Loading
 
 
 
Loading
 
CNBB pronuncia-se sobre manifestações artísticas anticatólicas
Loading
 
13 de Dezembro de 2019 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Redação (Sexta-feira, 13-12-2019, Gaudium Press) Ainda há pouco tempo o Bispo de Palmares (PE), Dom Henrique Soares da Costa, desaprovou um filme lançado a propósito do Natal pela Netflix.

CNBB pronuncia-se sobre manifestações artísticas anticatólicas.jpg

O Bispo apontou o dito "filme" como sendo "debochado e desrespeitoso ao extremo" com a fé cristã, e exortou os fiéis a cancelaram sua assinatura da plataforma de streaming, "como um presente a Nosso Senhor".

O filme em questão havia sido lançado no dia 3 de dezembro pela Netflix, no Porta dos Fundos, e tinha como título ‘A Primeira Tentação de Cristo'. Ele retrata os personagens caricaturados e o próprio Cristo como sendo um homossexual.

Atitude orquestrada?

Tudo leva a crer, na verdade, trata-se de uma onda de desrespeito lançada especialmente contra a Fé numa tentativa de ridicularizar a religiosidade dos cristãos, especialmente dos católicos.

Estas são posturas que tendem a crescer, incentivadas por movimentos artísticos que agem em nome da liberdade de expressão para assim vilipendiar símbolos sagrados da fé cristã.

Reação dos Bispos brasileiros

A propósito dessas atitudes desrespeitosas a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) pronunciou-se através de uma nota divulgada na tarde de quinta-feira, 12/12.

A CNBB critica a postura de artistas lembrando que "Ridicularizar a crença de um grupo, seja ele qual for, além de constituir ilícito previsto na legislação penal, significa desrespeitar todas as pessoas, ferindo a busca por uma sociedade efetivamente democrática, que valoriza todos os seus cidadãos".

Aqui transcrevemos o texto completo da entidade episcopal:

Nota oficial da CNBB sobre o desrespeito à fé cristã

Examinai tudo e ficai com o que é bom! (1 Ts 5,21)

-A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) repudia recentes fatos que, em nome da liberdade de expressão e da criatividade artística, agridem profundamente a fé cristã. Ridicularizar a crença de um grupo, seja ele qual for, além de constituir ilícito previsto na legislação penal, significa desrespeitar todas as pessoas, ferindo a busca por uma sociedade efetivamente democrática, que valoriza todos os seus cidadãos.

A Igreja nunca deixou de promover a arte e a liberdade de expressão. Por isso, a CNBB reitera que toda produção artística respeite "os sentimentos de um povo ou de grupos que vivem valores, muitas vezes, revestidos de uma sacralidade inviolável". Quando há desrespeito em produções midiáticas, os meios de comunicação tornam-se violentos, verdadeiras armas que contribuem para ridicularizar e matar os valores mais profundos de um povo.

Vivemos em uma sociedade pluralista. Nem todos têm as mesmas crenças. Devemos, no entanto, como exigência ética e democrática, respeitar todas as pessoas. Nada permite a quem quer que seja o direito de vilipendiar crenças, atingindo vidas. O direito à liberdade de expressão não anula o respeito às pessoas e aos seus valores.

Neste tempo de Advento, somos convocados a permanecer firmes na fé, constantes na esperança e assíduos na caridade. Não podemos nos deixar conduzir por atitudes de quem, utilizando a inteligência recebida de Deus, agride esse mesmo Deus. Um dia, haveremos de prestar contas de todos os nossos atos.

Diante, pois, dessas agressões, respeitando a autonomia de cada pessoa a reagir conforme sua consciência, a CNBB clama a todos os cidadãos brasileiros a se unirem por um país com mais justiça, paz, respeito e fraternidade.

Brasília-DF, 12 de dezembro de 2019
Festa de Nossa Senhora de Guadalupe

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte - MG
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre - RS
1º Vice-Presidente da CNBB
Dom Mário Antônio da Silva
Bispo de Roraima - RR
2º Vice-Presidente da CNBB
Dom Joel Portella Amado
Bispo Auxiliar de S. Sebastião do Rio de Janeiro - RJ
Secretário-Geral da CNBB

 

Loading
CNBB pronuncia-se sobre manifestações artísticas anticatólicas

Redação (Sexta-feira, 13-12-2019, Gaudium Press) Ainda há pouco tempo o Bispo de Palmares (PE), Dom Henrique Soares da Costa, desaprovou um filme lançado a propósito do Natal pela Netflix.

CNBB pronuncia-se sobre manifestações artísticas anticatólicas.jpg

O Bispo apontou o dito "filme" como sendo "debochado e desrespeitoso ao extremo" com a fé cristã, e exortou os fiéis a cancelaram sua assinatura da plataforma de streaming, "como um presente a Nosso Senhor".

O filme em questão havia sido lançado no dia 3 de dezembro pela Netflix, no Porta dos Fundos, e tinha como título ‘A Primeira Tentação de Cristo'. Ele retrata os personagens caricaturados e o próprio Cristo como sendo um homossexual.

Atitude orquestrada?

Tudo leva a crer, na verdade, trata-se de uma onda de desrespeito lançada especialmente contra a Fé numa tentativa de ridicularizar a religiosidade dos cristãos, especialmente dos católicos.

Estas são posturas que tendem a crescer, incentivadas por movimentos artísticos que agem em nome da liberdade de expressão para assim vilipendiar símbolos sagrados da fé cristã.

Reação dos Bispos brasileiros

A propósito dessas atitudes desrespeitosas a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) pronunciou-se através de uma nota divulgada na tarde de quinta-feira, 12/12.

A CNBB critica a postura de artistas lembrando que "Ridicularizar a crença de um grupo, seja ele qual for, além de constituir ilícito previsto na legislação penal, significa desrespeitar todas as pessoas, ferindo a busca por uma sociedade efetivamente democrática, que valoriza todos os seus cidadãos".

Aqui transcrevemos o texto completo da entidade episcopal:

Nota oficial da CNBB sobre o desrespeito à fé cristã

Examinai tudo e ficai com o que é bom! (1 Ts 5,21)

-A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) repudia recentes fatos que, em nome da liberdade de expressão e da criatividade artística, agridem profundamente a fé cristã. Ridicularizar a crença de um grupo, seja ele qual for, além de constituir ilícito previsto na legislação penal, significa desrespeitar todas as pessoas, ferindo a busca por uma sociedade efetivamente democrática, que valoriza todos os seus cidadãos.

A Igreja nunca deixou de promover a arte e a liberdade de expressão. Por isso, a CNBB reitera que toda produção artística respeite "os sentimentos de um povo ou de grupos que vivem valores, muitas vezes, revestidos de uma sacralidade inviolável". Quando há desrespeito em produções midiáticas, os meios de comunicação tornam-se violentos, verdadeiras armas que contribuem para ridicularizar e matar os valores mais profundos de um povo.

Vivemos em uma sociedade pluralista. Nem todos têm as mesmas crenças. Devemos, no entanto, como exigência ética e democrática, respeitar todas as pessoas. Nada permite a quem quer que seja o direito de vilipendiar crenças, atingindo vidas. O direito à liberdade de expressão não anula o respeito às pessoas e aos seus valores.

Neste tempo de Advento, somos convocados a permanecer firmes na fé, constantes na esperança e assíduos na caridade. Não podemos nos deixar conduzir por atitudes de quem, utilizando a inteligência recebida de Deus, agride esse mesmo Deus. Um dia, haveremos de prestar contas de todos os nossos atos.

Diante, pois, dessas agressões, respeitando a autonomia de cada pessoa a reagir conforme sua consciência, a CNBB clama a todos os cidadãos brasileiros a se unirem por um país com mais justiça, paz, respeito e fraternidade.

Brasília-DF, 12 de dezembro de 2019
Festa de Nossa Senhora de Guadalupe

Dom Walmor Oliveira de Azevedo
Arcebispo de Belo Horizonte - MG
Presidente da CNBB

Dom Jaime Spengler
Arcebispo de Porto Alegre - RS
1º Vice-Presidente da CNBB
Dom Mário Antônio da Silva
Bispo de Roraima - RR
2º Vice-Presidente da CNBB
Dom Joel Portella Amado
Bispo Auxiliar de S. Sebastião do Rio de Janeiro - RJ
Secretário-Geral da CNBB

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/106610-CNBB-pronuncia-se-sobre-manifestacoes-artisticas-anticatolicas. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

O Cardeal Orani tem exortado os fiéis a seguirem o exemplo de São Sebastião e viverem a missionar ...
 
Celibato: carisma dado a alguns membros da Igreja, chamado para consagrar completamente a vida a Deu ...
 
O Caminho de Santiago de Compostela, cuja meta é a Catedral de Santiago, é conhecido também como ...
 
“A Assembleia da República manifesta o seu pesar pelos mais de 1.000 cristãos mortos em 2019 na ...
 
Seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Príncipe da Paz, Rei dos Reis, Senhor dos Senhores (Isaías 9-6 ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading