Loading
 
 
 
Loading
 
Começa a restauração do altar-mor da Catedral Basílica de Salvador
Loading
 
30 de Março de 2009 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Salvador (Segunda, 30-03-2009, Gaudium Press) Por muito tempo revestido de ouro e agora devastado pela ação dos cupins, o altar-mor da Catedral Basílica de Salvador começou a ser restaurado na última terça-feira (24), trabalho que deve durar pelo menos 1 ano e pode consumir cerca de 900 mil reais. O cuidadoso trabalho de restauro do altar, datado do século XVI, começou pelos 18 painéis, pintados pelo irmão jesuíta Domingos Rodrigues, que retratam passagens da vida de Jesus Cristo e ilustram a entrada do altar.

A recuperação está dividida em três etapas: resolução de problemas estruturais, com técnicas em carpintaria, em seguida, a desinfestação de insetos, e por último a fixação do dourado na base do altar, com a raspagem do produto falso e a aplicação de ouro antigo.

Técnica possibilitada por conta de uma parceria ítalo-brasileira, pela primeira vez será usado um equipamento que dispara feixes de laser, para a limpeza de pedra, madeira, metal e pintura. O equipamento já começou a ser testado. "A situação de conservação geral do altar é de muita degradação, mas recuperável", explica um dos restauradores envolvidos no trabalho, o italiano Gianmario Finadri.

O trabalho é feito por uma parceria entre a Fundação Maria Nóbrega, Cúria Metropolitana e a Associação ítalo-brasileira Opus Bahia. Em 2010, o altar recuperado será apresentado e começa a restauração dos altares laterais.

 

Loading
Começa a restauração do altar-mor da Catedral Basílica de Salvador

Salvador (Segunda, 30-03-2009, Gaudium Press) Por muito tempo revestido de ouro e agora devastado pela ação dos cupins, o altar-mor da Catedral Basílica de Salvador começou a ser restaurado na última terça-feira (24), trabalho que deve durar pelo menos 1 ano e pode consumir cerca de 900 mil reais. O cuidadoso trabalho de restauro do altar, datado do século XVI, começou pelos 18 painéis, pintados pelo irmão jesuíta Domingos Rodrigues, que retratam passagens da vida de Jesus Cristo e ilustram a entrada do altar.

A recuperação está dividida em três etapas: resolução de problemas estruturais, com técnicas em carpintaria, em seguida, a desinfestação de insetos, e por último a fixação do dourado na base do altar, com a raspagem do produto falso e a aplicação de ouro antigo.

Técnica possibilitada por conta de uma parceria ítalo-brasileira, pela primeira vez será usado um equipamento que dispara feixes de laser, para a limpeza de pedra, madeira, metal e pintura. O equipamento já começou a ser testado. "A situação de conservação geral do altar é de muita degradação, mas recuperável", explica um dos restauradores envolvidos no trabalho, o italiano Gianmario Finadri.

O trabalho é feito por uma parceria entre a Fundação Maria Nóbrega, Cúria Metropolitana e a Associação ítalo-brasileira Opus Bahia. Em 2010, o altar recuperado será apresentado e começa a restauração dos altares laterais.

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/3021-Comeca-a-restauracao-do-altar-mor-da-Catedral-Basilica-de-Salvador. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A alegria verdadeira brota de um coração puro que ama a Deus e ao próximo, tem a consciência tra ...
 
A iniciativa, que é aberta a toda comunidade, não apenas aos jovens, já reuniu mais de 700 pessoa ...
 
O Bispo de Braga, Dom Jorge Ortiga expressou em seu perfil no Twitter sentir uma "tristeza de morte" ...
 
Todos batizados “somos convidados a defender de maneira especial a vida por nascer”. ...
 
O decreto de concessão do título foi assinado pela Sagrada Congregação do Culto Divino e Discipl ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading