Loading
 
 
 
Loading
 
A inveja, o ciúme são sementes da guerra
Loading
 
24 de Janeiro de 2020 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 24-01-2020, Gaudium PressO Papa Francisco advertiu na homilia da missa que celebrou na Casa Santa Marta, nesta sexta-feira, 24 de janeiro, que a inveja e o ciúme crescem "falando consigo mesmo", na "murmuração consigo mesmo".

A inveja, o ciume são sementes de Guerra-Foto VaticanNews.jpg
A inveja, o ciúme: sentimentos "criminosos, que procuram sempre matar".
Foto: VaticanNews

Para Francisco o ciumento "é incapaz de ver a realidade", e somente "um fato muito forte" pode abrir seus olhos.

O Papa Francisco advertiu contra os sentimentos de inveja e ciúme em relação a outras pessoas, porque são sentimentos "criminosos, que procuram sempre matar", são "a semente de uma guerra", "um verme que te corrói por dentro".

Como exemplo do que dizia citou o caso do Rei Saul e do jovem Davi, narrado no Livro de Samuel e contido na liturgia de hoje:

"O ciúme de Saul o levou a acreditar que Davi era um assassino, um inimigo".

"Nós também, quando temos inveja, ciúmes, fazemos isto! Cada um de nós pense: 'Por que é que esta pessoa é insuportável para mim? Por que aquela outra nem sequer quero vê-la? Por que aquela outra...'

Cada um de nós pense por quê. Muitas vezes procuramos o porquê e descobrimos que são fantasias nossas. Fantasias, que porém crescem naquela murmuração conosco mesmo".

Inveja de Saul, Nobreza de Davi

Frente à inveja assassina de Saul, o Papa confrontou a nobreza de Davi e a exemplificou com o episódio bíblico no qual Saul vai à caverna na qual estavam refugiados Davi e seus partidários.

Os amigos de Davi o incentivam a aproveitar para matar o rei, mas ele se nega:

"Nunca colocarei minhas mãos sobre o ungido do Senhor", foi sua resposta.

E, em seguida, Davi sai da caverna e vai em direção a Saul, chamando-o "Ó rei, meu senhor!" e fazendo-o ver que poderia tê-lo matado.

Bolha de Ciúme

"Isso arrebenta a bolha de sabão do ciúme de Saul, que reconhece Davi como se fosse um filho e volta à realidade", disse Francisco.

"É uma graça quando o invejoso, o ciumento, se depara com uma realidade que estoura aquela bolha de sabão que é o seu vício de ciúme ou inveja", insistiu o Papa em sua reflexão.

Olhar para dentro de si mesmo

Por isso, convidou a olhar a si mesmo "quando não gostamos de uma pessoa, não a queremos bem.

Perguntemo-nos: ‘O que há dentro de mim? Há o verme do ciúme que cresce, porque ele tem algo que eu não tenho ou há uma raiva escondida?'".

Nesse sentido, convidou a "proteger nosso coração desta doença, desta murmuração comigo mesmo, que faz crescer esta bolha de sabão, que depois, não tem consistência, mas faz tanto mal". (JSG)

 

 

Loading
A inveja, o ciúme são sementes da guerra

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 24-01-2020, Gaudium PressO Papa Francisco advertiu na homilia da missa que celebrou na Casa Santa Marta, nesta sexta-feira, 24 de janeiro, que a inveja e o ciúme crescem "falando consigo mesmo", na "murmuração consigo mesmo".

A inveja, o ciume são sementes de Guerra-Foto VaticanNews.jpg
A inveja, o ciúme: sentimentos "criminosos, que procuram sempre matar".
Foto: VaticanNews

Para Francisco o ciumento "é incapaz de ver a realidade", e somente "um fato muito forte" pode abrir seus olhos.

O Papa Francisco advertiu contra os sentimentos de inveja e ciúme em relação a outras pessoas, porque são sentimentos "criminosos, que procuram sempre matar", são "a semente de uma guerra", "um verme que te corrói por dentro".

Como exemplo do que dizia citou o caso do Rei Saul e do jovem Davi, narrado no Livro de Samuel e contido na liturgia de hoje:

"O ciúme de Saul o levou a acreditar que Davi era um assassino, um inimigo".

"Nós também, quando temos inveja, ciúmes, fazemos isto! Cada um de nós pense: 'Por que é que esta pessoa é insuportável para mim? Por que aquela outra nem sequer quero vê-la? Por que aquela outra...'

Cada um de nós pense por quê. Muitas vezes procuramos o porquê e descobrimos que são fantasias nossas. Fantasias, que porém crescem naquela murmuração conosco mesmo".

Inveja de Saul, Nobreza de Davi

Frente à inveja assassina de Saul, o Papa confrontou a nobreza de Davi e a exemplificou com o episódio bíblico no qual Saul vai à caverna na qual estavam refugiados Davi e seus partidários.

Os amigos de Davi o incentivam a aproveitar para matar o rei, mas ele se nega:

"Nunca colocarei minhas mãos sobre o ungido do Senhor", foi sua resposta.

E, em seguida, Davi sai da caverna e vai em direção a Saul, chamando-o "Ó rei, meu senhor!" e fazendo-o ver que poderia tê-lo matado.

Bolha de Ciúme

"Isso arrebenta a bolha de sabão do ciúme de Saul, que reconhece Davi como se fosse um filho e volta à realidade", disse Francisco.

"É uma graça quando o invejoso, o ciumento, se depara com uma realidade que estoura aquela bolha de sabão que é o seu vício de ciúme ou inveja", insistiu o Papa em sua reflexão.

Olhar para dentro de si mesmo

Por isso, convidou a olhar a si mesmo "quando não gostamos de uma pessoa, não a queremos bem.

Perguntemo-nos: ‘O que há dentro de mim? Há o verme do ciúme que cresce, porque ele tem algo que eu não tenho ou há uma raiva escondida?'".

Nesse sentido, convidou a "proteger nosso coração desta doença, desta murmuração comigo mesmo, que faz crescer esta bolha de sabão, que depois, não tem consistência, mas faz tanto mal". (JSG)

 

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/107248-A-inveja--o-ciume-sao-sementes-da-guerra. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Quarta-Feira de Cinzas: seriedade, recolhimento, preparação das almas para receberem Cristo na P ...
 
Em sua proposta, a urista e teóloga Maria Garabis Davis afirmou que esta iniciativa a levou de uma ...
 
De acordo com o Decreto ‘Enchiridion Indulgentiarum' da Penitenciaria Apostólica, "ao fiel crist ...
 
Pontos que é bom saber para viver intensamente este tempo de preparação para Páscoa. ...
 
O Cardeal Raymundo Damasceno Assis, Arcebispo Emérito de Aparecida e Comissário, iniciou sua visit ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading