento na perseguição aos cristãos em todo o mundo.jpeg

Sobre a situação de urgência para preservar a presença cristã na região, a organização reconheceu que o nível de perseguição em países como Síria e Iraque diminuíram notavelmente. No entanto, "o impacto deste genocídio (migração contínua, crise de segurança, pobreza extrema e recuperação lenta) significa que agora pode ser demasiado tarde para que algumas comunidades cristãs do Oriente Médio se recuperem", alertou. "Em alguns povos e cidades, a contagem regressiva para o desaparecimento do cristianismo é cada vez mais forte".

Além das ameaças para os cristãos no Oriente Médio e os efeitos do genocídio registrado no passado próximo, AIS identificou a situação de violenta perseguição em várias regiões da África, a piora da perseguição no sul e no leste a Ásia, assim como a combinação de fatores que ameaçam os fiéis da região: Extremismo islâmico, nacionalismo populista e governos autoritários. Finalmente, a organização assinalou que os cristãos em todo o mundo são considerados como objetivo militar de extremistas que percebem o ataque aos cristãos como uma forma de luta em uma guerra contra o Ocidente.

"Apesar da crescente riqueza de informação sobre o tema, o alcance da crise que enfrentam os cristãos perseguidos por sua Fé segue sendo pouco conhecido e entendido", alertou AIS em seu informativo. "Os estudos mostram constantemente que os cristãos sofrem níveis significativamente altos de perseguição e intolerância".

O informativo destaca 12 países que registraram piora da perseguição religiosa ou onde as ameaças reconhecidas em relatórios anteriores se mantiveram. Estes países são: Birmânia, República Centro-africana, China, Egito, Índia, Iraque, Nigéria, Coreia do Norte, Paquistão, Filipinas, Sri Lanka e Sudão. (EPC)

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/105911-Relatorio-registra-aumento-na-perseguicao-aos-cristaos-em-todo-o-mundo. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Francisco nomeou um jesuíta para o cargo de Secretário para a Economia da Santa Sé. ...
 
A Campanha da Fraternidade 2020, que segue o tema “Fraternidade e vida: dom e compromisso” e o l ...
 
Papa alertou para o uso da tecnologia digital na promoção de abusos de menores e pediu ações con ...
 
O propósito do evento internacional é o de aprofundar e difundir a devoção a Maria Auxiliadora e ...
 
Um novo horário será estabelecido para a visita de peregrinos e turistas, na Basílica da Nativi ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading