Loading
 
 
 
Loading
 
“O Advento é o momento oportuno para voltarmos os olhos para o menino Jesus”
Loading
 
4 de Dezembro de 2013 / 0 Comentários
 
Imprimir
 
 

Belo Horizonte - Minas Gerais (Quarta-feira, 04-12-2013, Gaudium Press) "O Advento é o momento oportuno para voltarmos os olhos para o menino Jesus e escutarmos a sua voz, que amorosamente toca o coração da humanidade e nos chama para fazer o bem", foi o que disse o Arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, à Gaudium Press.

arcebispo_dom_walmor_oliveira_de_azevedo.jpg

Explicando sobre o significado do período do Advento, comemorado pela Igreja no mês de dezembro, o prelado afirma que este é o momento ideal "de nos prepararmos para acolher de coração o mais importante e completo presente dado à humanidade: Jesus Cristo, o Filho amado de Deus Pai e único Senhor e Salvador".

"N'Ele, unicamente, está a fonte da sabedoria. Suplicar a graça de recebê-la e, de fato, possuí-la, no tempo do Advento, deve ser o mais importante desejo de todo coração humano".

Dom Walmor, ao destacar as principais características das celebrações durante este tempo litúrgico, ressalta que o Advento deve ser observado como o "tempo de expectativa", onde cristão "é chamado a receber dignamente o Senhor".

"É tempo de escuta da Palavra, tempo de espera, celebrado com sobriedade e com uma alegria discreta. Tempo singular que a humanidade tem para renovar suas forças e encher-se da sabedoria que o mistério da encarnação do Verbo de Deus revela, possibilitando a conquista e a vivência de autêntica fraternidade e solidariedade", acrescenta.

Para o Arcebispo, assim como em cada tempo litúrgico, o Advento traz suas próprias marcas durante as quatro semanas destinadas à preparação "para uma autêntica celebração do Natal", onde a Igreja "proclama para povoar o coração dos seus fiéis e interpelar a consciência de homens e mulheres de boa vontade".

De acordo com Dom Walmor, o caminho de preparação para um novo tempo deve passar pela reflexão interna e individual dos fiéis. "Nas paróquias e comunidades de Fé, os sacerdotes conduzem os fiéis para que vivam este tempo com plenitude verdadeira", explica.

O prelado acredita que este período litúrgico possui uma dimensão mariana, pois, "Deus, em seu amor, escolheu Maria para ser a Mãe de seu filho, Jesus Cristo", sendo Ela quem viveu o Advento mais importante da história.

"Ela gerou o Salvador, viveu o mistério da maternidade e se preparou para receber Jesus, possibilitando que as promessas de Deus se cumprissem", observa.

Nossa Senhora, segundo Dom Walmor, é para a humanidade a porta-voz da vida e da esperança e o Advento é o tempo mariano por excelência, pois, nos tempos atuais, a Virgem Santíssima nos ensina a vivê-lo por meio de seu exemplo.

Concluindo a entrevista, o Arcebispo enaltece Maria Santíssima como "o modelo que está colocado no horizonte de nossas vidas para inspirar os passos de nossa caminhada", sendo um exemplo para a Igreja e para cada discípulo.

"Ela ensina a sermos sempre atentos aos apelos de Deus, disponíveis para nossas vocações, mais acolhedores às vontades do Pai. Sem as manchas do pecado original, sua vida de santidade, doação e amor se torna fonte perene de bênçãos e de graças e inspiração para que cada um viva o Advento plenamente".

Por Leandro Massoni Ilhéu

Loading
“O Advento é o momento oportuno para voltarmos os olhos para o menino Jesus”

Belo Horizonte - Minas Gerais (Quarta-feira, 04-12-2013, Gaudium Press) "O Advento é o momento oportuno para voltarmos os olhos para o menino Jesus e escutarmos a sua voz, que amorosamente toca o coração da humanidade e nos chama para fazer o bem", foi o que disse o Arcebispo de Belo Horizonte, Dom Walmor Oliveira de Azevedo, à Gaudium Press.

arcebispo_dom_walmor_oliveira_de_azevedo.jpg

Explicando sobre o significado do período do Advento, comemorado pela Igreja no mês de dezembro, o prelado afirma que este é o momento ideal "de nos prepararmos para acolher de coração o mais importante e completo presente dado à humanidade: Jesus Cristo, o Filho amado de Deus Pai e único Senhor e Salvador".

"N'Ele, unicamente, está a fonte da sabedoria. Suplicar a graça de recebê-la e, de fato, possuí-la, no tempo do Advento, deve ser o mais importante desejo de todo coração humano".

Dom Walmor, ao destacar as principais características das celebrações durante este tempo litúrgico, ressalta que o Advento deve ser observado como o "tempo de expectativa", onde cristão "é chamado a receber dignamente o Senhor".

"É tempo de escuta da Palavra, tempo de espera, celebrado com sobriedade e com uma alegria discreta. Tempo singular que a humanidade tem para renovar suas forças e encher-se da sabedoria que o mistério da encarnação do Verbo de Deus revela, possibilitando a conquista e a vivência de autêntica fraternidade e solidariedade", acrescenta.

Para o Arcebispo, assim como em cada tempo litúrgico, o Advento traz suas próprias marcas durante as quatro semanas destinadas à preparação "para uma autêntica celebração do Natal", onde a Igreja "proclama para povoar o coração dos seus fiéis e interpelar a consciência de homens e mulheres de boa vontade".

De acordo com Dom Walmor, o caminho de preparação para um novo tempo deve passar pela reflexão interna e individual dos fiéis. "Nas paróquias e comunidades de Fé, os sacerdotes conduzem os fiéis para que vivam este tempo com plenitude verdadeira", explica.

O prelado acredita que este período litúrgico possui uma dimensão mariana, pois, "Deus, em seu amor, escolheu Maria para ser a Mãe de seu filho, Jesus Cristo", sendo Ela quem viveu o Advento mais importante da história.

"Ela gerou o Salvador, viveu o mistério da maternidade e se preparou para receber Jesus, possibilitando que as promessas de Deus se cumprissem", observa.

Nossa Senhora, segundo Dom Walmor, é para a humanidade a porta-voz da vida e da esperança e o Advento é o tempo mariano por excelência, pois, nos tempos atuais, a Virgem Santíssima nos ensina a vivê-lo por meio de seu exemplo.

Concluindo a entrevista, o Arcebispo enaltece Maria Santíssima como "o modelo que está colocado no horizonte de nossas vidas para inspirar os passos de nossa caminhada", sendo um exemplo para a Igreja e para cada discípulo.

"Ela ensina a sermos sempre atentos aos apelos de Deus, disponíveis para nossas vocações, mais acolhedores às vontades do Pai. Sem as manchas do pecado original, sua vida de santidade, doação e amor se torna fonte perene de bênçãos e de graças e inspiração para que cada um viva o Advento plenamente".

Por Leandro Massoni Ilhéu


 

Deixe seu comentário
O seu endereço de email não será publicado. Os campos marcados (*) são obrigatórios.



 
Loading
GaudiumRightPubli
Loading

Originalmente, o projeto de lei ordenava que os sacerdotes da Califórnia quebrassem o sigilo de con ...
 
Na Idade Média havia a perfeita caridade, “a filosofia do Evangelho governava os Estados [...], a ...
 
As escolas católicas fomentam a excelência, especialmente entre os menos favorecidos, mas padecem ...
 
O governo eritreu decidiu nacionalizar os hospitais da Igreja: “retaliação contra a Igreja cat ...
 
É o que diz o relatório divulgado recentemente pelo Observatório sobre Intolerância e Discrimina ...
 
Loading


O que estão twitando sobre o

Loading


 
 

Loading

Loading