Loading
 
 
 
Loading
 
Igreja Católica no Gabão celebra 50 anos de independência do país
Loading
 
16 de Agosto de 2010 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 


Libreville (Segunda-feira, 16-08-2010, Gaudium Press) A Igreja no Gabão, assim como todo o país, comemora amanhã o cinquentenário da independência do país. O Gabão tornou-se independente da França em 17 de agosto de 1960.
 
Para celebrar esta importante data, a arquidiocese de Libreville, capital do país africano, realizou uma série de eventos. Recentemente, o apostolado dos leigos organizou uma conferência com o tema "A ajuda da Igreja Católica no quinquagésimo da independência", na qual foi traçada a história das últimas cinco décadas do Gabão com foco no papel da Igreja em âmbito religioso e socioeducativo.

As comemorações se estenderam no último sábado, 14, com a realização de uma Via Sacra pelas ruas da cidade, evento que culminou com a celebração de uma missa pelo "Amor da Nação". Após a celebração eucarística, os fiéis gabonenses partiram em procissão rumo a Catedral Nossa Senhora da Assunção.

As festividades pelo cinquentenário de independência do Gabão começaram em 23 de julho deste ano. Para marcar data tão importante a catedral de Liberville, Santa Marie, foi enfeitada com objetos que simbolizam a proteção de Deus ao país e a reconciliação do povo de gabonense com Jesus Cristo.

A missão da Igreja Católica no Gabão começou em 1844, justamente em Libreville, e hoje está em todo o país graças a um trabalho religioso realizado nas escolas primárias, colégios e estruturas de acolhimento. Com informações da Rádio Vaticana.

 

Loading
Igreja Católica no Gabão celebra 50 anos de independência do país


Libreville (Segunda-feira, 16-08-2010, Gaudium Press) A Igreja no Gabão, assim como todo o país, comemora amanhã o cinquentenário da independência do país. O Gabão tornou-se independente da França em 17 de agosto de 1960.
 
Para celebrar esta importante data, a arquidiocese de Libreville, capital do país africano, realizou uma série de eventos. Recentemente, o apostolado dos leigos organizou uma conferência com o tema "A ajuda da Igreja Católica no quinquagésimo da independência", na qual foi traçada a história das últimas cinco décadas do Gabão com foco no papel da Igreja em âmbito religioso e socioeducativo.

As comemorações se estenderam no último sábado, 14, com a realização de uma Via Sacra pelas ruas da cidade, evento que culminou com a celebração de uma missa pelo "Amor da Nação". Após a celebração eucarística, os fiéis gabonenses partiram em procissão rumo a Catedral Nossa Senhora da Assunção.

As festividades pelo cinquentenário de independência do Gabão começaram em 23 de julho deste ano. Para marcar data tão importante a catedral de Liberville, Santa Marie, foi enfeitada com objetos que simbolizam a proteção de Deus ao país e a reconciliação do povo de gabonense com Jesus Cristo.

A missão da Igreja Católica no Gabão começou em 1844, justamente em Libreville, e hoje está em todo o país graças a um trabalho religioso realizado nas escolas primárias, colégios e estruturas de acolhimento. Com informações da Rádio Vaticana.

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/18554-Igreja-Catolica-no-Gabao-celebra-50-anos-de-independencia-do-pais. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Através de uma vídeo-mensagem, o sucessor de Dom Bosco mostrou o livro com os nomes de todos os mi ...
 
Francisco recorda experiência de católicos ucranianos durante “a longa opressão do regime sovi ...
 
Dom Fernando Guimarães, pediu para que “levem à toda comunidade (dos Arautos do Evangelho), o me ...
 
O Simpósio é organizado pela Academia Pontifícia para a Vida e pelo Cume Mundial de Inovação pa ...
 
Quantas vezes nós nos lamentamos, nos lamentamos e tantas vezes pensamos que os nossos pecados não ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading