Loading
 
 
 
Loading
 
Uruguai: “Balconeras” da Campanha Natal com Jesus ajudam recuperar o sentido cristão do Natal
Loading
 
6 de Dezembro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Montevidéu - Uruguai (Sexta-feira, 09-12-2019, Gaudium Press) A campanha "Natal com Jesus", uma iniciativa de oração e de atitudes religiosos realizados publicamente com os quais a Igreja uruguaia se prepara para celebrar a festa do Nascimento do Senhor, foi avaliada positivamente pelo arcebispo de Montevidéu, cardeal Daniel Sturla.

Uruguai, Balconeras da Campanha Natal com Jesus ajudam recuperar o sentido cristão do Natal.jpg

Balconeras

Uma das atitudes públicas desenvolvidas e estimuladas pela arquidiocese de Montevidéu são as "Balconeras".

"Balconeras" vem a ser tecidos com a imagem da Sagrada Família pintados com cores vivas que são colocados nos balcões das casas que dão para a rua.

As balconeras trazem inscritas também as palavras "Natal com Jesus".

Natal com Jesus é o nome da campanha que promove a exposição desses estandartes cujo uso expressa o desejo de que Nosso Senhor esteja novamente no centro da celebração do Natal.

Essa atitude passa a ser considerada como um ato de manifestação pública de fé realizada num país que ostenta o título, nada honroso, de ser o país latino-americano com maior nível de secularização, cujas leis se distanciam das iniciativas religiosas e promovem essa desvinculação com a Igreja.

A Campanha

Há quatro anos a arquidiocese de Montevidéu lançou esta iniciativa que inclui também momentos de oração e obras de caridade.
Esta iniciativa em recebido um número cada vez maior de pessoas que dela participam.

"Tem sido fantástico como as pessoas estão se inserindo na dinâmica", comenta o arcebispo de Montevidéu, Cardeal Daniel Sturla, ao apresentar o renovado desenho do cartaz da Campanha.

Atividades da Campanha Natal com Jesus

As "balconeras" devem ser colocadas nas sacadas e balcões e até janelas a partir do dia 8 de dezembro.

Além delas, a Campanha também convida a rezar o terço da aurora durante a novena a Imaculada Conceição em quatro pontos da cidade; convida a que o Menino Jesus dos presépios seja levados para serem abençoado nas missas de sábado 14 e domingo 15 de dezembro e a Campanha estimula ainda que seja feita uma obra de misericórdia na comunidade além de rezar uma oração na véspera de Natal.

No ano passado foi acrescentada uma outra atividade dentro da manifestação de espera da vinda do Menino Jesus: acender a "Luz de Belém", um sinal que rapidamente espalhou-se nas paróquias e nas casas.

Avaliação do Cardeal

O cardeal Sturla avalia positivamente a iniciativa "na medida em que volta a colocar Jesus no centro da atenção natalina num país tão secularizado".

A fecundidade da campanha tem marcado um potente contraste com a cultura uruguaia que, "com suas festas secularizadas, tem feito grande dano ao sentido cristão da vida e isso tem ressonâncias na vida quotidiana porque são mudanças muito fortes", assinala dom Sturla.

A Igreja não pretende - disse o cardeal - "voltar para trás", mas sim "sublinhar, destacar que os cristãos querem viver as suas festas cujo conteúdo é o da tradição cristã, o do Evangelho e não outro". (JSG)

 

Loading
Uruguai: “Balconeras” da Campanha Natal com Jesus ajudam recuperar o sentido cristão do Natal

Montevidéu - Uruguai (Sexta-feira, 09-12-2019, Gaudium Press) A campanha "Natal com Jesus", uma iniciativa de oração e de atitudes religiosos realizados publicamente com os quais a Igreja uruguaia se prepara para celebrar a festa do Nascimento do Senhor, foi avaliada positivamente pelo arcebispo de Montevidéu, cardeal Daniel Sturla.

Uruguai, Balconeras da Campanha Natal com Jesus ajudam recuperar o sentido cristão do Natal.jpg

Balconeras

Uma das atitudes públicas desenvolvidas e estimuladas pela arquidiocese de Montevidéu são as "Balconeras".

"Balconeras" vem a ser tecidos com a imagem da Sagrada Família pintados com cores vivas que são colocados nos balcões das casas que dão para a rua.

As balconeras trazem inscritas também as palavras "Natal com Jesus".

Natal com Jesus é o nome da campanha que promove a exposição desses estandartes cujo uso expressa o desejo de que Nosso Senhor esteja novamente no centro da celebração do Natal.

Essa atitude passa a ser considerada como um ato de manifestação pública de fé realizada num país que ostenta o título, nada honroso, de ser o país latino-americano com maior nível de secularização, cujas leis se distanciam das iniciativas religiosas e promovem essa desvinculação com a Igreja.

A Campanha

Há quatro anos a arquidiocese de Montevidéu lançou esta iniciativa que inclui também momentos de oração e obras de caridade.
Esta iniciativa em recebido um número cada vez maior de pessoas que dela participam.

"Tem sido fantástico como as pessoas estão se inserindo na dinâmica", comenta o arcebispo de Montevidéu, Cardeal Daniel Sturla, ao apresentar o renovado desenho do cartaz da Campanha.

Atividades da Campanha Natal com Jesus

As "balconeras" devem ser colocadas nas sacadas e balcões e até janelas a partir do dia 8 de dezembro.

Além delas, a Campanha também convida a rezar o terço da aurora durante a novena a Imaculada Conceição em quatro pontos da cidade; convida a que o Menino Jesus dos presépios seja levados para serem abençoado nas missas de sábado 14 e domingo 15 de dezembro e a Campanha estimula ainda que seja feita uma obra de misericórdia na comunidade além de rezar uma oração na véspera de Natal.

No ano passado foi acrescentada uma outra atividade dentro da manifestação de espera da vinda do Menino Jesus: acender a "Luz de Belém", um sinal que rapidamente espalhou-se nas paróquias e nas casas.

Avaliação do Cardeal

O cardeal Sturla avalia positivamente a iniciativa "na medida em que volta a colocar Jesus no centro da atenção natalina num país tão secularizado".

A fecundidade da campanha tem marcado um potente contraste com a cultura uruguaia que, "com suas festas secularizadas, tem feito grande dano ao sentido cristão da vida e isso tem ressonâncias na vida quotidiana porque são mudanças muito fortes", assinala dom Sturla.

A Igreja não pretende - disse o cardeal - "voltar para trás", mas sim "sublinhar, destacar que os cristãos querem viver as suas festas cujo conteúdo é o da tradição cristã, o do Evangelho e não outro". (JSG)

 


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal Orani tem exortado os fiéis a seguirem o exemplo de São Sebastião e viverem a missionar ...
 
Celibato: carisma dado a alguns membros da Igreja, chamado para consagrar completamente a vida a Deu ...
 
O Caminho de Santiago de Compostela, cuja meta é a Catedral de Santiago, é conhecido também como ...
 
“A Assembleia da República manifesta o seu pesar pelos mais de 1.000 cristãos mortos em 2019 na ...
 
Seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Príncipe da Paz, Rei dos Reis, Senhor dos Senhores (Isaías 9-6 ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading