Loading
 
 
 
Loading
 
Papa não elege Santo Cura d'Ars padroeiro dos sacerdotes
Loading
 
11 de Junho de 2010 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 
Santo-Cura-d'Ars.jpg
Os 150 anos da morte de Santo Cura D'Ars foi o que motivou a instituição do Ano Sacerdotal

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 11-06-2010, Gaudium Press) O grande inspirador do Ano Sacerdotal, São João Maria Vianney, não foi proclamado pelo Papa Bento XVI padroeiro de todos os sacerdotes, como se esperava. O Santo Cura d'Ars, cujos 150 anos de falecimento motivaram a proclamação do período jubilar, continua sendo padroeiro de todos os párocos. A confirmação é do Padre Federico Lombardi, porta-voz vaticano: o pontífice "preferiu conservar ao Santo Cura d'Ars o título específico de padroeiro dos párocos", declarou o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Ser pároco foi o "próprio" ministério do Santo Cura d'Ars, "ao passo que existem tantas outras grandes figuras de sacerdotes que podem servir de inspiração e modelo para aqueles que desenvolvem numerosas outras formas de ministério sacerdotal", comentou padre Lombardi, sobre a posição do Papa.

O Ano Sacerdotal que foi concluído nesta manhã com a celebração eucarística na Praça de São Pedro tinha sido anunciado por Bento XVI à luz do 150º aniversário da morte de São João Maria Vianney. Durante toda a celebração de hoje estiveram presente imagens do Cura d'Ars. O pontífice, no entanto, não mencionou a proclamação. Ao final da cerimônia confiou todos os sacerdotes na especial oração de "Consagração e Confiança ao coração Imaculado da Beata Virgem Maria".

 

Loading
Papa não elege Santo Cura d'Ars padroeiro dos sacerdotes
Santo-Cura-d'Ars.jpg
Os 150 anos da morte de Santo Cura D'Ars foi o que motivou a instituição do Ano Sacerdotal

Cidade do Vaticano (Sexta-feira, 11-06-2010, Gaudium Press) O grande inspirador do Ano Sacerdotal, São João Maria Vianney, não foi proclamado pelo Papa Bento XVI padroeiro de todos os sacerdotes, como se esperava. O Santo Cura d'Ars, cujos 150 anos de falecimento motivaram a proclamação do período jubilar, continua sendo padroeiro de todos os párocos. A confirmação é do Padre Federico Lombardi, porta-voz vaticano: o pontífice "preferiu conservar ao Santo Cura d'Ars o título específico de padroeiro dos párocos", declarou o diretor da Sala de Imprensa da Santa Sé.

Ser pároco foi o "próprio" ministério do Santo Cura d'Ars, "ao passo que existem tantas outras grandes figuras de sacerdotes que podem servir de inspiração e modelo para aqueles que desenvolvem numerosas outras formas de ministério sacerdotal", comentou padre Lombardi, sobre a posição do Papa.

O Ano Sacerdotal que foi concluído nesta manhã com a celebração eucarística na Praça de São Pedro tinha sido anunciado por Bento XVI à luz do 150º aniversário da morte de São João Maria Vianney. Durante toda a celebração de hoje estiveram presente imagens do Cura d'Ars. O pontífice, no entanto, não mencionou a proclamação. Ao final da cerimônia confiou todos os sacerdotes na especial oração de "Consagração e Confiança ao coração Imaculado da Beata Virgem Maria".

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/16702-Papa-nao-elege-Santo-Cura-d-Ars-padroeiro-dos-sacerdotes. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

“Esta iniciativa é essencial porque de um lado encoraja a oração e, de outro, contribui para aj ...
 
A missa solene será presidida pelo Arcebispo de Natal, Dom Jaime Vieira Rocha. ...
 
O bispo Dom Dulcênio Fontes de Matos garantiu que o templo será “uma importante área de missão ...
 
Atualmente a Igreja Católica, possui por volta de 1,3 bilhão de seguidores, sendo uma das religiõ ...
 
As duas capitais assistiram uma grande demonstração de defesa da Vida desde a concepção até seu ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading