Loading
 
 
 
Loading
 
Um Outro Beato que viveu no Brasil: Padre Mariano de la Mata
Loading
 
5 de Novembro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

São Paulo - SP (Terça-feira, 05-11-2019, Gaudium Press) Hoje, dia 05 de novembro, a Igreja comemora o Beato Padre Mariano de la Mata Aparício que viveu no Brasil por longos anos e que aqui morreu.


O Beato Padre Mariano nasceu em 31 de dezembro de de 1905 em Palência, norte da Espanha, de uma família profundamente cristã.

Um Outro Beato que viveu no Brasil- Padre Mariano de la Mata.jpg

Seus três irmãos ingressaram na Ordem Agostiniana e ele também sentiu-se atraído para Ordem fundada por Santo Agostinho.

Ele foi ordenado sacerdote, em 25 de julho de 1930 e logo seus superiores o destinaram em 21de agosto de 1931 para o Brasil. Mais precisamente para a paróquia de Taquaritinga.

Padre Mariano foi professor e vigário da paróquia Santo Agostinho, em São Paulo. Foi superior da vice-província dos agostinianos e diretor espiritual das "Oficinas de Santa Rita de Cássia".

Era de carater firme e ao mesmo tempo generoso. Passuia um coração aberto e sensível. Era reconhecido por todos como sendo cheio de bondade e amabilidade.

Apesar de ter uma oforte deficiência auditiva e visual, levava com empenho o conforto da esperança e do alento aos doentes, sempre acompanhado do Viático.

Sempre teve empenho em atender as pessoas doentes e em ministrar a Extrema Unção, ou seja, a Unção dos Enfermos.

Distinguia-se entre todos seus confrades pelo amor à Eucaristia e a Nossa Senhora da Consolação.
Era de caráter firme, mas generoso, de coração aberto e sensível.

Amava os reflexos de Deus a natureza, por isso mesmo cultivava com amor as plantas, emocionava-se com a beleza das flores.

Ele deitava muita atenção às vocações agostinianas e tralhava ardentemente por elas.

Um Outro Beato que viveu no Brasil- Padre Mariano de la Mata 1.jpg

 

A Morte

Padre Mariano morreu em 5 de abril de 1983, no Hospital do Câncer, em São Paulo.
O processo de beatificação foi aberto em 31 de maio de 1987.
Em 20 de novembro de 2004, o Santo Padre reconheceu a veracidade do milagre que havia realizado e suas virtudes heroicas.

O Milagre

O primeiro milagre atribuído a Padre Mariano e reconhecido pelo Vaticano aconteceu em abril de 1996, em Barra Bonita, São Paulo.

O menino João Paulo Palotto tinha 6 anos quando foi atropelado por um caminhão e teve traumatismo encefálico grave, hemiplegia e olho esquerdo projetado para a frente, além de hemorragia e parada respiratória.

Foi então que Padre Luís Miguel pediu que todos seus paroquianos rezassem por João Paulo que se encontrava em um estado gravíssimo de saúde.

O menino foi transferido para vários hospitais, até que em maio do mesmo ano de 1996, João Paulo estava totalmente recuperado por uma intervenção miraculosa obtida por intercessão do Padre Mariano.

Beatificação

Padre Mariano foi beatificado no dia 5 de novembro de 2006, na catedral da Sé em São Paulo em cerimônia presidida pelo representante do Vaticano, o cardeal José Saraiva Martins.

Seus restos mortais estão depositados em um túmulo na Paróquia Santo Agostinho, na Arquidiocese de São Paulo, local onde ele sempre teve como campo para seu apostolado até a sua morte.  (ARM)

 

Loading
Um Outro Beato que viveu no Brasil: Padre Mariano de la Mata

São Paulo - SP (Terça-feira, 05-11-2019, Gaudium Press) Hoje, dia 05 de novembro, a Igreja comemora o Beato Padre Mariano de la Mata Aparício que viveu no Brasil por longos anos e que aqui morreu.


O Beato Padre Mariano nasceu em 31 de dezembro de de 1905 em Palência, norte da Espanha, de uma família profundamente cristã.

Um Outro Beato que viveu no Brasil- Padre Mariano de la Mata.jpg

Seus três irmãos ingressaram na Ordem Agostiniana e ele também sentiu-se atraído para Ordem fundada por Santo Agostinho.

Ele foi ordenado sacerdote, em 25 de julho de 1930 e logo seus superiores o destinaram em 21de agosto de 1931 para o Brasil. Mais precisamente para a paróquia de Taquaritinga.

Padre Mariano foi professor e vigário da paróquia Santo Agostinho, em São Paulo. Foi superior da vice-província dos agostinianos e diretor espiritual das "Oficinas de Santa Rita de Cássia".

Era de carater firme e ao mesmo tempo generoso. Passuia um coração aberto e sensível. Era reconhecido por todos como sendo cheio de bondade e amabilidade.

Apesar de ter uma oforte deficiência auditiva e visual, levava com empenho o conforto da esperança e do alento aos doentes, sempre acompanhado do Viático.

Sempre teve empenho em atender as pessoas doentes e em ministrar a Extrema Unção, ou seja, a Unção dos Enfermos.

Distinguia-se entre todos seus confrades pelo amor à Eucaristia e a Nossa Senhora da Consolação.
Era de caráter firme, mas generoso, de coração aberto e sensível.

Amava os reflexos de Deus a natureza, por isso mesmo cultivava com amor as plantas, emocionava-se com a beleza das flores.

Ele deitava muita atenção às vocações agostinianas e tralhava ardentemente por elas.

Um Outro Beato que viveu no Brasil- Padre Mariano de la Mata 1.jpg

 

A Morte

Padre Mariano morreu em 5 de abril de 1983, no Hospital do Câncer, em São Paulo.
O processo de beatificação foi aberto em 31 de maio de 1987.
Em 20 de novembro de 2004, o Santo Padre reconheceu a veracidade do milagre que havia realizado e suas virtudes heroicas.

O Milagre

O primeiro milagre atribuído a Padre Mariano e reconhecido pelo Vaticano aconteceu em abril de 1996, em Barra Bonita, São Paulo.

O menino João Paulo Palotto tinha 6 anos quando foi atropelado por um caminhão e teve traumatismo encefálico grave, hemiplegia e olho esquerdo projetado para a frente, além de hemorragia e parada respiratória.

Foi então que Padre Luís Miguel pediu que todos seus paroquianos rezassem por João Paulo que se encontrava em um estado gravíssimo de saúde.

O menino foi transferido para vários hospitais, até que em maio do mesmo ano de 1996, João Paulo estava totalmente recuperado por uma intervenção miraculosa obtida por intercessão do Padre Mariano.

Beatificação

Padre Mariano foi beatificado no dia 5 de novembro de 2006, na catedral da Sé em São Paulo em cerimônia presidida pelo representante do Vaticano, o cardeal José Saraiva Martins.

Seus restos mortais estão depositados em um túmulo na Paróquia Santo Agostinho, na Arquidiocese de São Paulo, local onde ele sempre teve como campo para seu apostolado até a sua morte.  (ARM)

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/105996-Um-Outro-Beato-que-viveu-no-Brasil--Padre-Mariano-de-la-Mata. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O homem é feito para viver em comunhão com Deus, no qual encontra sua felicidade. ...
 
Inspirado na ‘Ratio Fundamentalis Institutionis Sacerdotalis - O dom da vocação presbiteral', o ...
 
A visita será de 23 a 26 de novembro, quando Francisco visitará Tóquio, Nagasaki e Hiroshima. ...
 
Bento XVI (2009): “esta festa nos proporciona a ocasião de ressaltar o significado e o valor da I ...
 
Uma turba de manifestantes, forçou um dos acessos do templo para levar os bancos para a rua e incen ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading