Loading
 
 
 
Loading
 
Igrejas e capelas em Minas Gerais correm o risco de ruir, dizem autoridades
Loading
 
6 de Abril de 2009 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Congonhas e Mariana (Segunda, 06-04-2009, Gaudium Press/Agência Folha) De acordo com autoridade e funcionários do Iphan e do Iepha, duas igrejas do século XVIII em Minas Gerais, tombadas pelos patrimônios estadual e federal e em péssimo estado de conservação, correm risco de ruir. Segundo a agência Folha, todos os lados envolvidos reclamam da crônica falta de recursos.

Só entre igrejas e capelas tombadas pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e pelo Iepha (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico) são cerca de 150 no estado. Os municípios têm cerca de 370 igrejas tombadas, não necessariamente do período barroco.

Para o promotor Marcos Paulo Miranda, coordenador da Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Histórico, Cultural e Turístico, o abandono é real. "Temos nos deparado com essa situação rotineiramente. Na maioria das vezes, nessas capelas há índice maior de problemas envolvendo conservação e prevenção sobretudo", afirma.

"Da forma como a política municipal vem se desenvolvendo no país ao longo dos anos, os distritos sempre enfrentam maiores dificuldades para ter acesso aos recursos municipais", diz a vice-presidente do Iepha, Maria Marta Araújo.

A chefe do escritório do Iphan em Mariana, Maria Cristina Seabra de Miranda, diz não haver diferença de tratamento. De acordo com ela, os recursos é que são poucos.

O cônego João Francisco Ribeiro, diretor de Patrimônio da Arquidiocese de Mariana, diz que em comunidades mais pobres as dificuldades para manter as igrejas são maiores. "A diocese está atenta a essas igrejas todas, inclusive procurando projeto e verba".

Recuperação

Lélio Mendes, da Secretaria da Cultura de Mariana, diz que o município está prestes a tombar o núcleo histórico de Santa Rita Durão, o que poderá agilizar a recuperação das igrejas.

 

Loading
Igrejas e capelas em Minas Gerais correm o risco de ruir, dizem autoridades

Congonhas e Mariana (Segunda, 06-04-2009, Gaudium Press/Agência Folha) De acordo com autoridade e funcionários do Iphan e do Iepha, duas igrejas do século XVIII em Minas Gerais, tombadas pelos patrimônios estadual e federal e em péssimo estado de conservação, correm risco de ruir. Segundo a agência Folha, todos os lados envolvidos reclamam da crônica falta de recursos.

Só entre igrejas e capelas tombadas pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e pelo Iepha (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico) são cerca de 150 no estado. Os municípios têm cerca de 370 igrejas tombadas, não necessariamente do período barroco.

Para o promotor Marcos Paulo Miranda, coordenador da Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Histórico, Cultural e Turístico, o abandono é real. "Temos nos deparado com essa situação rotineiramente. Na maioria das vezes, nessas capelas há índice maior de problemas envolvendo conservação e prevenção sobretudo", afirma.

"Da forma como a política municipal vem se desenvolvendo no país ao longo dos anos, os distritos sempre enfrentam maiores dificuldades para ter acesso aos recursos municipais", diz a vice-presidente do Iepha, Maria Marta Araújo.

A chefe do escritório do Iphan em Mariana, Maria Cristina Seabra de Miranda, diz não haver diferença de tratamento. De acordo com ela, os recursos é que são poucos.

O cônego João Francisco Ribeiro, diretor de Patrimônio da Arquidiocese de Mariana, diz que em comunidades mais pobres as dificuldades para manter as igrejas são maiores. "A diocese está atenta a essas igrejas todas, inclusive procurando projeto e verba".

Recuperação

Lélio Mendes, da Secretaria da Cultura de Mariana, diz que o município está prestes a tombar o núcleo histórico de Santa Rita Durão, o que poderá agilizar a recuperação das igrejas.

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/3217-Igrejas-e-capelas-em-Minas-Gerais-correm-o-risco-de-ruir--dizem-autoridades. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Cardeal Zen Ze-kiun, afirmou que o governo comunista chinês quer a rendição do Vaticano. ...
 
O caso acontece duas semanas após o assassinato de Michael Nnadi. Seminarista que havia sido seques ...
 
Papa: para os diplomatas vaticanos será necessária a realização de uma ação missionária de um ...
 
A ideia nasceu do desejo de tornar público o melhor das coleções e ter a maneira de dar a conhece ...
 
Os cardeais Conselheiros reúnem-se nesses três dias com o Papa para a 33ª Reunião do Conselho de ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading