Loading
 
 
 
Loading
 
CNBB repudia ameaças sofridas por religiosa no Pará
Loading
 
30 de Março de 2009 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Brasília (Segunda, 30-03-2009, Gaudium Press) O secretariado Regional Norte 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) criticou, em nota, as ameaças de morte que a coordenadora da Comissão de Justiça e Paz (CJP), Irmã Henriqueta Cavalcante, sofreu na última terça-feira, 24, por meio de um telefonema.

"O secretariado executivo do Regional Norte 2 interpreta a ameaça como um ato desesperado e como uma tentativa, não apenas de atingir a coordenadora da CJP, mas sim como uma forma de calar a voz da Igreja diante de sua incessante luta pela defesa da vida", afirma, em nota, a secretária-executiva do Regional, Orlanda Rodrigues Alves.

"É sabido que a Igreja, seguidora e fiel às propostas de Jesus Cristo ‘que veio para que todos tenham vida e vida em abundância' desempenha um papel profético na defesa e promoção da vida, denunciando toda forma de injustiça, especialmente quando é praticada por aqueles que deveriam lutar em favor da justiça", salienta a nota.

A Comissão de Justiça e Paz (CJP) do Regional Norte 2 da CNBB, que compreende os estados do Pará e do Amapá, denunciou que sua coordenadora, Irmã Henriqueta Cavalcante, sofreu ameaças de morte por causa de sua atuação junto à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura denúncias de pedofilia no estado do Pará.

As investigações de abuso sexual de crianças e adolescentes recaem principalmente sobre algumas autoridades políticas do Pará e os movimentos sociais do estado - dos quais Irmã Henriqueta Cavalcante faz parte - têm se manifestado publicamente, cobrando apuração rigorosa e punição para os envolvidos.

"Atos como este podem ser vistos como atentados contra a própria comissão, já que ela tem se valido bastante das informações de fontes importantes como a religiosa", afirmou o relator da CPI da Pedofilia da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Arnaldo Jordy.

 

Loading
CNBB repudia ameaças sofridas por religiosa no Pará

Brasília (Segunda, 30-03-2009, Gaudium Press) O secretariado Regional Norte 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) criticou, em nota, as ameaças de morte que a coordenadora da Comissão de Justiça e Paz (CJP), Irmã Henriqueta Cavalcante, sofreu na última terça-feira, 24, por meio de um telefonema.

"O secretariado executivo do Regional Norte 2 interpreta a ameaça como um ato desesperado e como uma tentativa, não apenas de atingir a coordenadora da CJP, mas sim como uma forma de calar a voz da Igreja diante de sua incessante luta pela defesa da vida", afirma, em nota, a secretária-executiva do Regional, Orlanda Rodrigues Alves.

"É sabido que a Igreja, seguidora e fiel às propostas de Jesus Cristo ‘que veio para que todos tenham vida e vida em abundância' desempenha um papel profético na defesa e promoção da vida, denunciando toda forma de injustiça, especialmente quando é praticada por aqueles que deveriam lutar em favor da justiça", salienta a nota.

A Comissão de Justiça e Paz (CJP) do Regional Norte 2 da CNBB, que compreende os estados do Pará e do Amapá, denunciou que sua coordenadora, Irmã Henriqueta Cavalcante, sofreu ameaças de morte por causa de sua atuação junto à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura denúncias de pedofilia no estado do Pará.

As investigações de abuso sexual de crianças e adolescentes recaem principalmente sobre algumas autoridades políticas do Pará e os movimentos sociais do estado - dos quais Irmã Henriqueta Cavalcante faz parte - têm se manifestado publicamente, cobrando apuração rigorosa e punição para os envolvidos.

"Atos como este podem ser vistos como atentados contra a própria comissão, já que ela tem se valido bastante das informações de fontes importantes como a religiosa", afirmou o relator da CPI da Pedofilia da Assembleia Legislativa do Pará, deputado Arnaldo Jordy.

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/3029-CNBB-repudia-ameacas-sofridas-por-religiosa-no-Para. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A alegria verdadeira brota de um coração puro que ama a Deus e ao próximo, tem a consciência tra ...
 
A iniciativa, que é aberta a toda comunidade, não apenas aos jovens, já reuniu mais de 700 pessoa ...
 
O Bispo de Braga, Dom Jorge Ortiga expressou em seu perfil no Twitter sentir uma "tristeza de morte" ...
 
Todos batizados “somos convidados a defender de maneira especial a vida por nascer”. ...
 
O decreto de concessão do título foi assinado pela Sagrada Congregação do Culto Divino e Discipl ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading