Loading
 
 
 
Loading
 
Igrejas de cidades históricas de Minas Gerais vão passar a Semana Santa fechadas
Loading
 
8 de Abril de 2009 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Belo Horizonte (Quarta, 08-04-2009, Gaudium Press) Igrejas de cidades históricas de Minas Gerais, como Mariana e Ouro Preto, vão passar a Semana Santa de portas fechadas. Só em Ouro Preto, quatro das 13 igrejas locais foram interditadas por riscos de acidentes. Em Mariana, técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) avaliaram a estrutura da Igreja de São Francisco, uma das mais tradicionais da cidade. Para garantir a segurança dos fiéis, a paróquia foi fechada.

Na última segunda-feira, a comunidade da Igreja de São Francisco de Assis tentou reabrir as portas. Técnicos do Iphan, engenheiros e membros do Corpo de Bombeiros reavaliaram o risco de acidentes. O laudo só deve ser concluído em dez dias. Até lá, o Ministério Público não vai autorizar nenhum tipo de cerimônia ou visitação de turistas. "Há perigo iminente de desabamento total ou parcial de algumas partes da igreja", avalia o promotor do Patrimônio Histórico de Mariana, Antônio Carlos de Oliveira.

A Igreja de São Francisco, em Mariana, está interditada há oito dias, a pedido do Iphan. A ação de cupins e o aparecimento de trincas estariam comprometendo a segurança do local. Por falta de segurança, quatro das 13 igrejas históricas de Ouro Preto também estão de portas fechadas, desde a semana passada, para turistas e fiéis. Sem poder celebrar missas e dobrar os sinos durante as procissões, a tradicional Semana Santa da cidade será mais discreta.

A recuperação da Paróquia de Santa Efigênia, em Ouro Preto, começou há sete meses. "É natural existirem cupins e carunchos. O que não é natural é deixar eles comerem as obras artísticas das igrejas e edificações históricas de Minas e do país", diz o especialista Norivaldo dos Anjos.

Nas igrejas de São José, das Mercês e do Senhor Bom Jesus, também em Ouro Preto, não há previsão para o início das obras. A prefeitura da cidade informou que tem buscado recursos em instituições financeiras e nos governos estadual e federal para financiar a recuperação do patrimônio da cidade. No caso das igrejas, as obras são feitas por meio de convênios firmados com a arquidiocese de Mariana, proprietária dos imóveis.

Sobre a situação da Igreja de São Francisco de Assis em Mariana, a prefeitura informou que não houve pedido de ajuda ao município e que não foi comunicada pelo Iphan nem pela arquidiocese sobre a necessidade de interdição. A prefeitura informa, ainda, que poderá contribuir com a recuperação do imóvel, o que já foi feito em vários patrimônios tombados.

A má conservação ameaça também outros monumentos históricos de Minas Gerais. Em Congonhas, parte do telhado da matriz de Nossa Senhora da Conceição cedeu e põe em risco uma construção do período colonial. "É a maior nave do período colonial, superando Ouro Preto e de outras cidades históricas", conta o padre João Chagas, pároco da matriz.

 

Loading
Igrejas de cidades históricas de Minas Gerais vão passar a Semana Santa fechadas

Belo Horizonte (Quarta, 08-04-2009, Gaudium Press) Igrejas de cidades históricas de Minas Gerais, como Mariana e Ouro Preto, vão passar a Semana Santa de portas fechadas. Só em Ouro Preto, quatro das 13 igrejas locais foram interditadas por riscos de acidentes. Em Mariana, técnicos do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) avaliaram a estrutura da Igreja de São Francisco, uma das mais tradicionais da cidade. Para garantir a segurança dos fiéis, a paróquia foi fechada.

Na última segunda-feira, a comunidade da Igreja de São Francisco de Assis tentou reabrir as portas. Técnicos do Iphan, engenheiros e membros do Corpo de Bombeiros reavaliaram o risco de acidentes. O laudo só deve ser concluído em dez dias. Até lá, o Ministério Público não vai autorizar nenhum tipo de cerimônia ou visitação de turistas. "Há perigo iminente de desabamento total ou parcial de algumas partes da igreja", avalia o promotor do Patrimônio Histórico de Mariana, Antônio Carlos de Oliveira.

A Igreja de São Francisco, em Mariana, está interditada há oito dias, a pedido do Iphan. A ação de cupins e o aparecimento de trincas estariam comprometendo a segurança do local. Por falta de segurança, quatro das 13 igrejas históricas de Ouro Preto também estão de portas fechadas, desde a semana passada, para turistas e fiéis. Sem poder celebrar missas e dobrar os sinos durante as procissões, a tradicional Semana Santa da cidade será mais discreta.

A recuperação da Paróquia de Santa Efigênia, em Ouro Preto, começou há sete meses. "É natural existirem cupins e carunchos. O que não é natural é deixar eles comerem as obras artísticas das igrejas e edificações históricas de Minas e do país", diz o especialista Norivaldo dos Anjos.

Nas igrejas de São José, das Mercês e do Senhor Bom Jesus, também em Ouro Preto, não há previsão para o início das obras. A prefeitura da cidade informou que tem buscado recursos em instituições financeiras e nos governos estadual e federal para financiar a recuperação do patrimônio da cidade. No caso das igrejas, as obras são feitas por meio de convênios firmados com a arquidiocese de Mariana, proprietária dos imóveis.

Sobre a situação da Igreja de São Francisco de Assis em Mariana, a prefeitura informou que não houve pedido de ajuda ao município e que não foi comunicada pelo Iphan nem pela arquidiocese sobre a necessidade de interdição. A prefeitura informa, ainda, que poderá contribuir com a recuperação do imóvel, o que já foi feito em vários patrimônios tombados.

A má conservação ameaça também outros monumentos históricos de Minas Gerais. Em Congonhas, parte do telhado da matriz de Nossa Senhora da Conceição cedeu e põe em risco uma construção do período colonial. "É a maior nave do período colonial, superando Ouro Preto e de outras cidades históricas", conta o padre João Chagas, pároco da matriz.

 

Conteúdo publicado em gaudiumpress.org, no link http://www.gaudiumpress.org/content/3263-Igrejas-de-cidades-historicas-de-Minas-Gerais-vao-passar-a-Semana-Santa-fechadas-. Autoriza-se a sua publicação desde que se cite a fonte.



 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Cardeal Zen Ze-kiun, afirmou que o governo comunista chinês quer a rendição do Vaticano. ...
 
O caso acontece duas semanas após o assassinato de Michael Nnadi. Seminarista que havia sido seques ...
 
Papa: para os diplomatas vaticanos será necessária a realização de uma ação missionária de um ...
 
A ideia nasceu do desejo de tornar público o melhor das coleções e ter a maneira de dar a conhece ...
 
Os cardeais Conselheiros reúnem-se nesses três dias com o Papa para a 33ª Reunião do Conselho de ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading