Loading
 
 
 
Loading
 
Bento XVI reconhece virtudes heróicas de Irmã Dulce
Loading
 
5 de Abril de 2009 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Salvador (Domingo, 05-04-2009, Gaudium Press) O papa Bento XVI reconheceu na tarde da última sexta-feira, dia 3, as virtudes heróicas de Irmã Dulce - primeiro passo no processo que pode levar à canonização da religiosa. A decisão - da canonização - já havia sido tomada em janeiro pela Congregação para a Causa dos Santos, formada por cardeais, bispos e teólogos, mas aguardava a assinatura do Papa para tornar-se oficial.

Irmã Dulce nasceu em Salvador, em 26 de maio de 1914, e morreu na mesma cidade, em 13 de março de 1992. O interesse pela vida religiosa começou a se manifestar já no início da adolescência. Aos 13 anos de idade, atendia doentes no portão de sua casa, no bairro de Nazaré. No mesmo ano, recebeu o hábito religioso e adotou, em homenagem à mãe, o nome de Irmã Dulce, e teve a vida dedicada aos pobres e às obras sociais.

O processo de beatificação da religiosa brasileira começou em janeiro de 2000. Em 2003, a Congregação da Causa dos Santos recebeu os atos jurídicos do processo e reconheceu um possível milagre ocorrido por intercessão da religiosa, que ainda precisa ser comprovado.

 

Loading
Bento XVI reconhece virtudes heróicas de Irmã Dulce

Salvador (Domingo, 05-04-2009, Gaudium Press) O papa Bento XVI reconheceu na tarde da última sexta-feira, dia 3, as virtudes heróicas de Irmã Dulce - primeiro passo no processo que pode levar à canonização da religiosa. A decisão - da canonização - já havia sido tomada em janeiro pela Congregação para a Causa dos Santos, formada por cardeais, bispos e teólogos, mas aguardava a assinatura do Papa para tornar-se oficial.

Irmã Dulce nasceu em Salvador, em 26 de maio de 1914, e morreu na mesma cidade, em 13 de março de 1992. O interesse pela vida religiosa começou a se manifestar já no início da adolescência. Aos 13 anos de idade, atendia doentes no portão de sua casa, no bairro de Nazaré. No mesmo ano, recebeu o hábito religioso e adotou, em homenagem à mãe, o nome de Irmã Dulce, e teve a vida dedicada aos pobres e às obras sociais.

O processo de beatificação da religiosa brasileira começou em janeiro de 2000. Em 2003, a Congregação da Causa dos Santos recebeu os atos jurídicos do processo e reconheceu um possível milagre ocorrido por intercessão da religiosa, que ainda precisa ser comprovado.

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/3197-Bento-XVI-reconhece-virtudes-heroicas-de-Irma-Dulce-. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Cardeal Zen Ze-kiun, afirmou que o governo comunista chinês quer a rendição do Vaticano. ...
 
O caso acontece duas semanas após o assassinato de Michael Nnadi. Seminarista que havia sido seques ...
 
Papa: para os diplomatas vaticanos será necessária a realização de uma ação missionária de um ...
 
A ideia nasceu do desejo de tornar público o melhor das coleções e ter a maneira de dar a conhece ...
 
Os cardeais Conselheiros reúnem-se nesses três dias com o Papa para a 33ª Reunião do Conselho de ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading