Loading
 
 
 
Loading
 
China: Comunistas trocam imagens sagradas de templo católico por fotos de Xi Jinping
Loading
 
2 de Dezembro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

China - Ji'an (Segunda-feira, 02-12-2019, Gaudium Press) Um templo católico em Ji'an, na província de Jiangxi, China, se converteu no mês de setembro em um dos exemplos mais notórios da tentativa de controle dos católicos por parte das autoridades comunistas. Recentemente construído com as contribuições voluntárias dos fiéis, a edificação passou a ser um lugar de culto dos líderes civis e as instituições políticas graças à intervenção das autoridades.

China Comunistas trocam imagens sagradas de templo católico por fotos de Xi Jinping 1.jpg

"No final de setembro, os funcionários locais ordenaram à congregação que pintasse o letreiro com o nome da igreja e o substituísse por ‘Siga ao Partido, obedeça ao Partido e seja agradecido ao Partido', e exibiram a bandeira nacional na entrada", denunciou a revista especializada em liberdade religiosa ‘Bitter Winter'. Este é o clímax de uma campanha de perseguição que se iniciou pouco depois de concluídos os trabalhos de edificação do templo.

Mas as autoridades locais não se limitaram a intervir sobre o exterior do lugar de culto. "O que mais doeu às congregações foi a eliminação de uma pintura da Virgem Maria com o Menino Jesus, que depois se descartou em um lugar escuro da igreja. Em troca, um retrato do presidente Xi Jinping estava pendurado no centro de uma das paredes, rodeado de slogans de propaganda em ambos lados", reportou o meio de comunicação. A afronta foi culminada com a apreensão das chaves da edificação e o fechamento de suas portas e janelas para que os fiéis não pudesse fazer uso do mesmo.

China Comunistas trocam imagens sagradas de templo católico por fotos de Xi Jinping 2.jpg

Um caso similar se registrou em setembro em um lugar de reunião empregado por católicos subterrâneos no condado de Poyang dessa mesma província. As autoridades forçaram a retirada de uma Cruz, uma imagem da Santíssima Virgem e pendões religiosos e instalaram em seu lugar fotografias de Xi Jinping e Mao Zedong. Os membros da comunidade afirmaram preferir ter que render culto a Deus em seus lares que unir-se à uma comunidade de fiéis sob o controle das autoridades. (EPC)

Loading
China: Comunistas trocam imagens sagradas de templo católico por fotos de Xi Jinping

China - Ji'an (Segunda-feira, 02-12-2019, Gaudium Press) Um templo católico em Ji'an, na província de Jiangxi, China, se converteu no mês de setembro em um dos exemplos mais notórios da tentativa de controle dos católicos por parte das autoridades comunistas. Recentemente construído com as contribuições voluntárias dos fiéis, a edificação passou a ser um lugar de culto dos líderes civis e as instituições políticas graças à intervenção das autoridades.

China Comunistas trocam imagens sagradas de templo católico por fotos de Xi Jinping 1.jpg

"No final de setembro, os funcionários locais ordenaram à congregação que pintasse o letreiro com o nome da igreja e o substituísse por ‘Siga ao Partido, obedeça ao Partido e seja agradecido ao Partido', e exibiram a bandeira nacional na entrada", denunciou a revista especializada em liberdade religiosa ‘Bitter Winter'. Este é o clímax de uma campanha de perseguição que se iniciou pouco depois de concluídos os trabalhos de edificação do templo.

Mas as autoridades locais não se limitaram a intervir sobre o exterior do lugar de culto. "O que mais doeu às congregações foi a eliminação de uma pintura da Virgem Maria com o Menino Jesus, que depois se descartou em um lugar escuro da igreja. Em troca, um retrato do presidente Xi Jinping estava pendurado no centro de uma das paredes, rodeado de slogans de propaganda em ambos lados", reportou o meio de comunicação. A afronta foi culminada com a apreensão das chaves da edificação e o fechamento de suas portas e janelas para que os fiéis não pudesse fazer uso do mesmo.

China Comunistas trocam imagens sagradas de templo católico por fotos de Xi Jinping 2.jpg

Um caso similar se registrou em setembro em um lugar de reunião empregado por católicos subterrâneos no condado de Poyang dessa mesma província. As autoridades forçaram a retirada de uma Cruz, uma imagem da Santíssima Virgem e pendões religiosos e instalaram em seu lugar fotografias de Xi Jinping e Mao Zedong. Os membros da comunidade afirmaram preferir ter que render culto a Deus em seus lares que unir-se à uma comunidade de fiéis sob o controle das autoridades. (EPC)


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Ano Jubilar Mariano ocorre por ocasião dos 400 anos do encontro da sagrada imagem de Nossa Senhor ...
 
As velas acesas do Advento simbolizam nossa fé, nossa alegria, nossa esperança que não decepciona ...
 
O acontecimento ocorrerá em todas as Dioceses da nação latino-americana no próximo domingo, 08 d ...
 
O Ministério Público estadual e federal da Austrália impôs uma medida que visa obrigar os sacerd ...
 
Dom Thomas Olmsted, Bispo de Phoenix, Arizona, concedeu uma entrevista por ocasião dos 50 anos de s ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading