Loading
 
 
 
Loading
 
Lançada biografia sobre prefeito emérito português da Congregação para as Causas dos Santos
Loading
 
2 de Abril de 2009 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Portugal (Quinta, 02-04-2009, Gaudium Press) O cardeal José Saraiva Martins tem uma longa e importante trajetória dentro da Igreja Católica Romana. Natural de Gagos de Jarmelo, na Guarda, Portugal, onde nasceu no ano de 1932, frequentou o Seminário das Termas de São Vicente e partiu, já em 1954, para Roma. Foi ordenado sacerdote três anos depois, exerceu o cargo de reitor da Pontifícia Universidade Urbaniana, obteve um doutorado pela Universidade de S. Tomás de Aquino até que, por fim, foi nomeado por João Paulo II, em 1988, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos. É essa história que o livro "Quando a Igreja Sorri" se dispõe a contar.

Escrita pelo jornalista italiano Andrea Tornielli, a obra, de 264 páginas, foi apresentada ontem na Biblioteca Eduardo Lourenço, na cidade natal do cardeal português, pelo monsenhor Vitor Feytor Pinto, e contou com a presença do próprio biografado.

Teólogo e professor, José Saraiva Martins é um dos mais influentes cardeais portugueses. Como membro da cúria romana, tornou-se um dos mais próximos religiosos do falecido papa João Paulo II. Hoje prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos, a sua intervenção foi considerada fundamental para a canonização dos três pastorinhos de Fátima.

Em 24 de Fevereiro de 2009, dom José foi nomeado cardeal-bispo da Igreja Católica pelo Papa Bento XVI, com o título de Cardeal-Bispo de Palestrina.

O livro já está a venda na Europa, por cerca de 15 euros. Ainda não há previsão de publicação no Brasil.

 

Loading
Lançada biografia sobre prefeito emérito português da Congregação para as Causas dos Santos

Portugal (Quinta, 02-04-2009, Gaudium Press) O cardeal José Saraiva Martins tem uma longa e importante trajetória dentro da Igreja Católica Romana. Natural de Gagos de Jarmelo, na Guarda, Portugal, onde nasceu no ano de 1932, frequentou o Seminário das Termas de São Vicente e partiu, já em 1954, para Roma. Foi ordenado sacerdote três anos depois, exerceu o cargo de reitor da Pontifícia Universidade Urbaniana, obteve um doutorado pela Universidade de S. Tomás de Aquino até que, por fim, foi nomeado por João Paulo II, em 1988, prefeito da Congregação para as Causas dos Santos. É essa história que o livro "Quando a Igreja Sorri" se dispõe a contar.

Escrita pelo jornalista italiano Andrea Tornielli, a obra, de 264 páginas, foi apresentada ontem na Biblioteca Eduardo Lourenço, na cidade natal do cardeal português, pelo monsenhor Vitor Feytor Pinto, e contou com a presença do próprio biografado.

Teólogo e professor, José Saraiva Martins é um dos mais influentes cardeais portugueses. Como membro da cúria romana, tornou-se um dos mais próximos religiosos do falecido papa João Paulo II. Hoje prefeito emérito da Congregação para as Causas dos Santos, a sua intervenção foi considerada fundamental para a canonização dos três pastorinhos de Fátima.

Em 24 de Fevereiro de 2009, dom José foi nomeado cardeal-bispo da Igreja Católica pelo Papa Bento XVI, com o título de Cardeal-Bispo de Palestrina.

O livro já está a venda na Europa, por cerca de 15 euros. Ainda não há previsão de publicação no Brasil.

 


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

A alegria verdadeira brota de um coração puro que ama a Deus e ao próximo, tem a consciência tra ...
 
A iniciativa, que é aberta a toda comunidade, não apenas aos jovens, já reuniu mais de 700 pessoa ...
 
O Bispo de Braga, Dom Jorge Ortiga expressou em seu perfil no Twitter sentir uma "tristeza de morte" ...
 
Todos batizados “somos convidados a defender de maneira especial a vida por nascer”. ...
 
O decreto de concessão do título foi assinado pela Sagrada Congregação do Culto Divino e Discipl ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading